Categoria: cozinha

Reformar a cozinha não é simples. São muitas as etapas necessárias para conseguir um projeto de sucesso. Além da escolha dos revestimento para pisos e paredes, é preciso investir nos eletrodomésticos e no material da bancada da cozinha – e é nesse momento que pode aparecer uma série de dúvidas. Hoje, existem opções das mais variadas no mercado, materiais de todas as naturezas, como você vê abaixo. A regra para a escolher certo é clara: deve levar em conta a intensidade de uso da cozinha e as necessidades dos moradores.

granito2

 

Os preferidos dos profissionais de interiores são as pedras naturais e compostos sintéticos derivados de quartzo, feldspato ou vidro. Abaixo, veja as principais características de cada um dos materiais mais usados para você escolher a bancada ideal para a sua cozinha:

 

Granito É o material mais usado por ser bem resistente. Os granitos apresentam uma resistência muito alta para uso diário, de fácil limpeza e manutenção, tanto que também são super indicados para pisos de locais de tráfego intenso. Uma dica que eu sempre dou é que você pode sempre ir até o revendedor para escolher a pedra que achar que tem mais a ver com a sua cozinha. Como o material é natural, existe uma série de variações, e dentro destas variações é possível escolher aquela que você mais gosta. Outra vantagem dos granitos, com relação aos outros materiais, é o custo-benefício: ele é a opção mais ” barata” pela qualidade que oferece.

granito

 

Mármore

O mais poroso dos materiais, o mármore é o menos recomendado para a cozinha. Apesar de aparentar mais sofisticação do que o granito, ele pode facilmente ficar manchado ao entrar em contato com os alimentos – acredite: uma simples beterraba pode causar um verdadeira estrago. É indicado apenas para quem faz pouquíssimo uso do espaço.

granito3

Compostos de quartzo

Os materiais conhecidos como Silestone, Quartzstone, Topzstone, Caesarstone são compostos feitos de resina e quartzo. Criados industrialmente, eles fazem sucesso entre profissionais de interiores por serem moldáveis a apresentarem diversas opções de acabamento, mas é preciso fazer um alerta: eles não aguentam temperaturas tão altas. É um material sintético com permeabilidade muito baixa e tonalidade uniforme, por isso tem sido bem aceito. Porém, apresentam resinas na composição, assim não aguentam altas temperaturas.

granito4

 

Nanoglass

O nanoglass é um material sintético criado com resina e pó de vidro. É justamente o material que o torna mais resistente, faz com que possua alta durabilidade e exiba uma superfície brilhante, que enche os olhos – motivo pelo qual caiu no nosso gosto, profissionais de interiores.

granito6

granito5

Corian

O corian é um composto sintético que possui 1/3 de resina acrílica e 2/3 de hidróxido de alumínio. Ele aguenta altas temperaturas e é também uma superfície moldável – o que facilita o acabamento,  já que garante uma uniformidade na bancada da cozinha.

Neolith e Dekton

Tanto o Dekton quanto Neolith são superfícies sintéticas ultracompactas que são criadas a partir de elementos minerais e produzidas de maneira industrial. Elas possuem baixa porosidade e apresentam várias opções de acabamentos – podem imitar até o mármore, por exemplo. O diferencial é que não possuem resina na composição, por isso são mais resistentes à temperatura do que outros materiais sintéticos. O problema destas superfícies é o custo, que ainda é alto no Brasil.

granito8

granito9

granito10

Há quem aposte nos porcelanatos ou revestimentos cerâmicos – apesar de não serem os mais indicados. Uma desvantagem é o fato destes materiais não ser tão resistente a impactos. O cimento queimado também chegou a ser uma opção de muitos profissionais há alguns anos. Outros materiais menos comuns podem aparecer na hora de projetar: existem bancadas inteiras em inox e até revestidas de madeira teca, que possui boa resistência e confere um ar rústico ao ambiente.

Cansou de ver o mesmo armário na cozinha todos os dias? Dê um upgrade no décor, usando desde a boa e velha tinta até alguns produtos que talvez você não conheça!

Existem diversos motivos para querermos repaginar nossas casas. Não está satisfeito com os seus gabinetes? Transforme-os facilmente com essas dicas, devolvendo a essência e a beleza ao ambiente:
1. Use tinta!

