Categoria: decor

A casa nada mais é do que uma base para a construção de memórias do dia a dia e tem que evoluir junto com isso, com as lembranças de seus moradores, suas vivências criadas também nesse espaço. O lar precisa respirar, fluir, permitir novos arranjos, poder mudar, ter flexibilidade. Dessa forma, sempre me pareceu sem sentido a ideia de ambientes completamente planejados, pensados, super aproveitados ou extremamente sob medida. A casa precisa também de paredes em branco, espaço para estacionar uma bicicleta, receber itens que estão de passagem. Permitir arrastar alguns móveis para uma repentina festa, para as crianças brincarem ou para experimentar algo novo que peça uma configuração diferente de espaço.

LAR1
Sendo assim, quem nunca pensou em dar aquela repaginada na sala, mas foi deixando para depois e até hoje não concluiu?
Isso pode afetar no nosso sentimento de abrigo e conforto, dificultando o reconhecimento de nossas próprias casas. Para aflorar esse afeto, listei algumas atitudes que você pode tomar.
Adicione um acessório que fale com você
Pode ser um quadro, escultura ou um enfeite de mesa. Quando inserimos detalhes que são a nossa cara, os ambientes tendem a se tornar mais acolhedores para nós mesmos. Aproveitar as paredes vazias para decorar também é uma forma de dar alma ao local. O mesmo vale para papéis de parede, fotos, objetos que sejam herdados da família e peças artesanais feitas por você mesmo ou por alguém especial.

LAR
Cara de adulto
Sabe aqueles detalhes na casa dos seus pais que gritam maturidade? Um sofá de uma determinada época, tapetes, algo vintage ou até mesmo um conjunto de louças bonitas. Invista aos poucos nos itens mais caros e compre com propósito. Não adianta ter móveis e acessórios lindos, se eles não forem confortáveis e práticos.

LAR3

LAR4
Menos é mais
Fuja dos pertences acumulados. Mantenha cada coisa em seu lugar e faça uma limpeza geral para se livrar do que não usa mais. É certo que um pouquinho de bagunça, como um sapato fora do lugar ou as chaves em cima da mesa, podem dar vida ao espaço, mas um ambiente clean oferece mais conforto e alivia o estresse. Sem contar que organização é questão de ter hábitos, que chegam junto com a maturidade.

LAR2

LAR5
Casa de festa
Você não precisa dar festas de arromba, mas convidar amigos vai fazer com que ali seja um lugar especial para todos, onde você pode criar novas memórias felizes. Com o tempo, todos eles vão se sentir confortáveis na sua casa, especialmente, você!

LAR6

LAR7
Adicione plantas
Você pode até ter preguiça ou se esquecer de cuidar de um jardim, mas adicionar plantas à decoração promove o bem-estar. Responsáveis por limpar o ar, os vegetais também conferem muito estilo a qualquer ambiente.

LAR8

LAR9

O termo “home office” é um dos grandes tópicos quando o assunto é o trabalho do futuro, e em meio a esse cenário turbulento de mudanças econômicas e políticas, esse futuro parece ter chego sem aviso prévio. Nesse universo de adaptações a curtíssimo prazo, a melhor saída seria ajustarmos nossa rotina para atender a essa demanda iminente – já estamos trabalhando em casa e ajustes precisam ser feitos. A hora é agora!

Mas, afinal, o que é “home office”?

escrit

É importante esclarecer certos pontos – e até mitos – sobre o trabalho realizado remotamente. Vamos lá:

1. Home office não significa “trabalho em casa”
Apesar desta ser a tradução literal do termo, no Brasil ele define de forma genérica o trabalho que é realizado em espaço alternativo ao escritório de uma empresa. Este local pode ser – ou não – o escritório em casa. Uma pessoa pode exercer “home office” em cafés, hotéis, aeroportos, táxis, parques…ou em casa. O termo mais exato para definir esta modalidade de trabalho poderia ser trabalho remoto.

escrit0

2. Home office ainda não é para todos
Infelizmente nem todo o profissional pode trabalhar num sistema de home office. Quem é empreendedor e quer permanecer com uma empresa enxuta ou somente testar a viabilidade de uma ideia, pode abrir sua empresa em casa e começar a trabalhar. Já quem é colaborador de uma empresa depende de uma série de fatores para ser candidato a este formato de trabalho.

