Categoria: dicas

Não siga estas regras de decoração! Isso mesmo, você leu certo; NÃO siga estas regras de decoração.

Eu te explico porque.

A regra do conjuntinho diz que seus móveis devem combinar. Que você deve escolher móveis com o mesmo tipo de acabamento para não errar.

O que eu digo?

Conjuntinho é CHATO!

Quando você compra todos os móveis na mesma loja, escolhe um sofá de 3 e 2 lugares ou uma mesa de jantar com as cadeiras combinando sua decoração fica sem personalidade.

regras

Na sala prefira combinar o sofá com 2 poltronas confortáveis.

Se você tem pouco espaço, o melhor é usar um sofá magrinho e muitos assentos soltos que possam mudar de lugar facilmente, como cadeiras, bancos e pufes.

regras2

Na sala de jantar, economize na mesa (ela acaba ficando escondida atrás das cadeiras mesmo) e invista em cadeiras bacanas que possam passear por outros ambientes também.

 

regras4

regras5

Regra do Ponto Focal

A regra do ponto focal diz que se você não deve pendurar quadros e objetos em todas as paredes do ambiente para não ficar poluído.

A regra do ponto focal diz que você deve escolher UMA parede para ser o ponto focal da decoração.

O que eu digo?

More is MORE!

Claro que se você tem uma alma minimalista você tem pavor de paredes cheias.

Mas se você é como eu, e acredita que objetos contam histórias, trazem boas lembranças e te fazem sentir acolhida e protegida, então não tenha medo de expor seus tesouros particulares.

Seus “tesouros particulares” são aqueles objetos que tem um significado especial pra você e refletem a sua personalidade.

regras6

regras7

Regra da Cor Escura

A regra da cor escura diz que cor escura nas paredes escurece o ambiente.

O que eu digo?

Que o que escurece ambiente é falta de luz!

Se você tem uma sala ou quarto com boa entrada de luz natural, não é pintando a parede de cor uma cor fechada que ela vai ficar escura.

regras8

Uma cor escura em um ambiente bem iluminado ajuda o olhar a encontrar limites e serve como pano de fundo para destacar elementos da decoração como um móvel especial ou uma coleção de arte.

Em um ambiente pequeno, a cor escura cria profundidade e a sensação que o espaço é maior, porém mais intimista e aconchegante.

Cor escura em ambientes pequenos deixa o espaço acolhedor. 

Regra das Cores Neutras

A regra das cores neutras diz que mantendo a decoração totalmente neutra não tem erro.

O que eu digo?

Cor é vida!

Um ambiente todo neutro, paredes, móveis e acessórios, é entediante e sem graça.

regras9

Um ambiente neutro pra funcionar precisa de mistura de texturas, muitas texturas.

regras10

Para conseguir este efeito você precisa de muita prática.

Para quem está começando na decoração eu sugiro sempre criar uma “base neutra”, escolher uma ou duas cores e trabalhar em cima delas.

regras14

Está insegura com as cores? Vá de neutro + pontos de cor. 

regras3

Sobre Regras de Decoração

A única regra de decoração que vale a pena seguir é:

Se conheça!

Se você quer uma casa que transpire personalidade e te faça sentir inspirada, você precisa se conhecer, manter a cabeça aberta e abrir mão das regras de decoração.

O segredo é experimentar, não se levar tão a sério e se DIVERTIR.

regras1

Com diferentes formatos e espécies de plantas, escolha um jardim vertical para chamar de seu. Mesmo com pouco espaço, confira as dicas para um cantinho verde em casa.

vertical1

Quando você passa por um jardim vertical como o do Elevado Costa e Silva, o famoso minhocão de São Paulo, a sensação é de alivio. Um grande alívio por estar diante de um paredão verde depois de tanto cinza e concreto.

E sabe por quê? Os jardins verticais ajudam a melhorar o ar da região, reduzem a emissão de poluentes na atmosfera e trazem conforto térmico para dentro dos ambientes, diminuindo o uso de aparelhos de ar condicionando e gerando uma economia de energia elétrica de até 30%. Outro imenso beneficio dos jardins verticais é que eles atraem pássaros, abelhas e outras espécies de animais e insetos, contribuindo com o equilíbrio do micro clima local. E, é claro, não podemos deixar de citar que eles são lindos demais.