Não há maneira melhor de renovar um ambiente que com um pincel e uma boa lata de tinta. Uma cozinha escura, por exemplo, pode parecer completamente iluminada ao ganhar gabinetes brancos. Se o branco for muito básico para seu estilo, pode experimentar com a sua cor favorita ou fazer um esquema de duas cores?

pintar

1
Tire as portas e rotule-as. Use uma chave de fenda para remover portas e gavetas da estrutura. Aplique um pedaço de fita adesiva e escreva sobre ele um número ou uma letra. Coloque outro com o mesmo conteúdo na porção da estrutura à qual cada parte pertencia. É importante que cada porta seja rotulada de forma diferente para que você saiba a localização de todas elas. Deixe o armário em um espaço aberto, como uma garagem ou um porão, a fim de deixar o caminho livre.
Esvazie o armário e guarde seus conteúdos em outro local enquanto estiver trabalhando.
Mantenha cada parte com suas dobradiças em sacos plásticos a fim de evitar que se percam ou se misturem com as demais.

2
Remova a tinta do armário, se for o caso. Trabalhe em um espaço ventilado e com um grande pedaço de papelão por baixo. Comece no topo do armário, pintando uma camada do removedor sobre a superfície. Deixe-o repousar por ao menos 45 minutos e, a seguir, use um raspador para remover a tinta com movimentos longos. Prossiga com a remoção completa até deixar a superfície lisa e homogênea.
Use luvas de trabalho durante o trabalho para evitar irritações na pele.
Você talvez precise usar o removedor de tinta diversas vezes, caso o armário tenha passado por demãos múltiplas.

3
Limpe o armário com um desengordurante. Borrife um desengordurante químico sobre um pano de limpeza até deixá-lo úmido. Esfregue-o sobre o armário na direção do grão para remover quaisquer resíduos persistentes. Limpe todos os lados de cada porta e sua estrutura a fim de que o primer se apegue bem à superfície.
Se estiver pintando um armário de cozinha, passe tempo extra limpando tudo o que estiver próximo às superfícies mais usadas, pois possivelmente terão mais óleo e gordura presentes.

4
Suavize quaisquer falhas ou amassados com massa para madeira. Se há grandes buracos a serem escondidas por baixo da tinta, preencha-as com um produto sintético feito para madeira. Esprema esse conteúdo no ponto desejado e suavize-o com um raspador plástico flexível. Espere meia hora até que ele esteja seco antes de continuar.
A massa para madeira pode ser adquirida em casas de construção ou lojas de ferramentas.

5
Estenda uma lona sobre o chão e proteja as bordas do armário com fita adesiva. Coloque a lona sobre o espaço de trabalho e quaisquer balcões para evitar que o primer ou a tinta atinjam essas superfícies. Quando estiverem já protegidas, cubra as bordas onde o armário se encontra com a parede com fita adesiva. Pressione-a firmemente a fim de que a tinta não penetre essa região.
Envolva os eletrodomésticos com plástico se estiver trabalhando no armário em um espaço próximo.
A fita crepe oferece proteção da tinta e é fácil de ser removida sem danificar as paredes.

6
Use uma lixa fina a média para deixar as superfícies mais ásperas. Encontre uma lixa de grau 100 para remover a finalização hoje presente. Se o armário é laminado ou feito em madeira, esse processo é importante para evitar marcações. Aplique um pouco de pressão para deixar as superfícies mais ásperas a fim de facilitar a aderência do primer e da tinta. A seguir, tire os resíduos com um pincel seco.
Use uma esponja abrasiva ou uma lixadeira para melhor ergonomia.

7
Aplique uma fina camada de primer adesivo na estrutura e nas portas do armário. Esse produto aderirá com firmeza à superfície. Comece com a aplicação em áreas mais detalhadas com um pincel antes de passar para regiões maiores com um rolo. Avance no sentido do grão para um resultado suave e homogêneo. Cubra toda a superfície com o primer e, por fim, deixe-o secar completamente.

pintar2

1
Use uma tinta aquosa de látex para maior durabilidade. As tintas de látex secam rapidamente e podem ser facilmente limpas com água. Além disso, esse material não solta os gases tóxicos resultantes das tintas a óleo. Visite a loja de tintas mais próxima e descubra que opções estão disponíveis para avançar no trabalho com o seu armário.
A tinta deve ser 100% acrílica para melhores durabilidade e adesão.
Tipos de tinta e seus usos
• Escolha uma tinta fosca para um visual moderno. Esse tipo traz um resultado discreto e sem brilho quando fica completamente seco.
• Escolha uma tinta semibrilho se quiser que o armário brilhe um pouco, refletindo luz e deixando o ambiente mais claro e amplo.
• Use tinta de quadro para fazer um mural de mensagens em seu armário. Depois de seca, ela possibilita a você escrever mensagens e listas na superfície.

