Categoria: decor

Decorar a parede não é nada difícil. Cada casa tem a sua personalidade e, aos poucos, vai ganhando uma cara toda própria. No entanto, tudo muda com o tempo e aquela decoração tão básica vai pedindo novos ares. Se ao pensar em pratos na parede lhe vem na cabeça a imagem de décor antigo, venha dar uma olhada nesse post pra rever os conceitos.

dishe

dishe11

Um jeito fácil e prático de deixar a decoração de um ambiente mais interessante é dar vida às paredes. É possível aproveitar este espaço vazio para exibir itens que falem um pouco sobre a história e os gostos de quem vive ali. 

dishe9

dishe8

dishe7

Ter à vista peças de estimação, que lembram um momento feliz, alguma tradição de família ou uma pessoa querida, significa trazer identidade aos espaços. Com os pratos é possível dar vários ‘tons’ à decoração, então o resultado pode tanto remeter àquela atmosfera de casa de avó quanto ter uma pegada moderna, com ares minimalistas.

dishe6

dishe5

E nessa brincadeira vale de tudo: reunir diversas peças com estilos variados, comprar pratos diferentes toda vez que fizer uma viagem, sair procurando por relíquias da família ou mesmo na internet os modelos que mais combinam com você. Veja a seguir casos bem-sucedidos de pratos que foram parar na parede. 

dishe4

dishe3

dishe2

dishe1

dishe12

Varandas e terraços pequenos são um desafio para quem já briga com a falta de espaço dentro de casa. O que fazer com um ambiente tão pequeno, de forma que ele possa ser aproveitado e faça parte do dia a dia de quem mora ali?

porche

Soluções simples e bem-planejadas transformam varandas e terraços em extensões da casa, com um luxo extra: a proximidade da natureza.

porche2

A tarefa de mobiliar a área externa da casa inclui pensar sobre o tipo de material, durabilidade, acabamento, modelo de peça e estilo de decoração mais apropriado para enfrentar as intempéries sem sofrer grandes desgastes. Tantos aspectos geram dúvidas no momento da compra e dão margem a escolhas erradas, que podem representar maior despesa a longo prazo.

porche4

Por isso, é preciso dar a maior atenção na hora de optar por um ou outro modelo, indo muito além da beleza, se seu espaço fica a céu aberto.

porche6

Nem todo mobiliário de área externa fica coberto. Por isso, prefira usar tecidos impermeabilizados, fáceis de lavar e resistentes ao calor intenso e à umidade. Melhor ainda se optar por modelos sintéticos de acrílico (que não desbotam), vinil ou couro náutico. E fique longe de tecidos delicados como sedas e veludos. Outra dica que ajuda a manter o tecido em bom estado por mais tempo é apostar em capas de sarja, brim ou lona quando os móveis não estiverem em uso.

porche3

Resistência e durabilidade são quesitos fundamentais para as peças que ficarão expostas nas áreas externas da casa. Dispense as estruturas de ferro, exceto aquelas que tenham tratamento específico contra ferrugem, e recorra a peças com estrutura de acrílico ou alumínio – que exigem pouca manutenção e contam hoje até com pintura eletrostática em pó (mais resistente a riscos). Fibras naturais também devem ser dispensadas, pois tendem a apodrecer. Prefira as fibras sintéticas com aparência semelhante, que oferecem mais resistência.

porche8

Outro item que confere mais acolhimento ao espaço de receber amigos é a mesa. Os modelos mais indicados são os de estrutura metálica com tampo de vidro, fibras sintéticas ou madeira. Além disso, móveis com rodas são opções práticas para o ambiente por serem fáceis de guardar e transportar.

porche7

Recorrer a toras, raízes de árvores, peças antigas de borracha, poliuretano (ou ferro se houver um tratamento próprio contra intempéries) é sempre uma alternativa para economizar e dar mais personalidade aos ambientes. Evite apenas móveis fracos ou de estilo clássico, porque é fundamental ter aconchego e descontração!