Os jardins verticais já são uma realidade – absolutamente necessária – nos dias atuais e a tendência é que o número de adeptos aumente cada dia mais. Especialmente porque os jardins verticais não são exclusividade dos grandes prédios, pelo contrário, casas e apartamentos também podem receber esse pedaço de paraíso e todos os seus benefícios.

vertical3

E se é justamente essa sua intenção, ter um jardim vertical em casa, então acompanhe esse post para ficar por dentro de tudo o que você precisa saber sobre jardim vertical. Confira:

Dicas para montar um jardim vertical em casa

  • Qualquer ambiente da casa pode receber um jardim vertical, desde que ele tenha as condições de luz e ventilação necessárias para a vida da planta;

vertical4

  • Na hora de escolher as plantas que irão compor o seu jardim, dê preferência para as que exigem os mesmos cuidados. Ou seja, nada de misturar plantas de sol pleno com plantas de sombra;
  • O jardim vertical pode ser montado diretamente na parede com o auxilio de suportes de bambu, pallets ou plástico. Outra possibilidade é deixá-lo suspenso, nesse caso os canos de pvc são muito utilizados;

vertical0

  • Pense no tipo de irrigação: manual ou automática? Para jardins verticais de pequeno porte, a rega manual é suficiente, mas para grandes paredões – tanto em altura, quanto em largura, o ideal são os sistemas automatizados que garantem a rega de todas as plantas por igual, além de facilitarem o momento de adubagem que pode ser realizada junto à irrigação;

vertical5

  • Caso você não tenha muito disponibilidade e tempo para cultivar o seu jardim vertical, opte por plantas que não exijam tantos cuidados. Uma boa opção são as suculentas;

vertical11

  • As plantas que crescem verticalmente na natureza são ótimas opções para esse tipo de paisagismo, como as samambaias, jiboias e barba de serpente. Mas existem outras que também são usadas com muito sucesso em jardins verticais. 

vertical6

vertical8

Alguns tipos de plantas para jardim vertical:

  • Brilhantina (Pilea microphylla)
  • Clorofito (Chlorophytum comosum)
  • Hera-inglesa (Hedera helix)
  • Jibóia (Epipremnum pinnatum)
  • Orquídea-grapete (Spathoglottis unguiculata)
  • Trapoeraba-roxa (Tradescantia pallida purpúrea)
  • Plantas de sombra e meia-sombra
  • Antúrio (Anthurium andraeanum)
  • Asplênio (Asplenium nidus)
  • Babosa-de-pau (Philodendron martianum)
  • Barba-de-sepente (Ophiopogon jaburan)
  • Bromélia (Guzmania sp)
  • Columéia-peixinho (Nematanthus wettsteinii)
  • Chifre-de-veado (Platycerium bifurcatum)
  • Dedo-de-moça (Sedum morganianum)
  • Dinheiro-em-penca (Callisia repens)
  • Falenópsis (Phalaenopsis x hybridus)
  • Flor-batom (Aeschynanthus radicans)
  • Flor-de-maio (Schlumbergera truncata)
  • Peperômia (Peperômia scandens)
  • Renda-portuguesa (Davalia fejeensis)
  • Samambaia (Nephrolepis exaltata)
  • Singônio (Syngonium angustatum)

Cuidados anotados e plantas conhecidas, falta agora ver o mais importante: mais projetos inspiradores de jardins verticais. 

vertical9

vertical15

vertical13

vertical16

Para todos os gostos e bolsos, dos mais elaborados aos mais simples.

vertical12

Receber bem os amigos não tem nada a ver com ter uma casa grande ou contratar um buffet de comidas elaboradas e decoração profissional. Tem a ver com criar o clima certo para celebrar a vida e a amizade.

E criar o clima certo é bem menos complicado do que você imagina.

festa1

1. A sua festa começa com você

Uma anfitriã disposta a se divertir é meio caminho andado para uma festa animada. Se você estiver estressada, correndo pra lá e pra cá, seus convidados nunca vão ficar à vontade.

Planeje-se para deixar tudo pronto na noite anterior e reserve o dia da festa para cuidar de você.

festa2

2. Seus convidados precisam de conforto

Conte seus pratos, copos e talheres.Senão tiver a quantidade suficiente para todos os convidados veja se pode pegar emprestado de alguma amiga.

