Mês: janeiro 2019

Combinar cores na decoração sem medo exige 1 dose de coragem + 1 dose de técnica.

Vamos combinar o seguinte:

Você entra com a coragem que eu entro com a técnica.

segredo

Três coisas vão valer sempre na hora de combinar as cores na decoração.

Não importa que cores você vai escolher e não importa o ambiente que você vai decorar.

Passo 1. Procure inspiração
Em decoração eu sou a favor de seguir a intuição e assumir riscos, mas pra isso é importante treinar o seu olhar.

Antes de decidir que cores usar na decoração, pesquise e reúna inspiração.

Colecione imagens de ambientes com cores que te agradem e entenda como eles funcionam.

segredo2

Você pode decorar sua casa com apenas 1 cor, é o esquema monocromático

segredo9

Como as cores são usadas?

Decoração com pontos de cor, ou seja, pontos de cor sobre uma base neutra.

segredo1

Ou blocos de cor em grandes superfícies como móveis e paredes.

segredo3

Use sites de decoração e imagens para colecionar fotos inspiradoras do uso das cores na decoração.

logokika

Seja específica. Veja quais são as cores que mais te agradam.

Conheça a personalidade e o significado das cores, saiba que sensações elas transmitem.

Assim, fica mais fácil escolher a cor que combina mais com você e sua personalidade.

segredo5

Passo 2. Mantenha uma paleta restrita
Um esquema com muitas cores é mais difícil de gerenciar e pode deixar o ambiente confuso e agitado.

Por outro lado, um ambiente com poucas cores pode ficar desinteressante e monótono.

segredo6

Escolha 2 ou 3 cores e mantenha-se fiel à elas.

segredo8

Passo 3. Pense em famílias de cor
Restringir a paleta a 2 ou 3 cores não significa “engessar” a decoração.

segredo10

segredo11

Pense na riqueza de tonalidades que cada cor oferece e use-a nos detalhes.

segredo7

Decoração aconchegante usando o segredo mais bem guardado dos decoradores, você só aprende aqui.

Porque o meu negócio é te ensinar tudo que eu sei sobre decoração. Sem segredos.

Assim, você se sente segura para decidir se quer encarar o processo de decoração sozinha ou se precisa de ajuda.

E se você precisar de ajuda, eu vou adorar te ajudar!

O maior segredo dos decoradores para criar uma decoração aconchegante é decorar em camadas, quem me acompanha aqui sabe que já ensinei alguns truques sobre esse assunto.

O que são as camadas de decoração?
Camadas de decoração são os elementos decorativos usados para transformar um ambiente “bonitinho” em UAU.

São as cores, estampas, texturas, iluminação, livros, espelhos, tapetes, cortinas, arte, plantas e também a maneira como estes elementos se combinam e se sobrepõem criando camadas.

cebola

As camadas agradam nosso olhar e são responsáveis pela sensação de aconchego e conforto físico.

Sabe aquele papo que no inverno as pessoas ficam mais elegantes?

Isso acontece porque no inverno usamos a “tática da cebola” quando você se veste em camadas e na decoração é a mesma coisa!

Almofadas, mantas, tapetes e cortinas funcionam como os casacos, lenços e pashminas; adicionam textura e esquentam.

cebola1

As luminárias funcionam como as jóias, que chamam atenção para você, te iluminam e dão aquele “tchan”.

cebola2

Livros, quadros e coleções funcionam como aquela peça assinatura que traduz a sua personalidade como um sapato ou uma bolsa.

cebola5

cebola6

cebola9

cebola7

Para decorar com camadas, repita o mantra de Decoração; Cor, Iluminação e Textura. Cor, Iluminação e Textura. Cor, Iluminação e Textura.

Repetiu? Então é hora de colocar a mão na massa.

Camada#1 – COR

cebola4

Uma decoração bem sucedida sempre se apoia em um esquema de cores bem definido e consistente.

Isto não significa que o ambiente precisa ser ultra-colorido.

Você pode criar uma decoração aconchegante usando apenas 1 cor ou somente cores neutras.

cebola3
Iluminação é a camada #2 para uma decoração aconchegante. 

cebola10
Camada #3 – TEXTURAS
Textura é o aspecto de uma superfície, a sensação tátil e visual de um material.

Como a maciez e o toque frio de uma almofada de seda ou a trama rústica e áspera de um tapete de sisal.

A madeira é quente e opaca enquanto o metal é frio e reflexivo.

Em decoração o uso das texturas é fundamental para criar interesse e variedade.

A combinação e sobreposição de peças de materiais, tamanhos e formatos diferentes também dá textura e profundidade aos ambientes.

cebola11

E na sua casa? Me conta nos comentários os seus segredos para deixar a casa aconchegante.

Decoração com reaproveitamento é contar a sua história através dos seus móveis e objetos.

Usar as coisas que você já tem dá personalidade e verdade à decoração.

