Categoria: Salas de jantar

Sempre há um jeito de brincar com a decoração para deixar a casa com a nossa cara. Explorar essas possibilidades pode resultar em espaços sensacionais.

Uma forma despretensiosa para fazer isso, é a utilização de cadeiras diferentes na mesa de jantar. A combinação surgiu para quebrar a monotonia dos ambientes clássicos e conquistou o coração de várias pessoas.

mistura

Para você, que está louco para fazer isso em casa, mas com medo da ideia dar errado, confira algumas inspirações e boas dicas aqui.

Antes de começar

Preste atenção na altura nas cadeiras. O ideal é que todas estejam do mesmo tamanho, ou pelo menos em uma posição que fique confortável na mesa que você escolheu.

Outra dica importante é pensar no equilíbrio entre os elementos. Já que as cadeiras terão cores, tamanhos ou estilos diferentes, é interessante encontrar uma mesa mais simples para garantir uma composição harmoniosa – peças discretas e monocromáticas são uma boa escolha.

mistura11

Para facilitar a combinação, procure repetir cores ou texturas das cadeiras em outros elementos do ambiente, como pôsteres, objetos ou móveis.

Considerando esses pontos iniciais, já é possível criar composições muito boas e que não pareçam aleatórias. Quer arriscar mais? Vamos às próximas dicas:

Começando pelo básico

Uma maneira simples de investir nessa tendência é apostar na simetria. Para isso, você pode inserir duas cadeiras diferentes, uma em cada cabeceira da mesa. Em mesas redondas, também é possível misturar duplas de modelos.

www.nbarrettphotography.com

Cadeiras diferentes, mas nem tanto

Para quem deseja ousar um pouco mais, mas continua tímido nas mudanças, uma dica é equilibrar semelhanças e diferenças entre as cadeiras. Como assim? Cadeiras de modelos iguais, cores diferentes. Cadeiras de modelos diferentes, mesma cor.

mistura2

mistura3

Tudo diferente

Lembrando que, mesmo nesse caso, ainda é interessante manter alguns pontos em mente. Você pode inserir um centro de mesa atraente ou um tapete grande debaixo do conjunto. Isso ajuda a unificar a composição.

mistura4

Agora, se você quer deixar sua mesa totalmente diversa, a ideia é se aventurar o máximo possível. Além das cadeiras com cores e modelos diferentes, você também pode apostar em bancos e sofás.

mistura10

mistura9.

Também é importante evitar o uso de cadeiras muito parecidas entre si, porque isso evidencia mais as diferenças do que as semelhanças entre os modelos, e o resultado pode ficar parecendo mais um improviso do que algo intencional.

mistura6

 E aí, que tal apostar nessa misturinha na sua mesa de jantar? Depois me conta como ficou ♥

mistura8

mistura7

Se eu pudesse dar só um conselho pra quem quer mudar a mesa de jantar seria este:

Escolha uma mesa de jantar que funcione para o seu estilo de vida HOJE e não para um estilo de vida que você gostaria de ter.

Você não precisa de uma mesa para 8 lugares se nunca recebe ninguém, não é mesmo?

Siga estes passos para não errar na hora de escolher sua.

1. Aceite o seu espaço

Se seu espaço é pequeno, abrace isso e prefira criar um cantinho aconchegante ao invés de tentar espremer nele uma mesa grande. Use um pendente baixo sobre a mesa ou uma luminária de piso e almofadas para acentuar o caráter de cantinho íntimo.

jantar9

2. Use o que você já tem

Antes de comprar, pergunte-se: Precisa mesmo trocar a mesa? Se trocar só as cadeiras, ou algumas cadeiras não resolve?

Lembre-se, mesas de jantar são móveis caros e ficam sempre meio escondidas pelas cadeiras. Muitas vezes trocar as cadeiras por modelos mais charmosos já muda a cara da decoração.

Sem contar que as cadeiras podem cumprir dupla função, servindo como assento no living.

jantar1

3. Decida qual formato é o mais adequado ao seu espaço

Se você decidiu que a mesa deve mesmo ser substituída, o primeiro passo é determinar qual é o formato mais adequado ao seu espaço.

