Mês: dezembro 2017

Bem mais antinga do que você possa imagina, a padronagem em zigue-zague chamada chevron tem registros decorativos que datam da Grécia Antiga, cerca de 1800 a.C., em cerâmicas e murais. Depois, quando foi usada para indicar a patente ocupada por militares ganhou destaque também no universo da moda.
Recurso simples de decoração para dar personalidade, movimento e alegria aos ambientes, o uso do chevron em paredes, cortinas, almofadas, objetos de decoração, papel e tecido de parede, sofás e afins dá upgrade instantâneo a qualquer ambiente.

zig
Almofadas: são descoladas, aconchegantes e ainda marcam território de maneira relevante em um ambiente. Aposte na dobradinha clássica p&b para ser destaque.

zig3

zig5

zig8
Tapetes: além de ser uma escolha segura para quem não costuma se aventurar muito no universo do design de interiores, é provavelmente também a forma mais fácil de se causar impacto com o chevron.

zig4

zig9

zig2

zig7
Paredes:para quem já está em estágio avançado no universo do home décor, pede mão leve nas cores e estampas do restante do espaço. E lembre-se de não exagerar no zigue-zague: uma única parede vai fazer barulho suficiente no ambiente em questão.

zig1

Prepare a guirlanda, as luzinhas e o holiday spirit: o Natal chegou oficialmente aqui no blog – pelo menos, se depender de mim, inspirações não faltarão. Se você também acha que esta é a época mais fabulosa do ano, e está em busca de boas ideias, escolha a sua preferida.

ehnatalehnatal0
A guirlanda é uma tradição pagã que remonta épocas anteriores ao cristianismo na Europa. Ela era usada como símbolo de prosperidade no solstício do inverno – que no Hemisfério Norte acontece bem próximo ao Natal – e só depois foi associada à chegada do menino Jesus. Há quem diga que ela foi criada como um amuleto contra os maus espíritos. Ou seja: pendurar uma guirlanda na porta de casa só trará energias positivas!

guirl6
Que atire a primeira pedra aquele que não imagina uma ceia farta quando o assunto Natal vem à tona. É por isso que, mesmo antes da noite de 24 de dezembro, vale caprichar na decoração da mesa, evocando todo o espírito de festejar a vida que o fim de ano traz.

ehnatal1

ehnatal3

Vale a pena caprichar na mesa para esperar os pratos deliciosos que vêm por aí.

ehnatal4

ehnatal6
Na noite em questão, o ideal é que os elementos abram espaço para que a comida seja servida e os pratos sejam postos. Fica a dica: neste momento, vale colocar os itens decorativos em um
aparador ou mesa de apoio próxima ao jantar e deixar apenas alguns deles entre os recipientes para garantir o clima festivo.

ehnatal5

ehnatal9
Se a tradicional árvore natalina feita de galhos artificiais – ou até mesmo verdadeiros – já não satisfaz como antes, a ideia é apelar para cores e designs inovadores. Basta colocar a imaginação para funcionar.

ehnatal11
Chegou a hora de revirar as caixas cheias de enfeites para começar a missão de decorar a casa. Mas quem disse que só com as cores vermelhas e douradas se faz um décor Natalino? Para quem quer sair do óbvio e surpreender os convidados na noite da ceia, aqui algumas sugestões.

ehnatal2

ehnatal3

ehnatal7

Nesta época, é difícil fugir muito da cor vermelha, tão característica e marcante, mas ela não precisa ser a única. Use a imaginação e o bom gosto para criar uma decoração diferente e deixar o previsível de lado. 

ehnatal8

ehnatal10

ehnatal19

Do mais moderno ao ultraclássico, qualquer ambiente ganha frescor quando se inclui verde no décor. Por que não, então, criar um minijardim de ervas nos locais mais iluminados e arejados de casa?

No mundo da da alimentação com qualidade, onde os orgânicos e a consciência sustentável ganham cada vez mais importância, pensar assim pode fazer muito sentido. 
Não importa se você mora em um pequeno apartamento ou uma ampla casa com terraço, ter uma horta particular é sempre possível – embora não seja tão fácil quanto pareça, eu posso te ajudar com dicas certeiras. Nem todo mundo fala, mas para que suas mudinhas cresçam saudáveis é preciso um pouco mais do que uma jardineira, um punhado de terra e um pouco de água.

hg

hg3
1. Escolha um lugar bastante ensolarado
Uma horta precisa de no mínimo quatro horas de sol por dia para se manter saudável . Se a sua cozinha não tem essa incidência de luz, por mais charmoso e prático que pareça ter os temperos ao lado do fogão, você terá que achar um novo local para seus vasinhos.

