Para receber em casa

Não há nenhuma demonstração maior de afeto do que o ato primitivo de comer e na melhor versão dele, em conjunto. E não estou falando do comer fora, na companhia de estranhos. Mas comer dentro, na intimidade, com pessoas familiares, com carinho, comer na própria louça, na própria mesa. O único inédito só pode ser a comida, de resto apenas o conforto, os abraços, as risadas, piadas e conversas pela noite afora.

rec

A iluminação é uma forma sutil e arbitrária na ambientação da casa, ela pode sugerir aconchego por si só. A luz indireta será sempre bem vinda, nos cantos da sala, em abajures, em velas na mesa do centro.

rec7

Não abra mão das flores por preguiça, nunca! Sexta-feira no Ceasa funciona a feira de flores e você pode encontrar de tudo. Pense nas cores da sua casa, na cor da toalha de mesa e no clima que você quer passar.

rec1

Aquela velha história da louça de festa que você via sua mãe tirar do armário no Natal. Não, não estamos falando de prata, necessariamente, mas se possível um prato diferente, colorido, uma travessa que ganhou de presente e nunca usou. Coloque tudo o que quiser usar sobre a mesa, lembrando dos pratos que irá servir, encaixando as diversas formas até encontrar um desenho harmônico entre elas. A mesa é o palco, não um apoio de comida. Ela deve estar bem iluminada e decorada, deve ser a musa da noite.

rec5

Se a louça for branca, procure uma toalha colorida e vice e versa. Reserve um vaso de flores pequeno para esta mesa (cuidado para não colocar flores com cheiro forte e nem altas demais)

rec3

Sabe aquelas latinhas que sempre mostro aqui, e pode ser que você tenha em casa sem usar? Que tal traze-las para sua mesa?

rec8

rec9

Pronto, sua mesa está cheia, bonita, cheirosa e gostosa! Pode chamar todo mundo.

rec4

rec2

rec6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.