Categoria: Quadros

Segue o post hoje abordando um tema que traz muitas dúvidas pertinentes: como escolher e dispor quadros na parede? Hoje em dia é relativamente fácil buscarmos referências de composições em diversos sites ou ferramentas de busca pela internet, concordam? Só que nem sempre esses resultados ficam harmônicos ou traduzem a realidade e o nosso gosto pessoal pelas paredes. A partir dessa premissa, vou enumerar algumas dicas e recomendações que poderão tornar a sua experiência bem-sucedida.
Mãos à obra!

quadro9
O primeiro passo é agrupar todos os quadros disponíveis num único espaço para avaliarmos o esquema de composição. Aqui vale uma subida ao sótão, vasculhar armários e resgatar aqueles pôsteres que trazemos de viagens. É importante salientar que a fase econômica do nosso país propõe uma reflexão em torno do que temos em casa e que pode ser reaproveitado: essa reutilização pode vir carregada de bossa!

quadro10

quadro2

Trocar ou recuperar molduras, reenquadrar uma obra existente de uma outra maneira, reagrupar quadros em locais diferentes com formas de exposição mais criativas, enfim, fazer com que a arte saia das telas e avance para todo o entorno.


As paredes tem vida!
Em busca de uma alternativa à realidade virtual que invade nossas rotinas, elencar memórias afetivas pela casa pode resgatar sensações até então esquecidas ou deixadas de lado. Trazer para o nosso convívio uma parede que conte um trecho da nossa história sem a obviedade das fotografias é algo inusitado, certo? Pois que venham as obras herdadas de família, os quadros pintados pelos filhos ou sobrinhos, as dedicatórias escritas por nós no passado…Tudo isso ganha força quando existe um roteiro a ser contado.

quadro4


Tudo pronto? Avante!

Uma vez selecionado o local e quadros disponíveis, vamos avaliar as possibilidades. Aqui cabem alguns tópicos que poderão auxiliar:

1) Monte diversas composições no chão e fotografe;

quadro
2) A partir desse exercício você poderá avaliar quais tipos e tamanhos de moldura cabem no conjunto ou mesmo qual será a necessidade de substituir alguma moldura existente;

quadro5
3) Nessas composições, observe as seguintes questões de harmonia entre as obras:
– Mantenha a mesma distância no vão entre os quadros ou
– Imagine um grande retângulo externo e “encaixe” as obras dentro desse espaço ou;
– Alinhe as obras pela parte inferior ou superior numa disposição linear, que pode ir para a parede ou ficar apoiada sobre moveis.

quadro1
Lembre-se de que, primordialmente, a moldura deve combinar com a obra, e a composição com o ambiente!
 
Na hora de finalizar… Mais dicas!
Chegou o momento! Os quadros já retornaram revigorados da molduraria e vão para a parede. Aquele amigo que sempre te ajuda com a furadeira não pode vir, você está numa ansiedade absurda e não quer esperar? Vamos juntos!
1) Monte novamente no chão a opção escolhida anteriormente para avaliar se, após os ajustes nas molduras, algum remanejamento precisa ser feito;
2) Definidas as posições, tire as medidas e transfira para a parede, sempre observando a distância a partir do chão;
3) Para quadros menores, eu recomendo os pregos de aço. Já para os medianos ou grandes, sem dúvida vamos recorrer para furadeira, buchas e parafusos!
4) Por fim, uma surpresa: se você chegou até aqui,  no meu Instagram tem várias dicas e vídeos do meu programa CasaLuxo, no YouTube,  com “passo a passo” para facilitar ainda mais!

quadro11

 

O uso da parede com quadros, chamada de parede galeria ou gallery wall, continua bombando.

Só que eu sei que conseguir uma composição equilibrada é mais difícil do que parece.

quadro13

Deixa eu te contar um segredinho.

As fotos que você vê no Instagram que parece que os quadros foram arrumados assim como quem não quer nada, na verdade foram milimetricamente calculados.

