Categoria: decor

Ideais para repaginar o visual dos ambientes de forma rápida e prática, não é à toa que os papéis de parede são um dos recursos mais utilizados na decoração de interiores. E em meio a tantas estampas disponíveis, o mais difícil é escolher em qual apostar.

wpps7
Flores geralmente transparecem delicadeza, aconchego e um clima romântico para o ambiente. Mas, dependendo da estampa, também é possível conquistar um décor mais vibrante e tropical com bastante expressividade.

wpps2

wpps3

wpps6

Prático, ele permite uma renovação sem aplicação de tinta e pode ser atualizado a qualquer momento. Se você quer apostar na mudança em casa, mas não tem certeza de como fazê-lo, estes  ambientes foram transformados, e podem te inspirar a dar novas caras ao seu cantinho.

wpps9

wpps4

wpps5

wpps8

wpps1

wpps

Carrinhos, adega, cômoda, aparador, prateleira… Não importa qual base você vai eleger para abrigar os seus bons drinks em casa, o que interessa é a maneira como você vai fazer isso. E, acredite, não é preciso muito trabalho – ou mesmo grandes investimentos – para criar um ambiente funcional e descolado. Tome nota das boas dicas!

boteco

boteco1

boteco5
1. Sabe aquele móvel antiguinho que estava abandonado?  Ele pode ganhar vida nova e ser muito útil em seu projeto. Encontre um para chamar de seu e o posicione em uma parede estratégica da sua sala, living, varanda, ou outro local de fácil acesso e visibilidade.

boteco2

2. O próximo passo – que, vale salientar, é opcional – é providenciar uma bandeja. Ela poderá ser usada para servir os drinks ou como um apoio fixo e charmoso para os itens do seu novo cantinho.

boteco3
3. Agora você pode decidir como prefere expor as garrafas das bebidas: nas embalagens originais e com rótulos, ou em versões de vidro ou cristal recheadas com conteúdo etílico.

barrr
4. Arremate o ambiente com acessórios e utensílios como copos, taças, coqueteleiras, saca-rolhas, porta copos, balde de gelo e abridores. Nesse momento, não esqueça de imprimir a sua identidade. 

boteco4

boteco6

5. Feito tudo isso, que tal marcar o próximo happy hour em casa e agradar seus convidados e você? Tim-Tim!

boteco7

boteco8

boteco9

A mesa de centro, além de ser útil, prática e servir como apoio, pode ser elemento chave na decoração de um ambiente e roubar a cena. Existe no mercado uma infinidade de modelos, formatos, cores, tamanhos, alturas e, por isso mesmo, é preciso ter cuidado na hora de escolher a ideal para a sua casa. Beleza é fundamental, mas não é tudo, e escolher o móvel errado pode fazer com que ele destoe de todo o resto da decoração. 

mdcp1

mdc9

mdcp

 

O primeiro ponto a ser levado em consideração é o espaço disponível para ela. A partir daí será definido o tamanho, e para isso, é fundamental estudar o layout do ambiente em escala real. Deve ser deixado, ao menos, algo em torno de 60 centímetros de afastamento entre a mesinha e os sofás/ poltronas. Isso porque o móvel deve estar harmonizado à circulação e layout do ambiente sem se apresentar como uma barreira física. Algumas mesas de centro, apesar de interessantes, apresentam dimensões muito acima ou abaixo do que poderiam ter em relação ao ambiente.

mdcp7
Outro cuidado deve estar relacionado à altura. O que é preciso levar em consideração é que o móvel serve como apoio para copos e petiscos, e que dá suporte às pessoas que estão sentadas próximas a ele.

mdcp5

Geralmente, as mesas de centro assumem a altura até o joelho das pessoas, ou seja, algo em torno de até 55 centímetros.
mdcp12
A estética deve ficar em segundo plano quanto à funcionalidade: uma mesa pesada pode ser um transtorno para um cliente se ele tiver o hábito diário de arrastar a mesa para limpar embaixo.

mdcp8

Outro ponto diz respeito à superfície, ela tem que ser plana e estável. Muitos modelos priorizam o aspecto visual, misturam materiais e alturas diferentes e esquecem da sua função principal e fica até difícil colocar um copo com segurança. Quando a superfície não for totalmente plana, é indicado utilizar bandejas em cima da mesa.

