Categoria: DIY

Itens clássicos da decoração, as tapeçarias retornam à voga com nova roupagem. Desde modelos antigos até os mais contemporâneos para levar a beleza das tramas artesanais para a parede é aposta certeira.

tap

tap1

Quando ele é colocado na parede ganha status de obra de arte, não acham?

tap3

E o melhor é que modelos para pendurar cabe em todos os bolsos.

tap4

Vale levar em conta alguns segredinhos na hora de escolher o novo protagonista da sua parede. A começar pelo material. Existem de vários tipos, desde os chamados kilim, passando pelos de lã aos de seda pura. O importante é não seja pesado ou muito grosso. Ele é aparafusado na parede, como uma moldura, e sustentado por um de seus lados, ou ainda como da imagem abaixo. Vale investir em uma luz dirigida, como se fosse um quadro.

tap5

tap7

tap6
A manutenção de tapetes que vão na parede é bem simples: basta aspirá-lo como se fosse um tapete comum.

tap8

E senão tiver nenhum tapete dando sopa por ai, mantas, tecidos e lenços também são bem vindos.

tap9

tap2

O conceito Hi-lo (abreviatura para a expressão “high and low”) pegou forte. Essa tendência, que torço eu, perdure muitos e muitos anos, surgiu em uma época de expectativas crescentes e orçamentos reduzidos, forçando muita gente a mesclarem peças clássicas e “caras” com outras mais “econômicas”, e muitas vezes reaproveitadas.

rec1

rec2

Eu me sinto totalmente confortável no quesito “uso mesmo as garrafas vazias, latas de chá, bules e até copos perdidos fazendo a vez de vasos “. Percebi que minha casa é hi-lo, meu closet é hi-lo, meu escritório totalmente hi-lo, e consequentemente, todo o meu trabalho é baseado nesse conceito. Acredito demais nas misturas.

rec

rec3

rec4

rec5

rec6

rec7

rec8

rec9

Aplicar papel de parede sem o auxílio de um profissional não é difícil, mas exige alguma habilidade manual e, principalmente, atenção aos detalhes.

O primeiro cuidado é calcular corretamente a quantidade de rolos necessária para revestir toda a parede. Além de medir a área da superfície a ser forrada e dividi-la pela do rolo, é preciso levar em consideração as perdas de papel durante o processo -seja para fazer os acabamentos ou para casar as estampas.

wps

No rótulo dos produtos, é possível encontrar um valor médio de perda. De qualquer forma, o melhor é comprar pelo menos um rolo extra para reparos futuros, sem contar que o modelo pode sair de linha.

wps1

wps9

Super importante é antes de fazer a aplicação,  deixar a parede bem lisa e limpa, para evitar ondulações no papel.
Eu adoro usar papéis estampados em todas as paredes e até mesmo no teto, mas para quem não é tão ousado, pode escolher apenas uma parede para dar destaque.

wps3

wps8

A dica é optar por aquela cujo ângulo é mais fotogênico. No quarto, geralmente, é a parede onde fica encostada a cabeceira da cama.

wps2

wps5

Cuidado em optar por uma estampa que pode te cansar em pouco tempo.

WPPP

WPPP1

wps6

Vai receber convidados ou gosta de ter a casa sempre enfeitada e aconchegante? Que tal botar a mão na massa, ou, melhor, nas flores e fazer você mesma um arranjo moderno e sofisticado, gastando pouco, em poucos passos e reaproveitando as latinhas de chá/ molhos que sempre temos em casa?

lata1

lata3
A hora da compra é muito importante, procure saber se a flor está fresca, quanto tempo dura, se tem perfume ou não, enfim, todas as características que possam te auxiliar na construção do arranjo. É sempre bom conversar com o fornecedor antes da compra.

Para compor o arranjo, comece fazendo a base com folhagens, a ideia é brincar com o movimento delas e a partir disso começar a criar a forma do arranjo. Você pode usar mais um tipo de folhagem/matinhos.

lata
Em seguida, insira as flores, em diferentes alturas, com a composição mais solta, livre.

Não tem regra ou padrão, é interessante olhar para as flores e enxergar suas características e interpretar qual seu papel no arranjo. Podemos ter flores de destaque, secundárias e até mesmo flores de base (essas normalmente somem no arranjo, existem para dar um ponto de cor e auxiliar em sua construção).

lata4

A ideia é deixar a criatividade rolar, brincar com as opções de flores.
Dica importante: sempre que comprar ou fizer um arranjo, a primeira coisa a se fazer ao chegar em casa é cortar as pontas das hastes (todas elas) na diagonal. Cortando-as dessa forma, as flores terão maior superfície para absorver a água e desse modo sua durabilidade será maior.

lata6

Lembre-se, folhas não podem entrar em contato com a água, sempre limpe as hastes, retirando todas as folhinhas antes de montar os arranjos. Isso é importante para a sobrevivência das flores, além de deixar um arranjo mais limpo, mais bonito. A água em contato com as folhas é contaminada por bactérias, o que deixa a água turva e limita o período de vida das flores, essa é uma dica valiosa também.

lata7
A manutenção pode ser feita em dias intercalados, dia sim e dia não. Para as flores durarem por mais tempo, você só precisa lava a lata a cada troca de água, sempre colocar água fresca e o suficiente para molhar apenas as pontas das hastes (nunca coloque muita água, o excesso acaba apodrecendo todo o caule que está em contato com ela, e isso fará com que elas durem menos). Feito isso, basta cortar a ponta das hastes na diagonal novamente e colocá-las na latinha.

lata9

Mantenha o arranjo em local fresco, longe do sol, vento e calor. Procure um local adequado para colocar o arranjo em casa, nunca próximo de janelas. Esses cuidados também são essenciais para a durabilidade das flores.

lata2

E se a ideia for ter sempre ervinhas frescas na hora de cozinhar, porque não investir em algumas cultivadas também nas latas?

lata8

lata5

Os azulejos ganharam novas roupagens e reaparecem na decoração de interiores cheios de estilo e detalhes.

tilepost1

tilepost

Hoje, além de serem usados no acabamento das paredes, são peças fundamentais para mesclar as características de décadas passadas, com elementos contemporâneos numa decoração. Entre estilos, customizações e cores, este material realça outras peças no ambiente, como banquetas, cadeiras, poltronas e mesas.

tilepost2

Marcados na decoração entre os anos 50 a 70, os azulejos eram usados somente em cozinhas e banheiros. Atualmente eles podem ser utilizados em diversos ambientes e no maior estilo faça você mesmo, como tampos de mesa, degrau da escada e bandejas.

tilepost4

tilepost7

tilepost8

tilepost9

 

Criar painéis com mosaicos de azulejos e colocá-los em algum ponto especial no ambiente, garante valorização instantânea.

tilepost10

Além de serem duráveis e fáceis de limpar, eles valorizam o espaço e deixa-o com muita personalidade.

tilepost5

tilepost6

Eles fazem bonito até quando aparecem no número da casa, como é o meu caso.

tilepost3