Categoria: dicas

Cores, frescor e dias ensolarados. A primavera vem chegando e o clima do lado de fora se transforma completamente. Dentro de casa, vale fazer pequenas mudanças para entrar no mesmo alto astral da estação.

E isso vai além de colocar arranjos de flores nos ambientes.

prima

Confira as dicas:

Cores nas paredes

Não é tão simples, mas mudar a cor de uma das paredes adicionando tons alegres e vibrantes transforma completamente a decoração. Um pouco mais práticos, os papéis de parede desempenham bem essa função.

prima5

As flores ajudam na atmosfera fresh e divertida.


O acessório é uma alternativa ótima para mudar a decoração gastando pouco.

prima1

A boa dica é trocar as capas das almofadas por modelos com cores mais claras e alegres.

prima2

prima4
Cortinas
 
Para permitir que a luz do sol entre nos ambientes criando espaços mais aconchegantes, vale investir em cortinas de tecidos mais leves e claros. Elas permitem o controle suave da incidência de luz natural. 

prima7

Ou vá sem cortina, se o ambiente permitir.

prima6

prima14


Floresta Urbana
 
Entre na tendência das florestas urbanas, enchendo a casa de plantas e criando um refúgio particular – ótimo antídoto às rotinas estressantes.

prima8

Todo mundo pode criar uma conexão com a natureza em casa, seja em varandas, quintais, ou até mesmo num jardim vertical na sala. O importante é ter criatividade e procurar as espécies e tamanhos que combinem e funcionem em cada espaço.

prima9
Flores
 
Elas não podiam ficar de fora, claro! Marca registrada da primavera, as flores dão um up instantâneo na decoração.

prima10

Para criar os arranjos florais, é preciso ficar atento ao estilo do décor e avaliar as condições do ambiente em relação a ventilação, intensidade de sol, sombra, etc.

prima11

Área externa

Para os privilegiados que têm uma varanda, mesmo que seja bem pequenina, hoje trazemos ideias e sugestões de estéticas, mobiliários e acessórios de que pode dotar esse espaço para melhor o desfrutar na primavera que já cá está, e até no verão que vai chegar. Venha respirar o ar puro e inspirar-se para preparar a sua varanda para a primavera!

prima13

prima12

Você sabe o que é o estilo escandinavo, que se tornou tendência absoluta nos últimos anos? Ele é marcado por minimalismo, organização, tons neutros, linhas retas, uso de madeira e, acima de tudo, conforto.

escan

O minimalismo, muito presente no escandinavo, é a arte do “menos é mais”. Quem escolhe esta estilo, procura uma forma mais natural e descomplicada de decoração. Um mobiliário funcional, que supra as necessidades dos moradores e que se adapte às mudanças é suficiente, evitando os enfeites. Além do mais, o estilo corrobora para uma composição visualmente equilibrada, trazendo a sensação de limpeza e organização.

escan1
Como surgiu a decoração escandinava?
Surgido no início do século XX nas regiões mais frias da Europa, ele se baseia nas características dos artesãos da Escandinávia, região que abrange Suécia, Noruega, Finlândia e Dinamarca. O resultado do encontro entre móveis orgânicos e rústicos, com as cores neutras, que funcionam perfeitamente mesmo nas decorações mais modernas.

Como decorar no estilo escandinavo?

1) Tons neutros:
O inverno prolongado e rigoroso influenciou a maior parte do estilo escandinavo. A paleta de cores, que vai do bege ao cinza com destaque para o branco, está ligada aos dias com muitas horas de escuridão no norte da Europa. As superfícies, assim como o todo, são confeccionadas em tons neutros, fornecendo uma percepção de tranquilidade e leveza, além de auxiliar em uma melhor iluminação dos ambientes.

escan2
As tonalidades pastel, como as candy colors, ou marcantes, como azul, vermelho queimado e verde acinzentado, podem ser aplicados em peças isoladas, sobressaindo na decoração. É possível brincar com as texturas e estampas em almofadas, tapetes, vasos, quadros, entre outros. Dessa forma, há uma quebra na neutralidade do ambiente de uma maneira elegante e atemporal.

2) Iluminação:
As colorações neutras ajudam a deixar os espaços mais claros, porém este não é o único recurso utilizado. As janelas largas e amplas facilitam a entrada de luz natural – junto com as paredes claras e os móveis de madeira, a combinação deixa a iluminação mais efetiva.

escan3

3) Materiais:
A madeira em tons claros é outro destaque do escandinavo. Por trazer aconchego e conforto, o material está presente tanto no piso quando nos móveis. Considero o carvalho americano e o pinus os tipos ideais de madeira.
Além disso, o toque rústico e natural é marcante em todos os ambientes escandinavos. Nos estofados, os tecidos preferidos são linho, algodão e lã, pois são de origem artesanal.