Por isso, não faz nenhum sentido você começar a decorar do zero, jogar tudo fora e comprar tudo novo.
Com a onda minimalista surgiu a ideia de que devemos nos livrar dos objetos, viver com o mínimo, valorizar experiências e não coisas.

Mas objetos contam histórias, trazem boas lembranças e tem o poder de fazer você se sentir acolhido, protegido, de se sentir “ em casa”.

Por isso é tão importante se cercar das coisas que tem significado para você.

Escolher que peças você vai reaproveitar na decoração da sua casa é um processo.

Libertador para alguns, dolorido para outros. Porque movimenta energia estagnada.

TEM
E como escolher as peças que serão reaproveitadas?
1. Faça um inventário das suas coisas

Fotografe, meça e liste seus móveis e objetos como cortinas, tapetes, luminárias, arte.

Esta etapa te ajuda a visualizar as coisas que você tem e suas características como cor, volume e estilo.

 

2. Avalie se a peça tem a ver com o seu estilo de decoração

O primeiro passo para uma decoração bem sucedida é você descobrir o seu estilo de decoração.

Conhecer o seu estilo funciona como um filtro para você decidir que móveis e objetos usar.

Mantenha os móveis e objetos que tem memória afetiva, como móveis de família.

As demais peças devem passar por uma avaliação: Elas tem a ver com seu estilo ou com o “mood” que você quer que a decoração transmita? Elas podem ser reformadas ou modificadas para se encaixar na sua proposta?

3. Separe as peças em 3 grupos: Manter, Reformar, Doar ou Vender

Na hora de decorar com o que você já tem, pense como se você estivesse garimpando preciosidades em uma feirinha de antiguidades.

Muitas vezes, um móvel que está incomodando em um ambiente pode assumir outra função e virar a estrela em outro espaço.

Por exemplo, uma cômoda que está ocupando muito lugar no quarto pode virar um aparador na sala ou uma estante de livros sem graça pode ir parar na cozinha e deixar à mão as suas louças mais bonitas.

TEM1

Truques para aproveitar as coisas que você já tem na decoração
– Mude os móveis de lugar; testar novas posições para seus móveis pode sugerir jeitos novos de você usar móveis antigos.

– Uma camada de tinta pode dar vida nova a um móvel surrado

TEM3

– Mude o tecido de poltronas e cadeiras, faça uma capa colorida para o sofá ou ainda troque as capas de algumas almofadas.

TEM4

TEM5

– Use objetos cotidianos como arte; vale pendurar nas paredes seus chapéus, louças, cestarias

TEM6

– Troque a cúpula dos abajures

– Exponha seus tesouros particulares

TEM7

Seus tesouros particulares são aqueles objetos que tem significado pra você como os desenhos das crianças, conchas da praia das últimas férias em família, um brinquedo da sua infância ou a sua coleção.

TEM8

– Use seus livros como objetos decorativos

TEM9

– Inclua 1 dose de humor + 1 dose de esquisitice na decoração

TEM10

– Aprenda a arrumar sua estante como um designer

TEM11

Isso é Decoração para uma vida real e sustentável.

TEM2

Se eu pudesse te ensinar só 1 segredo de decoração, seria este: a Regra dos 3.

Porque ela é mágica, simples e sempre funciona.

O princípio básico da Regra dos 3 é que grupos com 3 elementos funcionam melhor do que qualquer outro agrupamento.

Isso é verdadeiro em decoração, design gráfico, fotografia e outras artes visuais.

Mas também funciona em marketing e até literatura. Ou você acha que é por acaso que existem 3 Porquinhos, 3 Mosqueteiros e 3 bruxas de Eastwick.

Como funciona a “Regra dos 3”?

Aparentemente é a maneira como o nosso cérebro está programado para entender o mundo.

Dois é sempre um par, mas junte 3 objetos e automaticamente nosso cérebro forma um conjunto.

Um conjunto com 3 elementos é mais dinâmico do que um par porque seu olhar é forçado a se movimentar mais, criando uma experiência visual mais rica.

Com 3 objetos você cria arranjos com profundidade e a percepção de “camadas” na decoração.

regra1

São estas camadas que dão aquela sensação gostosa de que sempre há mais surpresas a serem descobertas.

Como usar a “Regra dos 3”?

No layout dos móveis

Quando for organizar os móveis em um ambiente crie “grupos de móveis” que atendam uma atividade específica.

Por exemplo, na sala o objetivo é deixar todo mundo à vontade para um bate-papo, para isso posicione 2 cadeiras com braços ou poltronas em frente ao sofá.