2
Use um pincel angulado para pintar regiões com pouco espaço e muitos detalhes. Despeje a tinta em um recipiente que facilite a movimentação do pincel. Use-o para trabalhar nos cantos apertados e ao longo das bordas de cada porta, espalhando quaisquer acúmulos de tinta com as cerdas a fim de suavizá-los.
Espere pela secagem completa de um dos lados antes de virar a porta para iniciar a pintura do outro lado.
No caso de armários laminados ou em madeira, pinte ao longo do grão para esconder as pinceladas.

3
Use um rolo para aplicar tinta em superfícies maiores. No caso das grandes áreas, use um rolo em espuma de 10 cm de comprimento. Revista-o com uma fina camada de tinta em uma bacia apropriada, e trabalhe desenhando formas “W” na superfície desejada para um resultado mais completo. É importante que o primer não seja visível de baixo da tinta, ou será preciso aplicar uma nova demão.
Repasse o rolo sobre as áreas já pintadas para suavizar o resultado. De outro modo, a espuma do rolo pode acabar deixando pequenas irregularidades no armário.

4
Espere até que a tinta esteja completamente seca. Espere ao menos um dia inteiro, sem colocar qualquer objeto no interior do armário enquanto a tinta estiver úmida. Quando os primeiros lados das portas estiverem secos, vire-as para pintar o outro lado.

pintar1

2. Com lousa e função

Seja com papel de parede e tinta de lousa, a adição deste elemento à coisa muda tudo: com um pedaço de giz, você pode fazer desde listas de compras, até escrever sua receita preferida ou deixar recados.

pintar5

pintar3
3. Papel contact

Quem entrou na matéria procurando por dicas de como usar papel de parede não imaginava que também era possível usar papel contact, não é mesmo?
O truque não é resistente, já que a área é de grande atrito e umidade. Porém, se você não aguenta mais olhar para as mesmas coisas e quer mudança imediata, vale a pena tentar.

pintar6

4. Papel de parede

O papel de parede traz não apenas cor, como estampa e descontração para o décor. Ele pode ser aplicado no fundo de armários envidraçados ou nas portas dos gabinetes. Na foto, ele foi aplicado na parede.

pintar9

pintar7

5. Com tecido e tachinhas

Difícil imaginar que uma simples tachinha de escritório possa fazer toda a diferença, mas é verdade. Além dos usos comuns, ela pode fixar tecidos dentro dos armários! Uma boa alternativa temporária para embelezar o móvel com portas envidraçadas e poder trocar a estampa sempre que quiser.
Antes de começar, tire a louça e também as prateleiras. Meça o fundo do gabinete e corte o tecido, sem sobras. Por fim, é só alinhá-lo ao gabinete e pregar quatro tachinhas, uma em cada canto.

Se preferir o tecido reveste as paredes assim como em qualquer outro ambiente.

pintar8

pintar10
6. Desgastado

O que você quer não é renovar os gabinetes, e sim conferir uma aparência mais rústica a eles? É simples! Primeiro, remova os puxadores. Depois lixe-os para remover o verniz. Cuidado, que a bagunça e a poeira serão abundantes.
Se quiser, pode lixar bastante para deixa-los com jeito de usados. Em seguida, aplique um líquido envelhecedor de madeira, como o Valspar Antiquing Glaze ou betume, encontrado em lojas de artesanato. Deixe-o secar e, em seguida, use um pano úmido para limpar o excesso. Adicione duas demãos de selante para finalizar.

pintar11

pintar12

Gosta de projetos de faça você mesmo? Leia também!

 

Quando você pensa em cozinha de apartamento alugado a imagem que vem na sua cabeça é de armários de fórmica de cores duvidosas e azulejos do tempo do onça? A boa notícia é que dar um up na cozinha alugada é mais fácil do que você pensa e eu te conto tudo.

Porque ninguém merece ficar com vontade de chorar toda vez que entra na cozinha pra tomar um copo d’água.

aluguel

Você pode escolher entre colocar a mão na massa e fazer grandes mudanças ou focar em pequenas mudanças que juntas são capazes de causar alto impacto.

O que fazer com as paredes?

Grande mudança:

  • Pintura dos azulejos
  • Pintura epóxi

Opção mais rápida e barata. Você encontra tinta epóxi a base de água de várias cores em lojas de tinta ou home-centers.

  • Argamassa sobre azulejo

É mais trabalhoso mas você ganha uma parede lisinha sem sinais do rejunte.