Retangular

A mesa retangular é o tipo mais comum e mais usado. Também é o melhor formato quando se precisa acomodar mais do que 4 pessoas.

Uma mesa retangular funciona melhor se o seu espaço também é retangular.

jantar2

Redonda

Uma mesa redonda funciona bem em ambientes pequenos e espaços com formato quadrado.

A mesa redonda cria um ambiente mais aconchegante e intimista e aproxima as pessoas, por isso é o melhor formato para um grupo pequeno (até 6 pessoas). Uma mesa redonda muito grande, contudo, coloca uma distância muito grande entre as pessoas e dificulta na hora de se servir.

jantar5

Quadrada

A mesa quadrada, em moda recentemente por ser visualmente bonita, acomoda 8 pessoas mas só funciona em espaços generosos. Para 4 pessoas, uma mesa redonda funciona melhor.

Oval

A mesa oval é muito similar à mesa retangular, mas ocupa menos espaço por causa dos cantos arredondados. Na mesa oval, assim como no modelo redondo, fica fácil puxar uma cadeira e acomodar mais um convidado quando necessário.

4. Defina o tamanho da mesa considerando o conforto

Fazer as refeições espremida, batendo cotovelos com o vizinho ou esmagada entre a mesa e a parede ninguém merece, certo? Considere que uma pessoa ocupa 60 a 75 cm quando sentada à mesa.

Mesas redondas com tampos de 100 a 120cm de diâmetro são a melhor pedida para pequenos espaços e acomodam de 4 a 6 pessoas.

Uma mesa retangular pequena de 80×120 a 140cm também acomoda 6 pessoas mas precisa de um espaço maior de circulação ao seu redor.

Antes de comprar sua mesa, meça seu espaço assim; 

  • Recorte pedaços de jornal do tamanho da mesa que você considera comprar e posicione no chão na área de jantar.
  • Deixe de 70 a 90cm livres (90cm é o ideal, menos de 70cm nada recomendável) entre a mesa e outros móveis (como aparadores e buffets) e paredes.
  • Se a mesa ficar ao lado de uma passagem, o ideal é deixar no mínimo 100cm livres para permitir que uma pessoa passe confortavelmente enquanto outra estiver sentada.
  • Meça também o espaço ocupado pela cadeiras para ter certeza que o modelo que você escolheu não é muito volumoso para a mesa. Prefira economizar espaço com cadeiras “sequinhas” ou usando um banco de um dos lados da mesa.jantar4

5. Escolha o design

O design da mesa deve ser escolhido levando em consideração o design das cadeiras. Coloque a mesa ao lado das cadeiras antes de comprar para ter certeza que a combinação é harmônica.

A sacada é deixar o look conjuntinho pra lá, escolher 2 modelos diferentes de cadeira de jantar, sendo 1 com braços. Assim, estas cadeiras poderão ser levadas para a sala e posicionadas em frente ao sofá para criar uma área de bate-papo charmosa quando você estiver recebendo amigos.

Se você optar por cadeiras diferentes, a mesa de jantar pode ser um modelo simples.

jantar6

6. Priorize o conforto sempre

Escolha cadeiras lindas mas que deixem você e seus convidados totalmente confortáveis para aqueles longos almoços de domingo.

Verifique a altura dos assentos para que ninguém bata os joelhos no tampo da mesa ou fique com o tampo pelo pescoço ao sentar-se. Na média 45cm é uma boa altura de assento para um tampo de 75cm de altura. Certifique-se que ninguém será incomodado pelos pés da mesa. Em espaços pequenos uma mesa com pé central é mais confortável do que outra com 4 apoios.

A mesa de jantar certa pode ser o detalhe que faltava para você finalmente se tornar a grande anfitriã que sempre sonhou. Pronta para receber os elogios?

jantar7

jantar

jantar8

 

Conjuntinho é chato, sempre falo.

Mas se você usar estes 3 princípios simples do design, logo logo estará combinando mesa e cadeiras de jantar como um profissional.