Se a sua sala for pequena e ainda tiver que caber a TV, agrupe junto ao sofá 2 pufes que possam funcionar como mesinhas de apoio.

regra2

regra4

Em um canto sem uso, crie uma área de leitura agrupando uma poltrona, uma mesinha e um pufe, por exemplo.

regra3

Na arrumação de mesinhas e estantes

Quando for decorar sua mesa de centro ou de cabeceira, aparadores, estantes e prateleiras procure sempre criar grupos com 3 objetos de alturas e formatos diferentes.

regra

regra9

Para manter a unidade e reforçar a ideia de conjunto, escolha objetos com a mesma cor ou material.

regra8

regra6

Na paleta de cores da sua decoração

Um ambiente com poucas cores corre o risco de ficar entediante, mas criar um ambiente harmonioso usando muitas cores diferentes ao mesmo tempo é bastante difícil.

Restringir a sua paleta a 3 cores vai reduzir o risco do ambiente parecer agitado e confuso sem deixar a decoração chapada e sem graça.

regra12

Na decoração das paredes

Suas paredes estão vazias? Não se desespere. Procure por coisas que você já tem em trios, como aquela sua coleção de chapéus e pendure nas paredes.

regra10

tk

 

Os piores erros de decoração são aqueles que a gente não dá muita bola.

Pequenas coisas que parecem besteira mas que fazem uma mega diferença no efeito geral da sua decoração.

Neste post eu te conto os 5 piores erros de decoração que você nem imaginou na hora de decorar sua casa.

1. Pendurar os quadros muito alto
Quadros pendurados muito alto dão a sensação de estarem “voando” na parede, sabe como?

erros

O que fazer:

Quadros deve ser pendurados na altura do olhar.

Se considerarmos que a altura média da mulher brasileira é de 1,60m então o centro dos quadros deve estar a uma altura de 1,50 m do piso.

Quando você pendura quadros sobre móveis, como sofás, mesas ou aparadores, faça um teste antes de bater o prego na parede.

O quadro + o móvel devem formar uma unidade, um conjunto.

Se o quadro estiver muito acima do móvel não vai ficar harmônico.

Tente uma distância de 15 cm entre a base do quadro e o topo do móvel.

Peça para alguém segurar o quadro nesta posição e olhe de longe.

Sim, você vai “sentir” quando ficar harmônico. Nada supera o olhar humano!

erros1

Dica de Designer:

Se for pendurar o quadro sobre uma mesa de trabalho ou aparador verifique se os objetos que ficam sobre a mesa não vão atrapalhar a visão do quadro.

2. Encostar todos os móveis nas paredes
Encostar os móveis nas paredes NÃO “aumenta” o espaço.

O resultado, pelo contrário, é um espaço morto, um buraco sem utilidade no meio da sala que só dificulta a conversação e afasta as pessoas.

erros2

O que fazer:

Se a sua sala é estreita e o sofá precisa ficar “ancorado” na parede, deixe que os outros assentos flutuem próximos a ele.

Prefira posicionar poltronas ou cadeiras com braços em frente ao sofá, elimine a mesa de centro se for preciso.

Se não tiver espaço, posicione os assentos em diagonal ao sofá com um apoio ao lado.

erros3

Dica de Designer:

Se a sua sala é grande, divida o espaço em “zonas” por tipo de atividade.

erros4

3. Querer tudo combinadinho
Perfeito é chato!

Um ambiente todo combinado, onde os móveis são todos do mesmo “conjunto”, as cores da mesma família, os acabamentos todos do mesmo material, é um ambiente sem personalidade.

O que fazer:

Para criar interesse visual e fazer as pessoas se sentirem acolhidas, misture!

erros5

Misture móveis antigos e novos, madeira com metal, estampas e texturas.

Sua casa vai ser única, uma expressão da sua personalidade e não um espaço saído de um catálogo de loja.

erros6

4. Transformar a TV em ponto focal
Eu entendo que muitas vezes o único ambiente possível para se instalar a TV é a sala.

Acontece que quando você tem a TV na sala, a tendência natural é arrumar os móveis, principalmente os assentos, voltados para ela.

Essa arrumação é bacana pra assistir TV mas péssima para conviver com a família e receber os amigos.

O que fazer:

Procure não transformar sua TV em rainha da sala.

Prefira um móvel menos profundo e mais alto ou fixe a TV na parede.

erros7

Dica de Designer:

Posicione assentos leves como pufes ou cadeiras baixas em frente ao móvel da TV de frente para o sofá.

Esse assentos não vão atrapalhar a visão da Tv quando ela estiver em uso e quando você receber os amigos tem uma sala acolhedora para um bate-papo.

erros8

5. Iluminação ruim
Sem iluminação não há decoração!

A iluminação é fundamental para deixar qualquer ambiente aconchegante.

Poucas luminárias e lâmpadas erradas são os principais problemas.

A boa notícia é que é fácil de resolver.

erros9

O que fazer:

Se sua sala tem apenas 1 ponto de luz no teto, complemente a iluminação espalhando pelo menos mais 2 pontos de luz pelo ambiente.

Vale usar luminárias de piso, de mesa e até pendentes.

erros10

erros11

Dica de Designer:

Escolha lâmpadas com temperatura de cor de 2.700 Kelvin, levemente amarelada e fuja da luz branca e fria.

erros12