Mês: agosto 2019

Você sabe o que é o estilo escandinavo, que se tornou tendência absoluta nos últimos anos? Ele é marcado por minimalismo, organização, tons neutros, linhas retas, uso de madeira e, acima de tudo, conforto.

escan

O minimalismo, muito presente no escandinavo, é a arte do “menos é mais”. Quem escolhe esta estilo, procura uma forma mais natural e descomplicada de decoração. Um mobiliário funcional, que supra as necessidades dos moradores e que se adapte às mudanças é suficiente, evitando os enfeites. Além do mais, o estilo corrobora para uma composição visualmente equilibrada, trazendo a sensação de limpeza e organização.

escan1
Como surgiu a decoração escandinava?
Surgido no início do século XX nas regiões mais frias da Europa, ele se baseia nas características dos artesãos da Escandinávia, região que abrange Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca. O resultado do encontro entre móveis orgânicos e rústicos, com as cores neutras, que funcionam perfeitamente mesmo nas decorações mais modernas.

Como decorar no estilo escandinavo?

1) Tons neutros:
O inverno prolongado e rigoroso influenciou a maior parte do estilo escandinavo. A paleta de cores, que vai do bege ao cinza com destaque para o branco, está ligada aos dias com muitas horas de escuridão no norte da Europa. As superfícies, assim como o todo, são confeccionadas em tons neutros, fornecendo uma percepção de tranquilidade e leveza, além de auxiliar em uma melhor iluminação dos ambientes.

escan2
As tonalidades pastel, como as candy colors, ou marcantes, como azul, vermelho queimado e verde acinzentado, podem ser aplicados em peças isoladas, sobressaindo na decoração. É possível brincar com as texturas e estampas em almofadas, tapetes, vasos, quadros, entre outros. Dessa forma, há uma quebra na neutralidade do ambiente de uma maneira elegante e atemporal.

2) Iluminação:
As colorações neutras ajudam a deixar os espaços mais claros, porém este não é o único recurso utilizado. As janelas largas e amplas facilitam a entrada de luz natural – junto com as paredes claras e os móveis de madeira, a combinação deixa a iluminação mais efetiva.

escan3

3) Materiais:
A madeira em tons claros é outro destaque do escandinavo. Por trazer aconchego e conforto, o material está presente tanto no piso quando nos móveis. Considero o carvalho americano e o pinus os tipos ideais de madeira.
Além disso, o toque rústico e natural é marcante em todos os ambientes escandinavos. Nos estofados, os tecidos preferidos são linho, algodão e lã, pois são de origem artesanal.

escan7
4) Revestimentos:
O design escandinavo pede atenção aos detalhes, afinal os elementos são aplicados do inicio ao fim do projeto. Por consequência, o revestimento mais utilizado é o tijolinho, tanto pintado de branco, como o natural em marrom, dando um ar mais campestre.

escan6

5) Mantas e tapetes:
Remetendo mais uma vez ao clima frio das regiões de origem do estilo escandinavo, os tapetes de pelos trazem o calor para qualquer ambiente. Associado à madeira, a peça transforma o cômodo em confortável e agradável.
A manta, por sua vez, que se tornou tendência nesse inverno, também aparece em cima da cama ou até mesmo no sofá e nas cadeiras.

escan4

6) Plantas:
Por estar conectado com os componentes naturais, incluir as plantas no décor combina perfeitamente aqui. Seja na sala, em cima da estante, na varanda ou, até mesmo, no banheiro, elas se destacam.
No meio das cores mais claras, as espécies funcionam como pontos coloridos estratégicos. O importante, ao optar por usá-las, é pesquisar quais os melhores tipos de plantas para cada ambiente do imóvel.

escan5

7) Estilo escandinavo original e o brasileiro:
Apesar das inúmeras semelhanças, o design escandinavo passou por adaptações ao chegar no Brasil. Além da diferença de clima, a decoração sofreu mudanças para se adaptar à cultura brasileira. O primeiro aspecto alterado foi o desenho e posição dos quadros nos espaços. No estilo original europeu, os quadros escolhidos para esses ambientes são feitos em moldura fina com artes minimalistas e abstratas, e ao invés de serem apoiados soltos nos móveis, eles são fixados nas paredes.

escan8

Uma das mazelas da vida em um apartamento alugado é querer mudar a atmosfera do espaço e não poder colocar um quadro na parede. Ou será que não pode mesmo? Para pendurar você não precisa sair furando e abrindo buracos pelo imóvel! Existem muitas soluções, de imperceptíveis até estilosas, para trazer a sua cara para o apê sem prego ou parafuso.