porche5

porche9

Muito além de ser o recipiente da bebida favorita da maioria, a garrafa de vidro do vinho pode ser reutilizada fazendo papel de protagonista na decoração.

vase8

 

vase

Os garrafões aparecem no décor já faz algum tempo, e apesar de ser um objeto que há alguns anos fazia parte do cotidiano das famílias em muitos países, encontra-lo hoje em bom estado não é nem tão fácil nem tão barato, principalmente em lojas de decoração. Mas sem dúvida, vejam senão vale a pena recuperá-los?

vase2

vase4

 

vase5

vase6

A origem vem do francês “Dame Jeanne” e atrás desse nome tem uma história muito bonita e curiosa. Contam que a Rainha Joana I de Nápoles (1326-1382) refugiou-se de uma tempestade em uma oficina de um mestre artesão do vidro. Ao que parece, o tempo que esteve ali resguardada da chuva, a rainha se interessou pela fabricação de garrafas de vidro e gostou tanto da técnica que quis tentar ela mesma fazer sua própria garrafa.

Segundo a lenda, ela soprou com tanta força que conseguiu criar uma garrafa de aproximadamente 10 litros de capacidade, muito acima do que era considerado normal na época. Por isso em homenagem ao feito da rainha, o mestre em produzir garrafas de vidro batizou esse tipo de garrafa como “Dame Jeanne” e começou a fabricar até que estendeu-se seu uso.

vase7

vase10
Temos que reconhecer que os garrafões antigos são tão bonitos por si só que não necessariamente é necessário usá-lo como vaso para decorar. Colocados em qualquer cantinho da casa, no chão, ou em uma mesinha sua transparência iluminada chama a atenção de qualquer um. 

vase1

vase11

Os garrafões são ideais para convertê-los em luminárias, se quiser dar a eles alguma utilidade que vá mais além das flores ou o simples e fácil “colocar em um cantinho”. O gargalo da garrafa é ideal para colocar a lâmpada e depois somente é preciso fazer um furo para passar o cabo.

vase9

Com certeza você já ouviu a expressão: “a primeira impressão é a que fica”, geralmente usada para falar sobre a aparência e comportamento das pessoas, mas podemos aplicar totalmente ao hall de entrada de nossas casa, não é mesmo? É muito bom impressionar logo na entrada e deixá-la ainda mais convidativa para conhecer seu interior.

welcome

welcome4
O hall de entrada é um dos lugares da casa que mais possibilitam ousadia na decoração. Este é o seu cartão de visitas, então vale à pena apostar em algo inusitado para o ambiente. Uma das formas é a mistura de estilos que trará personalidade ao local.

welcome5

welcome6

Elegância, surpresa e harmonia são atributos que deixam esse ambiente retido na memória.

welcome10

welcome11

Na hora de decorar ambientes de transição, como halls de entrada e corredores, uma ideia fácil e poderosa é criar um pano de fundo monocromático.

welcome12

welcome3

Por que não sair da zona de conforto e deixar de lado o óbvio?

welcome9

welcome7
Dá ou não vontade de entrar nessas casas?

welcome1

welcome13

A tendência gallery wall pode ser usada como um moodboard/ inspiration board. Recortes de revista, fotos de ambientes, tudo que possa servir de inspiração na hora de trabalhar, vale colocar aqui! 

inspiration1

inspiration2

Neste caso, não é preciso se preocupar com ordem ou simetria, quanto mais “bagunçado” melhor o efeito visual.

inspiration

inspiration3

inspiration4

Sabe todas aquelas lembranças legais de amigos, festas e viagens, ou aquelas imagens fantásticas de inspiração? Que tal colocá-las todas em lugar só e ainda dar um up? Fazer um painel de cortiça, ou usar uma parede qualquer, com a sua cara é bem fácil, vejam só.

inspiration6

inspiration5

 

inspiration8

inspiration9

inspiration10