Mês: janeiro 2020

Receber em casa pode ser uma experiência única e tanto para o anfitrião quanto para o convidado. O cuidado e planejamento vai dizer muito sobre você. A ideia não é impressionar ninguém, mas garantir que todos se sintam à vontade, acolhidos e queridos – e nessa hora quem sabe arrumar uma mesa sai na frente!

sab

Pensamos em tudo: louças, guardanapos, talheres, flores, acessórios e, usando bem o que se tem, podemos propor a mistura de diferentes louças, toalhas, copos etc.  Além do cardápio (vale checar antes se os convidados não curtem ou são alérgicos a algum tipo de alimento), a decoração da mesa pode dar a largada para o “mood” do evento, concordam? Então… voilá!
sab1
Começar pela cor sempre ajuda. Defina uma paleta harmônica com predominância de 2 ou 3 tons para a mesa, desde detalhes das louças aos jogos americanos e flores. Em seguida, entenda o estilo que você gostaria de passar. Toalhas combinam com ocasiões mais formais, já os jogos americanos são mais descontraídos;
– Se as toalhas foram lisas, ouse nas louças estampadas. O contrário também vale e sair do óbvio sempre funciona.

sab4
A altura máxima dos arranjos na mesa deve ser a do nosso antebraço, no intuito de não atrapalhar o campo de visão entre os convidados.
sab6
 
Aqui podemos usar e abusar do conceito “use bem o que se tem” para formar os arranjos:- Pequenos jarros e leiteiras acomodam as composições mais altas;
– Garrafinhas podem formar conjuntos bem charmosos;
– Canecas grandes e bowls podem fazer o papel de cachepôs para os arranjos de formato arredondado;
– Assim como as velas, evite flores cheirosas à mesa.
 
sab3
 
Empolgados com o evento, podemos facilmente cair em armadilhas que podem botar tudo a perder. Fiquemos atentos aos seguintes cuidados:- Não tente acomodar itens sem função à mesa ou que comprometam a mobilidade das pessoas;
– Cuidado com os arranjos florais altos demais e/ou com brilhos que possam poluir os alimentos;
– Não disponha louças e talheres fora do contexto do cardápio;
– Observe a área livre na mesa para disposição dos pratos que serão servidos;
– Devagar e sempre: faça testes e experimente diferentes opções de composição com a devida antecedência, para que você tenha tempo de seguir com um plano “B” sempre que necessário.
sab7
 
O garfo fica à esquerda ou à direita do prato? E a taça de vinho, onde vai? Embora muita gente diga que tanto faz o lugar da colher, desde que a sopa esteja boa, eu sou do time que vê numa mesa bem posta um gesto de carinho. Claro que não adianta uma montagem maravilhosa se a comida for ruim, mas um visual caprichado ajuda a tornar o encontro especial.
sab8
 
Com a casa cheia, aposte em tons alegres e vibrantes. Tons quentes, como o amarelo e o laranja, são conhecidos por abrirem o apetite. Optar por guardanapos que brincam com listras ou xadrez, dão um toque mais descontraído e caseiro à mesa posta. 
 
sab9
 
Ficou bem mais fácil arrumar a mesa, não? Agora é só chamar os amigos e impressionar a turma com uma organização digna de sair em revista. Bom fim de semana!
sab5
sab12
sab14
sab11

“Gosto de cor da porta para fora”. A frase pode parecer polêmica, mas no final é essa a decisão da maioria do clientes quando abordamos as cores nos projetos de decoração. De fato, elas atraem e imprimem elogios nas vitrines, revistas e mostras, porém, dentro de casa, o papo é sempre conservador. Nossa bandeira é colorida e nosso carnaval ainda mais.

feliz
Vamos começar pelas paredes?
A ideia não é insistir em determinadas paletas, mas argumentar em torno das boas surpresas que podem ocorrer por meio de pitadas de ousadia. A cor pode, literalmente, ser bem-vinda numa área de passagem rápida como o hall de entrada.

feliz2

feliz3

feliz4

A primeira impressão é a que fica! Ou no fundo de um corredor de acesso aos quartos, onde cabe um tom intenso para destacar uma obra de arte bacana.
feliz1
 
Vamos admitir que o lavabo sempre será um ponto de comentário das visitas sobre a personalidade dos moradores. Aposte num tom vibrante e que contraste com a composição restante.

feliz5

feliz6

Uma parede repleta de quadros ganha força e junção num tom que valorize as molduras.

feliz8

feliz7

E atrás da TV? Já aprendemos que nos cinemas as cores escuras melhoram (e muito) a qualidade da imagem.

feliz9
E qual cor usar?
Nos exemplos acima abordamos a aplicação das cores norteados por critérios funcionais. Falemos agora das tonalidades. Se perguntarmos para alguém sobre a sua cor preferida, provavelmente a resposta não corresponderá com a cor que pretendemos ter todos os sofás da sala. Podemos fazer um exercício semelhante aos terapeutas aqui: quantas pessoas vivem na casa? O que elas fazem, quais são as rotinas? Quais viagens foram marcantes? Cores da infância, lápis de cor preferido? 