face7

A decoração de um ambiente só está completa quando alcança as paredes. Uma parede nua é como uma tela em branco, esperando pelas mãos do artista para se transformar em obra de arte. Imagine sua casa como uma grande galeria, em cada espaço vazio uma oportunidade de revitalização com cores, formas, texturas e imagens.

face14

1. Fita dupla face 

face

Uma das maneiras mais práticas e que melhor suporta o peso das molduras é a colagem com fita dupla face. É só alinhá-la à borda dos quadros, com cuidado, e eles permanecerão em sua parede por muito tempo. *Cada 15 cm da Fita Scotch Fixa Forte da 3M suporta 500 gramas.

face1
2. Fixação com velcro

Este fecho adesivo suporta, em par, até 500 gramas. De um lado, a fita adesiva para ser colada no quadro e na parede. Do outro, uma superfície de pequenos ganchos tipo velcro.
Lembre-se sempre de alinhar bem os adesivos nas duas extremidades do quadro e na parede — queremos um mural prático, não torto!

face3

face4
3. Ganchos adesivos

face6

Os ganchos adesivos são seus melhores amigos — eles não só servem como cabideiros e porta chaves improvisados no hall, como seguram quadros. Tudo depende do tamanho e da fixação do adesivo. Os modelos variam dos transparentes e quase invisíveis até brancos e coloridos. Para saber como aplicar e qual o peso que suportam, confira a embalagem de cada produto e marca.

face5
4. Fecho metálico adesivo

Seu quadro ou porta retrato vem com uma parte específica para encaixe em um prego? É só colar este fecho metálico na parede e pendurar.

face8
5. Aproveitando móveis, canaletas e prateleiras

A canaleta, ou prateleira fina é uma ótima solução para apoiar os quadros em vez de pendurá-los diretamente na parede. Valeu a dica, não valeu?

face11

face10
6. Fios

Você pode instalar barbantes e outros tipos de fio em qualquer lugar da casa usando os suportes adesivos transparentes da Command, específicos para esta tarefa. A solução é ideal para criar um mural de fotos polaroid, por exemplo, conferindo uma atmosfera jovem e boho ao ambiente.

face12

face13

Com as casas e os apartamentos cada vez menores, um dos ambientes que perdeu mais espaço na planta das novas residências foi a sala de jantar. Ela sumiu de vez em muitos casos. Mas, mesmo para quem come sempre fora ou no sofá, é necessária uma mesa de jantar ou ao menos de apoio. Felizmente, há algumas ideias incríveis para salvar a decoração de sua sala de jantar pequena. Até para quem não tem um espaço propriamente reservado para este fim.

sj1

Há dias em que você quer receber alguém ou se empolga com um prato diferente na cozinha. Aí sentar-se dignamente numa mesa de jantar faz falta.
Veja ideias incríveis de decoração para ganhar espaço na sala de jantar pequena:

1. Baús em vez de cadeiras
sj

Estes baús que servem como assentos no lugar de cadeiras economizam espaço e acomodam mais gente. O resultado é ainda muito prático, porque você também pode guardar várias coisas nos gavetões. Desde louça, toalhas e outros acessórios, caso esteja faltando lugar nos outros armário.

2. Aparador pequeno 

sj4

Não é necessária uma parede inteira para um aparador. Você aproveitar cada espacinho que tiver em sua sala de jantar pequena.

Nele, é possível guardar taças, copos, travessas de bolo, livros e o que mais quiser, caso tenha gavetas ou prateleiras.

sj1

3. Use um carrinho de bar
sj12

Se você gosta de curtir uma bebida à noite com seu parceiro ou amigos, um carrinho de bebidas é uma boa pedida. Nele, você pode guardar garrafas, copos e itens para preparar coquetéis. Ou mesmo usá-lo como apoio para outros fins, caso não tiver espaço na sala.

sj3

sj2

4. Porta de correr e vidros
Uma estante pode fazer milagres. O móvel serve para decorar, abrigar livros e louças. A porta de correr não ocupa espaço, quando aberta, e o vidro traz leveza ao móvel.

sj6
5. Maximize o espaço com móveis multiuso

Se o espaço reservado para sua sala de jantar for realmente minúsculo e milagres forem necessários, aqui estão eles. Encontre um móvel para armazenar as coisas que seja realmente pequeno e multiuso. Como este carrinho móvel com portas, pode servir tanto para bebidas, como guardar louças e abriga os enfeites.

sj10
6. Prateleiras
sj5 
As prateleiras também são milagrosas. Dão vida ao ambiente, fazem uso de um espaço que estava desocupado e ainda servem de apoio à mesa de jantar e permitem que você guarde livros, guardanapos e itens necessários.

sj9

sj11

7. Espelhos

Se usado da forma correta, o espelho pode ampliar e trazer um certo brilho aos ambientes. Para isso, um bom planejamento é fundamental
Ambientes pequenos ficam mais amplos, espaços escuros ficam mais leves, tudo com um simples espelho.