escan7
4) Revestimentos:
O design escandinavo pede atenção aos detalhes, afinal os elementos são aplicados do inicio ao fim do projeto. Por consequência, o revestimento mais utilizado é o tijolinho, tanto pintado de branco, como o natural em marrom, dando um ar mais campestre.

escan6

5) Mantas e tapetes:
Remetendo mais uma vez ao clima frio das regiões de origem do estilo escandinavo, os tapetes de pelos trazem o calor para qualquer ambiente. Associado à madeira, a peça transforma o cômodo em confortável e agradável.
A manta, por sua vez, que se tornou tendência nesse inverno, também aparece em cima da cama ou até mesmo no sofá e nas cadeiras.

escan4

6) Plantas:
Por estar conectado com os componentes naturais, incluir as plantas no décor combina perfeitamente aqui. Seja na sala, em cima da estante, na varanda ou, até mesmo, no banheiro, elas se destacam.
No meio das cores mais claras, as espécies funcionam como pontos coloridos estratégicos. O importante, ao optar por usá-las, é pesquisar quais os melhores tipos de plantas para cada ambiente do imóvel.

escan5

7) Estilo escandinavo original e o brasileiro:
Apesar das inúmeras semelhanças, o design escandinavo passou por adaptações ao chegar no Brasil. Além da diferença de clima, a decoração sofreu mudanças para se adaptar à cultura brasileira. O primeiro aspecto alterado foi o desenho e posição dos quadros nos espaços. No estilo original europeu, os quadros escolhidos para esses ambientes são feitos em moldura fina com artes minimalistas e abstratas, e ao invés de serem apoiados soltos nos móveis, eles são fixados nas paredes.

escan8

Uma das mazelas da vida em um apartamento alugado é querer mudar a atmosfera do espaço e não poder colocar um quadro na parede. Ou será que não pode mesmo? Para pendurar você não precisa sair furando e abrindo buracos pelo imóvel! Existem muitas soluções, de imperceptíveis até estilosas, para trazer a sua cara para o apê sem prego ou parafuso.

face7

A decoração de um ambiente só está completa quando alcança as paredes. Uma parede nua é como uma tela em branco, esperando pelas mãos do artista para se transformar em obra de arte. Imagine sua casa como uma grande galeria, em cada espaço vazio uma oportunidade de revitalização com cores, formas, texturas e imagens.

face14

1. Fita dupla face 

face

Uma das maneiras mais práticas e que melhor suporta o peso das molduras é a colagem com fita dupla face. É só alinhá-la à borda dos quadros, com cuidado, e eles permanecerão em sua parede por muito tempo. *Cada 15 cm da Fita Scotch Fixa Forte da 3M suporta 500 gramas.

face1
2. Fixação com velcro

Este fecho adesivo suporta, em par, até 500 gramas. De um lado, a fita adesiva para ser colada no quadro e na parede. Do outro, uma superfície de pequenos ganchos tipo velcro.
Lembre-se sempre de alinhar bem os adesivos nas duas extremidades do quadro e na parede — queremos um mural prático, não torto!

face3

face4
3. Ganchos adesivos

face6

Os ganchos adesivos são seus melhores amigos — eles não só servem como cabideiros e porta chaves improvisados no hall, como seguram quadros. Tudo depende do tamanho e da fixação do adesivo. Os modelos variam dos transparentes e quase invisíveis até brancos e coloridos. Para saber como aplicar e qual o peso que suportam, confira a embalagem de cada produto e marca.

face5
4. Fecho metálico adesivo

Seu quadro ou porta retrato vem com uma parte específica para encaixe em um prego? É só colar este fecho metálico na parede e pendurar.

face8
5. Aproveitando móveis, canaletas e prateleiras

A canaleta, ou prateleira fina é uma ótima solução para apoiar os quadros em vez de pendurá-los diretamente na parede. Valeu a dica, não valeu?

face11

face10
6. Fios

Você pode instalar barbantes e outros tipos de fio em qualquer lugar da casa usando os suportes adesivos transparentes da Command, específicos para esta tarefa. A solução é ideal para criar um mural de fotos polaroid, por exemplo, conferindo uma atmosfera jovem e boho ao ambiente.

face12

face13

Especiarias, mantimentos, tecidos, roupas, objetos de uso pessoal. No passado, os baús carregavam todo tipo de mercadoria dos viajantes, nas mais diferentes rotas. Muito antes de mesas, tamboretes e camas desembarcarem por aqui, eram os baús os primeiros a chegarem com os estrangeiros. A variedade de modelos era imensa. Havia caixas, canastras, cofres, burras, para guardar valores, uchas, para alimentos, e caixões. O que variava era a forma e o uso específico.