 

3. Home office não é um jeito fácil de ganhar muito trabalhando pouco
Quando alguém procura o termo “home office” nas ferramentas de busca na internet, aparecem muitas ofertas de “trabalhe sem sair de casa”. São promessas de renda extra onde o candidato tem a possibilidade de receber valores atrativos trabalhando somente algumas horas do dia. É comum que exista uma taxa de inscrição envolvida nos processos. Cuidado com fraudes!


Use bem o que se tem: o tempo!

.
Compartilho a seguir algumas considerações relevantes a serem observadas na montagem de uma estrutura de home office:

1. Identificando o local dentro de casa para acomodar a nova área de trabalho
Não há uma regra na definição do cômodo ideal, mas a área total disponível e sua funcionalidade devem ser levadas a sério. Evite comprometer ou sacrificar os ambientes funcionais da casa na criação da sua estação de trabalho: o quarto não seria o local mais indicado para casais, assim como a sala de TV não seria a escolha ideal numa casa com filhos.

escrit1

2. Adaptando o layout existente para atender essa nova demanda
Tente reaproveitar um móvel existente de forma definitiva. Evite usar sua mesa de jantar para trabalho, ou pior, sua cama! Um aparador, escrivaninha ou bancadas retráteis cumprem bem essa função sem grandes gastos.

escrit4

escrit5

3. Ergonomia: invista nas peças corretas
Avaliar cadeiras com possibilidades de ajuste, rodízio nos gaveteiros, acessórios para apoio e regulagem de monitores, laptops e iluminação adequada asseguram que sua saúde e condições físicas sejam preservadas.

escrit6

escrit9
Dicas funcionais para a sua área de trabalho em casa:

– Se o período em que permanecer sentado não for tão longo, obviamente modelos mais simples de cadeira poderão ser considerados. Procure não abrir mão das estofadas e com braço.

escrit7
– Assim como vimos nos escritórios corporativos, os acessórios sobre a mesa podem ajudar muito na organização dos papeis e acessórios!

escrit8
– A luz ideal para uma área de trabalho é a branca. Se o local do home office for compartilhado com outro ambiente de luz amarela no foco principal, adapte uma luminária de mesa para apoio.

escrit10

Cores, frescor e dias ensolarados. A primavera vem chegando e o clima do lado de fora se transforma completamente. Dentro de casa, vale fazer pequenas mudanças para entrar no mesmo alto astral da estação.

E isso vai além de colocar arranjos de flores nos ambientes.

prima

Confira as dicas:

Cores nas paredes

Não é tão simples, mas mudar a cor de uma das paredes adicionando tons alegres e vibrantes transforma completamente a decoração. Um pouco mais práticos, os papéis de parede desempenham bem essa função.

prima5

As flores ajudam na atmosfera fresh e divertida.


O acessório é uma alternativa ótima para mudar a decoração gastando pouco.

prima1

A boa dica é trocar as capas das almofadas por modelos com cores mais claras e alegres.

prima2

prima4
Cortinas
 
Para permitir que a luz do sol entre nos ambientes criando espaços mais aconchegantes, vale investir em cortinas de tecidos mais leves e claros. Elas permitem o controle suave da incidência de luz natural. 

prima7

Ou vá sem cortina, se o ambiente permitir.

prima6

prima14


Floresta Urbana
 
Entre na tendência das florestas urbanas, enchendo a casa de plantas e criando um refúgio particular – ótimo antídoto às rotinas estressantes.

