Bancos : uma paixão nacional

O banco agrega, soma, é o objeto que se carrega daqui para lá, que ajuda a recolher algo na parte de cima do armário. 

ban

ban0
A banqueta é o tipo de peça que só nos damos conta de que existe quando nos falta, porque sua presença é tão indispensável como sutil. Pequena, não ocupa espaço e não destoa de nenhuma ambientação – e nós, brasileiros, o usamos em todas as ocasiões.

ban1

ban7
Os banquinhos, por sua vez, são pau para toda obra: funcionam como assentos mais baixos em qualquer lugar da casa, servem para apoiar os pés, fazem as vezes de mesa de centro ou lateral. Maiores e mais largos, os bancos acomodam com conforto mais pessoas, e ajudam a dividir os ambientes de uma sala, tal qual fazem os sofás. 

ban2

ban5

Sempre existe um banco, banquinho ou banqueta que pode transitar com estilo pelos mais diversos ambientes. Nos mais amplos, as peças maiores podem ocupar lugar de destaque no décor; já em casas ou apartamentos onde o espaço é precioso, é sempre útil tê-los como uma boa opção para receber os amigos – seja mantendo-os escondidos embaixo de algum outro móvel ou colocados em algum canto discreto.

ban3

ban4

ban6

ban8

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *