Categoria: Cristaleiras

Peça clássica da decoração, a cristaleira costuma remeter a outras gerações, tanto que quase toda casa de vó tem – ou já teve – uma. Com a usabilidade de sempre, o móvel pode ser reinventado transformando ambientes em projetos ultra modernos.

penta

Por definição, as cristaleiras são pequenos armários com prateleiras de vidro criadas para abrigar louças, cristais, vidros ou qualquer objeto que valha a exposição.

penta11

Geralmente, o que se encontra dentro do móvel deve apresentar uma aparência bonita e organizada, já que o interior é visto por todos.

penta1
Cristaleiras resistiram ao tempo e assumiram lugar de destaque na decoração, herdadas ou feitas sob medida, elas ainda causam impacto.

penta2
Se não há cristais para guardar, ela ficou democrática e aceita de garrafas a sapatos.

penta4

penta5

penta10
Na verdade, o móvel é perfeito para expor a história dos donos da casa. Nele as pessoas exibem lembranças de viagens, xícaras, taças, objetos antigos, caixinhas, miniaturas e presentes. A peça é tão sedutora que faz o visitante parar diante dela para admirá-la, apontar o que tem dentro, emendar conversas e histórias.

penta6

penta9

penta7

penta8

 

Cristaleiras resistem ao tempo e assumem lugar de destaque na decoração, herdadas ou feitas sob medida, elas ainda causam impacto.

crista

crista1
A cristaleira tem o poder de acompanhar gerações e permanecer na composição da decoração com elegância e beleza. O móvel nasceu da paixão da rainha Mary, da Inglaterra, por louças, no fim do século 17. Ela o encomendou a artesãos para exibir sua coleção de porcelanas em azul e branco, cores do seu país de origem, a Holanda. Novidade, a peça foi adotada no resto da Europa e nos EUA e chegou ao Brasil com a corte portuguesa. Por isso, ela se tornou símbolo de poder. Atualmente não é mais assim, embora ela mantenha o mesmo charme. E agora elas são herdadas, disputadas em antiquários e até feitas sob medida.

crista2
Ao longo dos anos a cristaleira se transformou. Se não há cristais para guardar, ela ficou democrática e aceita de livros a sapatos.

crista4

crista7

Na verdade, o móvel é perfeito para expor a história dos donos da casa. Nele as pessoas exibem lembranças de viagens, xícaras, taças, objetos antigos, caixinhas, miniaturas e presentes. A peça é tão sedutora que faz o visitante parar diante dela para admirá-la, apontar o que tem dentro, emendar conversas e histórias.

crista5

crista8

crista6

crista9

crista3

Cristaleiras resistem ao tempo e assumem lugar de destaque na decoração, herdadas ou feitas sob medida, elas causam impacto!

crista

A cristaleira tem o poder de acompanhar gerações e permanecer na composição da decoração com elegância e beleza. O móvel nasceu da paixão da rainha Mary, da Inglaterra, por louças, no fim do século 17. Ela o encomendou a artesãos para exibir sua coleção de porcelanas em azul e branco, cores do seu país de origem, a Holanda. Novidade, a peça foi adotada no resto da Europa e nos EUA e chegou ao Brasil com a corte portuguesa. Por isso, ela se tornou símbolo de poder e riqueza. Atualmente não é mais assim, embora ela mantenha o mesmo charme. E agora elas são herdadas, disputadas em antiquários e até feitas sob medida.

crista1

crista2

crista3

Ao longo dos anos a cristaleira se transformou. Se não há cristais para guardar, ela ficou democrática e aceita de livros a sapatos. Aliás, a dica de usá-la como sapateira é superbacana. Na verdade, o móvel é perfeito para expor a história dos donos da casa. Nele as pessoas exibem lembranças de viagens, xícaras, taças, objetos antigos, caixinhas, miniaturas e presentes. A peça é tão sedutora que faz o visitante parar diante dela para admirá-la, apontar o que tem dentro, emendar conversas e histórias.

crista5

crista4

crista6

crista7

crista8