Lembre-se eles não precisam combinar.

Há assentos suficientes para todos os convidados? Em uma festa, você quer que as pessoas interajam.

Mude os móveis de lugar para criar “áreas de bate-papo” de maneira que os assentos fiquem próximos uns dos outros. Coloque cadeiras de frente para o sofá e improvise com pufes, bancos e almofadas.

Não se esqueça de colocar mesinhas ou bancos de apoio para bebidas junto à cada grupo de assentos.

festa

festa3

3. A comida não precisa ser sofisticada

Uma comida muito sofisticada sempre traz aquela dúvida: Será que todo mundo gosta? Uma comidinha simples e apetitosa, apresentada de maneira atraente é sucesso garantido.

Sempre calcule a quantidade de comida com folga, seus convidados tem que se sentir à vontade para repetir.

festa4

4. Todo convidado precisa de uma bebida no momento que chega

Não existe nada mais constrangedor do que chegar em uma festa que parece que ainda não começou. As pessoas em pé sem saber o que fazer, de mãos vazias, esperando que algo aconteça.

Ofereça uma bebida aos seus convidados assim que entrarem na sua casa.

Monte uma “estação de bebidas” e leve seu convidado até lá para que ele se sirva. Você pode usar uma mesa, aparador ou carrinho de chá.

Arrume os copos de acordo com o tipo de bebida que vai servir ao lado de abridores, balde de gelo e guardanapos e deixe as bebidas expostas.

Assim como a comida, a bebida e o gelo não podem faltar. Calcule a quantidade com folga. Muita folga.

festa5

5. Criar um clima de festa depende de 2 coisas

Música e Decoração.

Não espere os convidados chegarem para ligar o som.

Se algum convidado se animar e quiser colocar um playlist também é bem vindo.

Quanto à decoração, tudo que você precisa são velas, garrafas de vinho e vidros de geléia, papinha, palmito, refrigerante, o que você tiver em casa, para usar como vasinhos.

festa8

festa10

Se você não tem jardim, uma volta no quarteirão pode resolver a questão.

O ideal é espalhar as velas pela casa toda e fazer um arranjo com algumas velas e folhagens na estação de bebidas e no local onde a comida será servida.

Receber bem os amigos é criar aquele clima que deixa todo mundo à vontade. Inclusive você!

festa11

Como mudar os móveis de lugar e transformar a sua sala sem gastar nada? Eu te conto.

Neste post você vai ver 9 mudanças que valem por uma reforma.

Desencoste os móveis das paredes

É muito comum as pessoas encostarem todos os seus móveis contras as paredes criando o “efeito rosquinha”. 

Fica aquele vazio no meio do ambiente, um espaço morto que dificulta a conversação e afasta as pessoas.

atras

Aproxime os assentos na sala de estar

A sala é a área de convívio de uma casa, o lugar onde a família se reúne e onde se recebe os amigos para por o papo em dia. Tem que ser aconchegante.

Tente posicionar cadeiras e poltronas mais perto do sofá e veja como o espaço fica muito mais acolhedor.

atras2

atras1

Posicione os assentos de frente uns para os outros

Ninguém conversa de lado. Nós nos relacionamos com as outras pessoas olhando de frente para elas.

Se a sua sala é pequena e só cabe o sofá e uma mesinha, tenha alguns assentos soltos como pufes e cadeiras que possam se facilmente posicionados em frente ao sofá.

atras3

Abandone a mesa de centro

Com os espaços ficando cada vez menores não faz nenhum sentido você desperdiçar espaço precioso com uma mesa de centro grande. Use peças soltas como mesinhas, bancos e pufes como apoio quando e onde precisar.

Quem sabe se tirando a mesa de centro você não ganha espaço para posicionar 2 cadeiras de frente para o sofá?

atras6

Coloque uma pequena estante atrás do sofá

Outra maneira de driblar a falta de espaço é colocar uma estante ou aparador fininho atrás do sofá e usá-lo como apoio para luminárias, livros e enfeites. Assim, você pode dispensar as mesas laterais e de centro e ainda enfeitar.

atras7

Invente um “ponto focal”

Não existe nenhuma regra que diz que a TV precisa ser a rainha da sala. Mesmo em espaços pequenos é possível tirar o foco da TV e criar um ambiente mais convidativo.