hg12

2. Dê espaço para que elas cresçam
Muitas vezes as mudas de ervas são vendidas em charmosos vasinho, mas isso não quer dizer que é ali que elas devem ficar para o resto de suas vidas. Para que cresçam saudáveis as ervas precisam de um vaso com no mínimo 15 cm de profundidade.

hg4
3. Fique atento à drenagem
Para que a água não fique acumulada e a sua muda termine afogada, é preciso preparar o terreno. O vaso (ou recipiente que for usado) deve, necessariamente, ter um furo em baixo para que a água escorra – se for uma lata, por exemplo, basta fazer um furinho com um prego. Além disso, a primeira camada precisa ser preenchida com pedras e areia. Só depois vem a terra e a planta.

hg1

4.Veja quais ervas combinam entre si
Nem todas as ervas vão compartilhar uma mesma jardineira de forma pacifica. Além de checar se elas demandam os mesmos cuidados quanto a iluminação, terra e rega, vale pesquisar um pouco sobre o comportamento da planta. A hortelã, por exemplo, é super espaçosa e por isso o mais recomendado é plantá-la em um vaso separado, se não ela vai sempre morrer ou matar alguma outra mudinha.

hg6
5. Cuidado com a quantidade de água
É mais comum que os marinheiros de primeira viagem matem suas hortas afogadas do que secas. As regras para regar uma planta mudam completamente de acordo com o ambiente que ela está. Tipo de vaso, temperatura, presença de vento, tudo isso influência. Por isso, o ideal é colocar a mão na terra e sentir se ela está úmida ou não. Se a superfície está seca, mas a terra está molhada mais em baixo, não é preciso regar.

hg2

hg8
6. Não esqueça de adubar
Além do adubo colocado na hora de plantar a muda no vaso ou na jardineira, é preciso continuar adubando a horta uma vez a cada 2 meses – pelo menos. Só assim a terra permanece fértil para que as mudas cresçam saudáveis.

hg7
7. Pode sem medo
Não é incomum que as pessoas se apeguem as suas plantas e acabem tendo medo de podar as folhas secas ou os galhos doentes, o que no fim pode acabar prejudicando a sua plantação. O manjericão por exemplo, precisa ser bastante podado e até suas flores devem ser retiradas, caso contrário sua haste fica muito longa e fraca.

hg5
8. Colha com cuidado
Arrancar com a mão apenas as folhas que você vai usar para a próxima receita pode parecer prático, mas não é nada recomendável. Na hora de colher os itens de sua horta, o ideal é cortar um ramo, incluindo os cabinhos, com uma boa tesoura. Assim você evita abalar a estrutura da planta e deixa as condições favoráveis para que nasçam novos brotos.

hg9

hg10

hg11

Para conseguir uma ambientação harmônica, expressiva e original na hora de decorar o quarto, não é preciso muito, basta apostar em escolhas certeiras. Com a intenção de provar tal teoria, selecionei uma lista incrível de quartos com decoração minimalista, que vão encantar os adeptos do lema “menos é mais” –  e também os que prezam por diferentes estilos e dezenas de ideias inspiradoras para a decoração do seu. Selecione suas favoritas!

bed3

bed

Nosso cantinho tem que ser prazeroso e acolhedor. Portanto, merece um carinho especial.
1. Defina um estilo

bed1
2. Escolha da cama

A cama deve ser o primeiro móvel a ser escolhido, pois é o maior e, normalmente, o centro do ambiente. É preciso levar em conta o tamanho do quarto para que não seja grande e impeça a circulação.

bed7
3. Escolha do colchão

Mais da metade do tempo que se passa no quarto será deitado na cama, afinal, 23 anos da nossa vida passamos dormindo. Pensando nisso, procurar um colchão que seja confortável é prioridade. 

bed5
4. Iluminação

Como já frisei aqui no blog, iluminação não é um mero detalhe e faz muita diferença. Em um quarto, é importante que haja tanto uma iluminação geral boa quanto alguns pontos que permitam criar um clima mais acolhedor.

bed11
6. Mesa de cabeceira

Peça que deixa a rotina mais prática, evitando que precisemos levantar depois de deitados, para pegar água, ou para deixarmos livros, celulares e relógio, por exemplo. 

bed13

bed9
7. Outros móveis

Armários embutidos e espelhados otimizam o espaço e dão a sensação de amplitude.

bed10

Uma maneira criativa de criar um painel na parede de casa é apostar em cestos de diversos tamanhos, cores e tramas. Colocados em grupos assimétricos, trazem perfume rústico imediato.

bl

bl1

Os materiais e objetos são despretensiosos, mas o resultado é cheio de impacto!

bl2

bl4

bl5

bl6

bl7

bl8

bl9

bl3