Pequenas mudanças: 

  • Papel de parede ou adesivos de azulejos

aluguel1

aluguel2

O que fazer com os armários?

Grande mudança:

  • Pintura
  • Armários de fórmica podem ser pintados.

aluguel3

Pequenas mudanças:

  • Encapar geladeira com adesivo vinílico tipo Contact
  • Trocar os puxadores

aluguel10

O que fazer com o piso?

Grandes mudanças:

  • Pintura

Cerâmica, concreto e madeira podem ser pintadas com tinta epóxi.

  • Piso adesivo

Pode ser colado sobre qualquer tipo de piso existente desde que esteja em boas condições.

Pequena mudança:

Se seu piso não está lá essas coisas mas você prefere não mexer com ele, considere colocar um tapete na cozinha.

aluguel6

O que fazer com a iluminação?

A iluminação dos apartamentos alugados é quase sempre insuficiente, principalmente nas cozinhas.

Troque as luminárias existentes por modelos maiores que comportem no mínimo 3 lâmpadas.

aluguel8

aluguel9

Como decorar a cozinha?

  • Instale prateleiras para exibir utensílios charmosinhos

aluguel13

  • Apoie bandejas sobre a bancada para organizar temperos
  • Apoie quadrinhos

aluguel12

  • Plante uma hortinha

aluguel14

aluguel15

Já pensou se todos os ambientes pelos quais passamos tivessem sido planejados para atender às nossas necessidades? É isso o que pretende a otimização dos espaços. E essa busca por uma renovação inteligente, principalmente em lugares pequenos, não significa uma reforma profunda. Pequenas e médias alterações podem melhorar muito a forma como convivemos com nossa casa.

Com a verticalização das cidades e a criação de apartamentos cada vez menores nos grandes centros urbanos, a otimização se tornou uma tarefa essencial para mesclar conforto e praticidade no dia a dia. A cozinha, apesar de não exigir tanta privacidade como os quartos, é um espaço de convivência que merece toda a atenção na hora do planejamento.

inte

O ideal é que arquitetos e moradores pensem juntos nessa tarefa, mesmo que não seja possível começar uma cozinha do zero. Devemos selecionar o que realmente é essencial para se ter no ambiente, considerar que esse mínimo utilizado caiba nele e usar eletrodomésticos mais compactos.

inte3

A personalidade do morador não pode ficar para trás, e é essa busca que resulta em projetos cada vez mais personalizados e com a cara do morador.

inte2inte1

O grande segredo, hoje, na hora de decorar é a busca pelo décor inteligente e de acordo com o momento que vivemos: Seguindo a tendência mundial, devemos desapegar e deixar de acumular objetos que não serão realmente utilizados no dia a dia. Podemos viver com menos do que estamos acostumados. 

inte4

inte5

inte6

inte7

inte8

inte9

A cozinha é o novo coração da casa. Por isso, nos últimos anos, surgiram diversos novos materiais e estilos de decoração para o espaço. Veja como se inspirar e transformar a sua em um verdadeiro pedaço do céu.

kit1
Escolher o branco para decoração da cozinha é estratégia certeira para alcançar um clima leve, despretensioso e muito aconchegante. Mas o uso de alguns truques de estilo são capazes de deixar a falta de cor mais radiante que um arco-íris.

kit7
Ao escolher a cor preta para a cozinha, um universo imenso de combinações se abre imediatamente. O tom, um curinga para todas as ocasiões, vai bem com praticamente qualquer outra nuance ou textura. 

kit6
Se a ideia é colocar o estilo industrial, essa veio como protagonista de qualquer décor.

kit8
O espaço das casas e apartamentos mundo afora está cada vez menor. Por isso, entra em cena o planejamento para criar ambientes charmosos,funcionais e integrados. Estas cozinhas pequenas provam que a pouca área útil não precisa ser sinônimo de desorganização e apresentam ideias espertas para acomodar utensílios e eletrodomésticos de um jeito prático.

kit9

kit5
Para os chefs dos finais de semana, ambientes integrados, é perfeito para anfitrião preparar suas receitas preferidas aos olhos dos convidados. A ilha, equipada com todos os eletrodomésticos e utensílios possíveis, é uma tendência que veio para ficar. 

kit4
Reduto de bons momentos em família ou amigos, a cozinha merece um projeto especial com marcenaria planejada. Esse recurso facilita a organização do espaço, com armários e gavetas para armazenagem de utensílios e acessórios e também confere uma boa dose de personalidade ao décor. 

kit2

kit