prima8

Todo mundo pode criar uma conexão com a natureza em casa, seja em varandas, quintais, ou até mesmo num jardim vertical na sala. O importante é ter criatividade e procurar as espécies e tamanhos que combinem e funcionem em cada espaço.

prima9
Flores
 
Elas não podiam ficar de fora, claro! Marca registrada da primavera, as flores dão um up instantâneo na decoração.

prima10

Para criar os arranjos florais, é preciso ficar atento ao estilo do décor e avaliar as condições do ambiente em relação a ventilação, intensidade de sol, sombra, etc.

prima11

Área externa

Para os privilegiados que têm uma varanda, mesmo que seja bem pequenina, hoje trazemos ideias e sugestões de estéticas, mobiliários e acessórios de que pode dotar esse espaço para melhor o desfrutar na primavera que já cá está, e até no verão que vai chegar. Venha respirar o ar puro e inspirar-se para preparar a sua varanda para a primavera!

prima13

prima12

Você sabe o que é o estilo escandinavo, que se tornou tendência absoluta nos últimos anos? Ele é marcado por minimalismo, organização, tons neutros, linhas retas, uso de madeira e, acima de tudo, conforto.

escan

O minimalismo, muito presente no escandinavo, é a arte do “menos é mais”. Quem escolhe esta estilo, procura uma forma mais natural e descomplicada de decoração. Um mobiliário funcional, que supra as necessidades dos moradores e que se adapte às mudanças é suficiente, evitando os enfeites. Além do mais, o estilo corrobora para uma composição visualmente equilibrada, trazendo a sensação de limpeza e organização.

escan1
Como surgiu a decoração escandinava?
Surgido no início do século XX nas regiões mais frias da Europa, ele se baseia nas características dos artesãos da Escandinávia, região que abrange Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca. O resultado do encontro entre móveis orgânicos e rústicos, com as cores neutras, que funcionam perfeitamente mesmo nas decorações mais modernas.

Como decorar no estilo escandinavo?

1) Tons neutros:
O inverno prolongado e rigoroso influenciou a maior parte do estilo escandinavo. A paleta de cores, que vai do bege ao cinza com destaque para o branco, está ligada aos dias com muitas horas de escuridão no norte da Europa. As superfícies, assim como o todo, são confeccionadas em tons neutros, fornecendo uma percepção de tranquilidade e leveza, além de auxiliar em uma melhor iluminação dos ambientes.

escan2
As tonalidades pastel, como as candy colors, ou marcantes, como azul, vermelho queimado e verde acinzentado, podem ser aplicados em peças isoladas, sobressaindo na decoração. É possível brincar com as texturas e estampas em almofadas, tapetes, vasos, quadros, entre outros. Dessa forma, há uma quebra na neutralidade do ambiente de uma maneira elegante e atemporal.

2) Iluminação:
As colorações neutras ajudam a deixar os espaços mais claros, porém este não é o único recurso utilizado. As janelas largas e amplas facilitam a entrada de luz natural – junto com as paredes claras e os móveis de madeira, a combinação deixa a iluminação mais efetiva.

escan3

3) Materiais:
A madeira em tons claros é outro destaque do escandinavo. Por trazer aconchego e conforto, o material está presente tanto no piso quando nos móveis. Considero o carvalho americano e o pinus os tipos ideais de madeira.
Além disso, o toque rústico e natural é marcante em todos os ambientes escandinavos. Nos estofados, os tecidos preferidos são linho, algodão e lã, pois são de origem artesanal.

escan7
4) Revestimentos:
O design escandinavo pede atenção aos detalhes, afinal os elementos são aplicados do inicio ao fim do projeto. Por consequência, o revestimento mais utilizado é o tijolinho, tanto pintado de branco, como o natural em marrom, dando um ar mais campestre.

escan6

5) Mantas e tapetes:
Remetendo mais uma vez ao clima frio das regiões de origem do estilo escandinavo, os tapetes de pelos trazem o calor para qualquer ambiente. Associado à madeira, a peça transforma o cômodo em confortável e agradável.
A manta, por sua vez, que se tornou tendência nesse inverno, também aparece em cima da cama ou até mesmo no sofá e nas cadeiras.