bau1

Enquanto o baú tem o tampo abaulado, a caixa possui linhas retas. Com o tempo, mesmo os modelos com tampo reto passaram a ser chamados de baús. Muitos traziam monogramas ou brasões, para deixar claro a quem pertenciam. E contavam com o interior decorado com pinturas, papel aplicado, marchetarias. Os baús que guardavam enxoval dos noivos, por exemplo, tinham desenhos singelos, guirlandas e pombos entrelaçados, expressando romantismo e afeição. Em casa ou no local de destino, depois de uma viagem, eles eram colocados sobre pedestais, para evitar o contato com a umidade do chão ou com a água da limpeza.

bau13

Outra curiosidade era que por guardar muitas riquezas, esse móvel popular originou a conhecida expressão “golpe do baú”, em referência aos espertalhões de plantão pela vida afora.
Além de armazenar objetos, ele é decorativo e funcional. Pode ser usado como mesa de centro, apoio lateral, bancos e até como mesinha de cabeceira.

bau4

bau7
Baús antigos, geralmente, vêm com boas histórias para contar. Quem nunca ouviu falar de uma peça que acompanhou uma tia avó durante sua viagem ao Brasil no início do século passado? Ou encontrou uma relíquia em alguma casa antiga?
Em quartos de bebês, os baús também podem ficar bem simpáticos, e quando as crianças estiverem maiores, vão adorar guardas os brinquedos a sete chaves.

bau11

Baús servem como armários para lençóis também e roupas de outra estação, por exemplo. Se você tiver espaço, o ideal é deixá-lo na frente da cama, servindo como apoio para trocar de roupas e tirar os sapatos. 

bau2

bau9
Existem no mercado vários baús novos, com cara de antigo, que funcionam muito bem na decoração e com a vantagem das ferragens novas.

bau10

bau5

bau6

Gosto de misturar peças contemporâneas e antigas e, geralmente, isso é o que melhor funciona no meu trabalho.

bau8

bau12

Se você tiver a chance de ter um ao seu alcance, aproveite as ideias e coloque do jeito que melhor se encaixa na sua casa.

bau14

Cor, tamanho, material e posição dos móveis podem influenciar na percepção de espaço. Confira como deixar a sua pequena sala aconchegante.

enxuta

Sua sala é enxuta e você não sabe como aproveitar o espaço da melhor maneira? As 10 dicas a seguir vão ajudar você a tirar o máximo de proveito do espaço do living sem abrir mão de conforto e estilo.
1. Defina o espaço com um tapete

Serve principalmente para casas e apartamentos com ambientes integrados. Designar o espaço da sala com um tapete impede que as áreas se misturem e marca bem o uso de cada ambiente.

enxuta1

2. Use vidro ou móveis transparentes

Esses materiais deixam a luz passar através deles e fazem o ambiente parecer maior. Os móveis mais claros também dão uma sensação de sutileza e fluidez ao espaço.

enxuta2

enxuta3
3. Use várias pequenas mesinhas para formar uma mesa de centro

Uma única mesa pode fazer o espaço parecer ainda mais apertado. Usando pequenas mesinhas, você pode brincar com a composição e até movê-las de lugar quando quiser.

enxuta13

enxuta4
4. Adicione pontos de cor vibrante na sala neutra

Paredes brancas e piso claro é uma forma de manter o ambiente aberto, com sensação de amplitude. Mas isso pode fazer com que ele pareça frio e impessoal. Para evitar isso, inclua alguns pontos de cores vibrantes para dar personalidade à sala.

enxuta5
5. Coloque armazenamento em torno da TV

Nesses casos, móveis sob medida funcionam melhor. Pense em criar uma estrutura para abrigar a TV e também livros, discos e objetos decorativos. Vale usar estantes abertas, nichos, armários fechados ou uma combinação deles para manter tudo no lugar e organizado.

enxuta6

enxuta7
6. Utilize os cantos da sala

Não importa o tamanho da sala, provavelmente há um canto que pode ser aproveitado. Utilize o espaço para colocar prateleiras, um abajur ou uma planta. Eles vão atrair o olhar e dar a sensação de que o espaço é maior.

enxuta9
7. Utilize móveis que tenham mais de uma função

Móveis com múltiplas funções são uma boa escolha para ambientes pequenos. Um aparador que serve tanto para servir, quanto para trabalhar é muito melhor do que ter os dois móveis quando se tem pouco espaço.

enxuta8
8. Use móveis pequenos

Não faz sentido tentar colocar um sofá gigante em uma sala pequena. Isso vai acabar comprometendo o espaço do ambiente e a possibilidade de alocar outras coisas no mesmo lugar. Móveis menores podem suprir suas necessidades e deixam o espaço mais funcional e acolhedor.

enxuta14
9. Invista em espaços para armazenamento

Móveis com espaços para armazenar são muito úteis em espaços pequenos. Eles deixam alguns itens fora de vista, mas acessíveis ao mesmo tempo.

enxuta12
10. Aposte no minimalismo

Não ter tantos móveis e preferir uma decoração mais enxuta dá a sensação de espaço mais aberto. Luz natural e tons claros também transmitem essa sensação.

enxuta11

enxuta10