sj13

 

Especiarias, mantimentos, tecidos, roupas, objetos de uso pessoal. No passado, os baús carregavam todo tipo de mercadoria dos viajantes, nas mais diferentes rotas. Muito antes de mesas, tamboretes e camas desembarcarem por aqui, eram os baús os primeiros a chegarem com os estrangeiros. A variedade de modelos era imensa. Havia caixas, canastras, cofres, burras, para guardar valores, uchas, para alimentos, e caixões. O que variava era a forma e o uso específico.

bau1

Enquanto o baú tem o tampo abaulado, a caixa possui linhas retas. Com o tempo, mesmo os modelos com tampo reto passaram a ser chamados de baús. Muitos traziam monogramas ou brasões, para deixar claro a quem pertenciam. E contavam com o interior decorado com pinturas, papel aplicado, marchetarias. Os baús que guardavam enxoval dos noivos, por exemplo, tinham desenhos singelos, guirlandas e pombos entrelaçados, expressando romantismo e afeição. Em casa ou no local de destino, depois de uma viagem, eles eram colocados sobre pedestais, para evitar o contato com a umidade do chão ou com a água da limpeza.

bau13

Outra curiosidade era que por guardar muitas riquezas, esse móvel popular originou a conhecida expressão “golpe do baú”, em referência aos espertalhões de plantão pela vida afora.
Além de armazenar objetos, ele é decorativo e funcional. Pode ser usado como mesa de centro, apoio lateral, bancos e até como mesinha de cabeceira.

bau4

bau7
Baús antigos, geralmente, vêm com boas histórias para contar. Quem nunca ouviu falar de uma peça que acompanhou uma tia avó durante sua viagem ao Brasil no início do século passado? Ou encontrou uma relíquia em alguma casa antiga?
Em quartos de bebês, os baús também podem ficar bem simpáticos, e quando as crianças estiverem maiores, vão adorar guardas os brinquedos a sete chaves.

bau11

Baús servem como armários para lençóis também e roupas de outra estação, por exemplo. Se você tiver espaço, o ideal é deixá-lo na frente da cama, servindo como apoio para trocar de roupas e tirar os sapatos. 

bau2

bau9
Existem no mercado vários baús novos, com cara de antigo, que funcionam muito bem na decoração e com a vantagem das ferragens novas.

bau10

bau5

bau6

Gosto de misturar peças contemporâneas e antigas e, geralmente, isso é o que melhor funciona no meu trabalho.

bau8

bau12

Se você tiver a chance de ter um ao seu alcance, aproveite as ideias e coloque do jeito que melhor se encaixa na sua casa.

bau14

Sua casa está precisando de uma renovada? Você pode até estar com suas pastas no Pinterest ou sua cabeça repletas de ideias incríveis, mas está sem orçamento para realizá-las? Saiba que você pode criar uma casa linda gastando nada ou quase nada. Como isso é possível? Confira nas dicas abaixo:

renova

1. Plantas
Um pouco da natureza faz muita diferença. Você não precisa sair gastando em uma floricultura ou loja de jardinagem. Mantenha os olhos abertos para achados nas ruas, supermercados e até nas árvores do bairro podem render lindos arranjos.

renova1

renova2

2. Garrafas
Você não precisa comprar garrafas para decorar. Reciclar garrafas velhas de cerveja, vinho, gim ou uísque é a ideia. Quanto mais garrafas e mais diferentes elas forem, mais legal fica.

renova3

renova4

3. Pintar parede com resto de tinta
Você quer mudar a cor das paredes, mas não tem dinheiro para comprar um galão inteiro? Use o que restou da tinta de outra reforma e pinte uma só parede ou só metade da parede. 

renova5

4. Garimpar mapas e artes
A internet está cheia de artes para imprimir. Seja em sites de artistas ou em bancas de jornal da cidade, você pode encontrar verdadeiras obras de arte para pendurar na parede. Você pode pendurar um mapa, como nesta imagem abaixo.

renova6

5. Decoração DIY (faça você mesmo)
Precisa de uma mesa nova? Inspire-se nesta feita com uma porta antiga.

renova7

Ou ainda uma mesa de cabeceira com blocos de concreto, porque não ?

renova8

6. Mantas para os dias frios
Quer dar um up? Invista nas mantas sobre os sofás e poltronas.

renova11

renova12

7. Decore com os próprios livros
Certamente, livros não são de graça. Mas você pode separar alguns bem bonitos de sua coleção ou garimpar em sebos. Então, é só organizá-los de maneira criativa. Utilize objetos coloridos para apoiá-los ou separá-los.

renova9

renova10