Use um aparador, prateleira ou estante como apoio para um arranjo de objetos interessantes, como uma coleção, livros ou plantas.

Além de dar personalidade à sua casa, isso aguça o interesse das pessoas.

atras8

Crie um mini-destino

Um mini-destino é um agrupamento de móveis focado em uma função. Pode ser um cantinho de leitura, um espaço para meditação ou costura.

Pense em uma atividade que te deixa muito feliz e crie um mini-destino na sua casa só pra ela.

atras9

Use uma divisória

Usar uma estante ou biombos para separar espaços é uma ótima idéia para delimitar ambientes.

atras10

Construa um hall de entrada

Cadeirinha, prateleiras e banco é tudo que você precisa para se livrar daquela bagunça que não tem lugar certo e se espalha pela sua casa.

Se você tiver onde colocar as chaves, a correspondência e as bolsas quando chega, sua sala vai ficar muito mais organizada e agradável.

atras11

Não tenha medo de mudar as coisas de lugar, viver com o novo arranjo por alguns dias e “sentir” o espaço.

 

 

 

O hall de entrada, sem dúvidas, é o principal cartão de visitas, pois é o ambiente onde os visitantes têm o primeiro contato. Por esse motivo, é necessário muito cuidado e atenção na hora de projetar e organizar o espaço, para assim garantir uma boa harmonia entre os ambientes.

HOME

Além disso, não há nada melhor do que você chegar em casa e dar de cara com um cantinho convidativo, aconchegante e bonito, que causa uma ótima impressão e ainda proporciona sensação de bem estar.

O hall de entrada é uma prévia do que está por vir na casa, portanto deve seguir o mesmo estilo dos outros ambientes. Com o piso do hall sendo o mesmo que o interno, por exemplo, passa-se uma ideia de continuidade, porém quando está em uma área isolada do restante da casa, você pode apostar em uma decoração mais ousada.

HOME1

Veja algumas dicas incríveis para deixar a sua entrada perfeita e criar uma composição que ajude a refletir um pouco de seu estilo e personalidade. Afinal, essa é a principal função do hall de entrada: dar as boas vindas para quem chega!

HOME2

o hall de entrada tem a função de receber os convidados, portanto deve impressionar e ao mesmo tempo ser receptivo. Pode dar preferência a cores neutras, pois vão bem com tudo, são atemporais, elegantes e agradam a todos os gostos. Os tons terrosos, que são quentes, ou madeira, um elemento natural, proporcionam maior sensação de conforto.

santa anita race track, shayne blue,

Como é um local de passagem, o hall de entrada deve ser livre de obstáculos, permitindo que as pessoas adentrem o espaço com conforto, sem esbarrar em nada. Para decorar o ambiente, invista em aparadores, peças de design, esculturas e quadros. Já para um ar mais intimista e aconchegante, prefira plantas, livros e revistas. A porta de entrada também pode ser um elemento decorativo: aposte em frisos, cores diferenciadas e em puxadores imponentes.

HOME4

Se o espaço for pequeno, antes de investir em elementos decorativos, reúna a família e recepcione-os, abra a porta, dê beijinhos e abrace. Lembre-se que, geralmente, as pessoas chegam juntas, portanto veja se há espaço para o que você tem em mente.

HOME7

Para dar amplitude a halls pequenos, o ideal é fazer uso de espelho. Halls grandes podem parecer frios e pouco convidativos, por isso arrisque um lugar para acomodar bolsas e guarda-chuvas ou ainda uma ou duas poltronas, de forma a ocupar o espaço em um estilo mais familiar.

HOME6

HOME11

A iluminação deve ser convidativa, pois o hall tem o objetivo de despertar o desejo de entrar e se sentir em casa. Dessa forma, é melhor o uso de lâmpadas com luz amarelada e suave, que são mais agradáveis e transmitem sensação de conforto.

HOME8

Além disso, é bom prestar atenção no tipo de luminária e sua localização para que não ofusquem a pessoa que está chegando. Luzes indiretas embutidas no teto de gesso ou em nichos e aberturas na parede são bonitas e provocam uma boa impressão. Arandelas, pendentes e lustres causam o mesmo efeito e ainda servem como peça decorativa.

HOME10

HOME12