escan4

6) Plantas:
Por estar conectado com os componentes naturais, incluir as plantas no décor combina perfeitamente aqui. Seja na sala, em cima da estante, na varanda ou, até mesmo, no banheiro, elas se destacam.
No meio das cores mais claras, as espécies funcionam como pontos coloridos estratégicos. O importante, ao optar por usá-las, é pesquisar quais os melhores tipos de plantas para cada ambiente do imóvel.

escan5

7) Estilo escandinavo original e o brasileiro:
Apesar das inúmeras semelhanças, o design escandinavo passou por adaptações ao chegar no Brasil. Além da diferença de clima, a decoração sofreu mudanças para se adaptar à cultura brasileira. O primeiro aspecto alterado foi o desenho e posição dos quadros nos espaços. No estilo original europeu, os quadros escolhidos para esses ambientes são feitos em moldura fina com artes minimalistas e abstratas, e ao invés de serem apoiados soltos nos móveis, eles são fixados nas paredes.

escan8

Com as casas e os apartamentos cada vez menores, um dos ambientes que perdeu mais espaço na planta das novas residências foi a sala de jantar. Ela sumiu de vez em muitos casos. Mas, mesmo para quem come sempre fora ou no sofá, é necessária uma mesa de jantar ou ao menos de apoio. Felizmente, há algumas ideias incríveis para salvar a decoração de sua sala de jantar pequena. Até para quem não tem um espaço propriamente reservado para este fim.

sj1

Há dias em que você quer receber alguém ou se empolga com um prato diferente na cozinha. Aí sentar-se dignamente numa mesa de jantar faz falta.
Veja ideias incríveis de decoração para ganhar espaço na sala de jantar pequena:

1. Baús em vez de cadeiras
sj

Estes baús que servem como assentos no lugar de cadeiras economizam espaço e acomodam mais gente. O resultado é ainda muito prático, porque você também pode guardar várias coisas nos gavetões. Desde louça, toalhas e outros acessórios, caso esteja faltando lugar nos outros armário.

2. Aparador pequeno 

sj4

Não é necessária uma parede inteira para um aparador. Você aproveitar cada espacinho que tiver em sua sala de jantar pequena.

Nele, é possível guardar taças, copos, travessas de bolo, livros e o que mais quiser, caso tenha gavetas ou prateleiras.

sj1

3. Use um carrinho de bar
sj12

Se você gosta de curtir uma bebida à noite com seu parceiro ou amigos, um carrinho de bebidas é uma boa pedida. Nele, você pode guardar garrafas, copos e itens para preparar coquetéis. Ou mesmo usá-lo como apoio para outros fins, caso não tiver espaço na sala.

sj3

sj2

4. Porta de correr e vidros
Uma estante pode fazer milagres. O móvel serve para decorar, abrigar livros e louças. A porta de correr não ocupa espaço, quando aberta, e o vidro traz leveza ao móvel.

sj6
5. Maximize o espaço com móveis multiuso

Se o espaço reservado para sua sala de jantar for realmente minúsculo e milagres forem necessários, aqui estão eles. Encontre um móvel para armazenar as coisas que seja realmente pequeno e multiuso. Como este carrinho móvel com portas, pode servir tanto para bebidas, como guardar louças e abriga os enfeites.

sj10
6. Prateleiras
sj5 
As prateleiras também são milagrosas. Dão vida ao ambiente, fazem uso de um espaço que estava desocupado e ainda servem de apoio à mesa de jantar e permitem que você guarde livros, guardanapos e itens necessários.

sj9

sj11

7. Espelhos

Se usado da forma correta, o espelho pode ampliar e trazer um certo brilho aos ambientes. Para isso, um bom planejamento é fundamental
Ambientes pequenos ficam mais amplos, espaços escuros ficam mais leves, tudo com um simples espelho.

sj13