mdcp10

mdcp11

mdcp9

Comum em países onde se costuma reciclar galpões e fábricas, a arquitetura com ar industrial conquista cada vez mais adeptos no Brasil – e já há algum tempo. Com seu jeito despretensioso e moderno, essa proposta é marcada, sobretudo, pelas instalações à vista, que além de corresponderem geralmente aos sistemas elétrico e hidráulico, também naturalmente decoram os ambientes.

industrial2

industrial

industrial1

Porém, recomenda-se muita cautela se você acredita que esse recurso é meramente estético e pode ser decidido em qualquer momento da obra. Deve-se planejá-lo desde o início do projeto. Os trajetos das tubulações, protagonistas no resultado final, têm de formar desenhos harmônicos e serem distribuídos de maneira prática para o uso diário. Além de entregar o trabalho a profissionais que conheçam bem essa alternativa, procure mão de obra experiente. O eletricista vira um artesão, cuidando do corte das peças e da perfeição em encaixes e curvas.

industrial8

Os tubos são colocados após a pintura final das paredes, por isso todo cuidado é bem-vindo. Não à toa o valor gasto com material e serviço acaba sendo maior do que o consumido numa obra convencional, onde tudo fica escondido pela alvenaria. Na definição dos materiais, quem vai de elétrica à mostra costuma preferir o aço galvanizado, resistente e mais econômico que o cobre. A hidráulica pede cobre ou PVC, em caso de água fria. O PVC exige pintura para ficar mais bonito.

industrial7

industrial3
Todas as etapas merecem atenção, da escolha dos materiais ao manuseio no canteiro de obras. Mais do que serrar os tubos na medida certa, é preciso acertar na fixação e na manutenção das peças.

Quebra-cabeça
Os tubos precisam ter tamanho e bitola especificados na planta. Luvas ajudam nas emendas e curvas alteram a direção do circuito. Canos de PVC são fáceis de cortar. Os de aço e cobre pedem ferramentas específicas.

Segurança
Diferentemente da elétrica, as redes aparentes de hidráulica e gás exigem testes de estanqueidade para a checagem de possíveis vazamentos. As garras de fixação são colocadas antes dos tubos com a ajuda de buchas e parafusos. O bom e velho metro e a trena são fundamentais para fazer as medições.

Sistemas independentes
Para os cabos de internet, telefone e TV, use outro conjunto de canos, que deve correr em paralelo aos da instalação elétrica.
A fim de conservar a tubulação sempre bonita, é necessário realizar a limpeza atenta nos dutos, já que a poeira fica impregnada na superfície.

A lista inclui benefícios como ter uma obra mais limpa e ganhar tempo na resolução de problemas – basta abrir a rede no ponto comprometido.

industrial6

Tanto nas redes elétricas quanto nas hidráulicas, fica mais simples resolver um problema com os fios ou possíveis vazamentos. Se tudo está escondido, esse processo demora mais para ser reparado (e até notado).

Vale saber: a mão de obra e o material empregados no sistema aparente custam até 30% a mais do que na versão embutida. Como uma peça de design, o mercado passou a valorizar mais essa alternativa.

 

Há quem prefira não adotar essa opção na rede hidráulica devido à perda de temperatura da água. O encanamento fica exposto e, sem isolamento, reduz-se a proteção térmica.

industrial5

industrial4

industrial9

Cobrir as paredes com quadros, desenhos e pinturas, criando diversas composições, não é de hoje. Mas a tendência gallery Wall, cada vez mais, tem feito a cabeça – e paredes – das pessoas de todos os lugares, pois é uma forma de adicionar personalidade ao espaço sem ter que fazer altos investimentos.

fps

fps1

A sua pode ser assimétrica ou milimetricamente organizada. Ter quadros clássicos ou decorativos despojados. Pode exibir fotos e até chapéus.

fps3

Montar uma composição na parede de casa está mega em alta, sem falar que é uma atividade superdivertida. 
Antes de tudo: prepare um molde
Não vá sair furando tudo. Para evitar erros, prepare um molde com papel craft. Nele, você pode marcar o lugar onde cada quadro, painel ou decorativo vai ficar, criando inúmeras possibilidades de composição. 

fps2

Ouse nos tamanhos e tipologias. Não se prenda somente a quadros com o mesmo formato. Vale apostar em diferentes tamanhos. O visual ficará único!

fps7

fps9
A mistura é mais que bem-vinda. 

fps5

fps6

fps8

fps4