feliz10
Use bem o que se tem!
Um olhar para dentro de casa, somado à vontade de fazer algo diferente, provocar uma nova sensação e “trazer humor ao espaço”. São os pontos de partida que precisamos acionar para que o primeiro passo seja dado. Saindo das paredes, os acessórios também são poderosos aliados no processo de colorir.

feliz12

São fáceis de testar por serem menos definitivos. Arriscar com eles pode ser divertido e revelador. Eleja uma paleta de cores e distribua as nuances por meio das estampas das almofadas e tapetes. Tons do detalhe do vaso estão nos quadros. Nada foi por acaso. Decorar é planejar. É compor. É curtir o processo até o resultado.

feliz13
A cor no quarto deve ser clara?
Livre-se de pré-conceitos. Valores familiares e dicas são importantes, mas devem ser ponderados. Sim, um quarto num tom claro traz a sensação de relaxamento, mas num tom escuro o aconchego chega antes, concordam? Entenda a sua real expectativa e coloque as cores como aliadas. Simples assim. Espero encontrá-los mais coloridos no próximo post!

feliz11

O hall de entrada é um ambiente da casa que, geralmente, fica por último quando o assunto é reforma. Primeiro vem o living, quarto, cozinha e até o banheiro, mas o não mesmo importante hall costuma ficar para depois. É ali que os convidados tem a primeira impressão da casa ou apartamento e o espaço também pode ser muito funcional, além de bonito, é claro.

Pensando nisso, selecionei ideias de diferentes estilos para você transformar o seu hall em um espaço criativo e charmoso. Veja abaixo!

cara
Neste hall, molduras são apoiadas nos nichos de madeira. O espaço foi aproveitado para apoiar livros, vasos e objetos queridos dos proprietários da casa.

cara4

Os bancos são uma boa alternativa para decorar o hall de entrada, sempre!
cara1

cara5
Outro combo que costuma funcionar muito bem na decoração do hall de entrada é o espelho apoiado ou pendurado. Isso porque é sempre bom dar uma olhadinha no visual antes de ir para a rua. E o banco é o lugar ideal para você deixar as chaves e carteira e não se esquecer delas na hora de sair de casa.

cara10

cara2

cara11

Um tapete estampado, um lustre bacana e um cesto de fibra natural adicionaram um toque boho nesse hall de entrada. Como esse estilo é marcado pela mistura de várias vertentes, ele permite infinitas combinações.

cara8

Aposte no visual urban jungle para dar novos ares ao seu hall de entrada.

cara7
 
Cores neutras também podem render uma decoração chique para o seu hall de entrada, como neste da foto. Aparador, luminária, fotos e cestas formam uma ambientação minimalista e elegante.

cara9

cara6

Até mesmo os adeptos da decoração minimalista vão concordar que decorar a parede pode fazer toda a diferença no resultado final da decoração. Mas não pense que apenas quadros podem adicionar personalidade num cantinho vazio. 

palha

Uma maneira criativa de criar um painel na parede de casa é apostar em cestos de diversos tamanhos, cores e tramas.

palha5

Colocados em grupos assimétricos, trazem perfume rústico imediato. Os materiais e objetos são despretensiosos, mas o resultado é cheio de impacto!

palha2

palha4

palha1

Objetos de viagem, peças de família e com valor sentimental sempre trazem memória afetiva e deixam a decoração mais particular.

palha6

Para os amantes de fibras naturais, vale substituir até os pratos por cestas. Essa decoração tem um clima mais aconchegante e, para acertar no mood, invista em texturas diferentes, numa paleta de tons neutros, em peças de madeira e plantas. 

palha9

palha7

palha8

A combinação Preto & Branco é clássica, atemporal e à prova de iniciantes porque sempre funciona.
O Preto & Branco quando usado com outras cores tem o poder de energizar e intensificar a outra cor criando uma decoração com uma pegada gráfica e marcante.

pb1

pb3

O preto usado na decoração é sempre uma escolha ousada e consciente que pretende comunicar algo.
Assim como o “little black dress”, o pretinho básico, um ambiente preto pode ser elegante e simples ao mesmo tempo. O segredo é não exagerar nos acessórios e escolher móveis com linhas retas e design simples.

pb4

pb

Clássico dos clássicos, o preto nunca sai de moda na decoração. Por isso, é sempre uma das primeiras opções para quem não quer correr o risco de errar. Além de versátil, a cor remete a sofisticação, modernidade, versatilidade, luxo e mistério. Quando combinado com o branco, geralmente o resultado é infalível.

pb2

pb5

pb6

Preto e branco são uma mistura clássica, mas nem sempre precisa ser sóbria, quando bem misturada com pontos de cor e materiais diversos.

pb10

pb8

pb9

pb7