Como o meu trabalho é facilitar a sua vida, eu vou te ensinar 6 jeitos infalíveis de montar a sua parede galeria. E o melhor, não importa se você tem poucos ou muitos quadros, sempre vai funcionar.

1. Ângulo reto

Marque com fita crepe e o auxílio de uma régua um ângulo de 90 graus na parede escolhida. Posicione o primeiro quadro onde as linhas se cruzam e vá arranjando os demais quadros ao longo das 2 linhas.

quadro1

2. Alinhamento pelo meio

Defina se vai querer uma composição vertical ou horizontal levando em consideração o formato da parede que vai trabalhar.

A composição horizontal funciona melhor em paredes ou áreas largas, como sobre um sofá ou outro móvel comprido como um aparador.

Cole a fita crepe na altura desejada e fixe os quadros ao longo dela. Sobre e sob a linha.

quadro3

quadro4

3. Alinhamento por baixo

Similar ao alinhamento horizontal esse composição agrupa os quadros lado a lado alinhados pela borda inferior, moldura debaixo.

quadro5

4. Grade

A composição em forma de grade é a melhor pedida quando seus quadros têm o mesmo formato e tamanho.

Ela é mais clássica e formal porque o arranjo é sempre uma figura geométrica regular como um quadrado ou um retângulo.

quadro6

quadro7

5. Ponto focal

Este tipo de composição parte de uma peça de destaque de tamanho maior do que as demais. Defina se prefere que o quadro de destaque fique centralizado ou descentralizado na parede e prenda-o.

Depois vá arranjando quadros menores ao seu redor.

Home Story

quadro10

quadro11

6. Peça única

Se você só tem um quadro não desanime.

O melhor jeito de usar um quadro muito pequeno para uma parede é pendurá-lo descentralizado. Assim, você evita aquela sensação de que o quadro está “voando” na parede. Já se for grande coloque ao meio.

quadro14

 

Seja qual for o ambiente, encher a parede de quadros com molduras de diversos tamanhos e tons é puro charme. Porém, para muitos, é um grande dilema. Como compor? Escritos ou paisagens? Colorido ou branco e preto? Enfim, as opções são inúmeras. Mas, para te ajudar, separei boas dicas para acertar na composição de quadros na parede de uma vez por todas. Confira abaixo!

fr (mais…)

Cobrir as paredes com quadros, desenhos e pinturas, criando diversas composições, não é de hoje. Mas a tendência gallery Wall, cada vez mais, tem feito a cabeça – e paredes – das pessoas de todos os lugares, pois é uma forma de adicionar personalidade ao espaço sem ter que fazer altos investimentos.

fps

fps1

A sua pode ser assimétrica ou milimetricamente organizada. Ter quadros clássicos ou decorativos despojados. Pode exibir fotos e até chapéus.

fps3

Montar uma composição na parede de casa está mega em alta, sem falar que é uma atividade superdivertida. 
Antes de tudo: prepare um molde
Não vá sair furando tudo. Para evitar erros, prepare um molde com papel craft. Nele, você pode marcar o lugar onde cada quadro, painel ou decorativo vai ficar, criando inúmeras possibilidades de composição. 

fps2

Ouse nos tamanhos e tipologias. Não se prenda somente a quadros com o mesmo formato. Vale apostar em diferentes tamanhos. O visual ficará único!

fps7

fps9
A mistura é mais que bem-vinda. 

fps5

fps6

fps8

fps4

Seja qual for o ambiente, encher a parede de quadros com molduras de diversos tamanhos e tons é puro charme. Você pode usar essa poderosa ferramenta na sua casa e o resultado promete impressionar!

fp

fp2

fp1

fp3
10 ideias para decorar a parede que provam que as elas podem (e devem!) fazer parte da decoração. É uma saída rápida e prática para levantar o astral do ambiente e renovar o espaço sem muito esforço.

fp4

fp5

fp6

fp7

fp8

fp9