(Des) Combinando mesa e cadeiras de jantar como um designer

Um ambiente todo combinandinho, onde os móveis são todos do mesmo conjunto, as cores da mesma família, os acabamentos do mesmo material, é um ambiente sem personalidade.

Para criar interesse visual e fazer as pessoas se sentirem acolhidas, misture!

contraste5

 

O segredo para acertar nas misturas é usar estes 3 princípios simples do design:

1. Contraste – Opostos se atraem

O contraste de cores, formas, texturas e estilos cria interesse e a sensação de aconchego.

Pense claro x escuro, formas orgânicas x linhas retas, fosco x brilhante, simples x elaborado, leve x pesado, duro x macio, etc.

Por exemplo: mesa de madeira rústica (pesada, fosca, rugosa) + cadeiras de acrílico transparente (leves, reflexivas, lisas)

contraste

2. Unidade – Domando o caos

As cores podem ser usadas para criar a idéia de conjunto ou unidade.

Por exemplo: uma mesa com cadeiras de modelos diferentes da mesma cor funciona por que a cor unifica o conjunto.

contraste3

Da mesma forma uma mesa com cadeiras iguais, todas do mesmo modelo pode ficar sem graça mas se cada cadeira tiver uma cor diferente, o conjunto fica interessante por causa da variedade introduzida pelas cores.

contraste2

3. Repetição – Variedade com consistência

A repetição de algum elemento visual, que pode ser uma cor, uma estampa ou um material, ajuda a organizar nosso olhar e fortalecer a unidade.

Por exemplo: mesa + mix de cadeiras de modelos diferentes mas da mesma cor e material.

contraste6

contraste4

Os ambientes nessa seleção provam que um pouco de ousadia pode render composições personalíssimas.

mcps10

mcps

A ideia é deixar a criatividade rolar e harmonizar os detalhes escolhidos com o restante da decoração. 

mcps1

mcps2

mcps3
As cadeiras ao redor da mesa incorporaram o espírito da experimentação: enquanto algumas delas aparecem feitas de madeira, outras trazem o sotaque industrial.

mcps8

Dê um passeio por essas sugestões e comece a pensar em que combinações você gostaria de fazer na sua casa.

 

mcps6

mcps5

mcps9

mcps7

Em uma sala de jantar, lugar de importantes encontros depois de um longo dia — ou até mesmo palco de uma refeição silenciosa e concentrada — Você vai ver que, seguindo meu olhar, tudo é possível no quesito decoração.

dap

dap2
A madeira é um ótimo material para a sala de jantar também. Como é um elemento repleto de memórias de aconchego, sua presença transforma aquele espaço que poderia ser facilmente considerado frio em um lugar em que adoraríamos estar neste exato momento.

dap1

Vale lembrar que a mesa redonda também faz toda a diferença para que o ambiente tenha cara de casa de verdade: com elas, todos podem ficar próximos durante um dos momentos mais importantes do dia.

dap8
A escolha da mesa é que define todo o espaço da sua sala de jantar, afinal a decoração pode não contar com muitos móveis, apenas a mesa, algumas cadeiras e um móvel de apoio, como um aparador.

dap3

dap4

E sendo a mesa o maior móvel da sala, na maioria das vezes, é preciso saber bem como escolher o modelo certo para não acabar com as áreas de circulação.

dap5

dap7

Entre a mesa da sala de jantar e os outros móveis ou paredes é preciso deixar uma área mínima de passagem, suficiente para que quando as cadeiras estejam sendo ocupadas e afastadas da mesa ainda sobre espaço para passagem.

dap6

Essa área é no mínimo 90 cm, mas o ideal é que seja de pelo menos 120 cm á 150 cm para manter uma área de circulação livre, principalmente se houver algum balcão que precise de espaço para que as portas sejam abertas.
Já as mesas retangulares que são indicadas para salas estreitas, acompanhando o formato da própria sala.

dap10

Quando o espaço é restrito é possível criar móveis sob medida, levando em conta que cada pessoa ocupa entre 70 cm a 100 cm de espaço na mesa.
Salas maiores permitem cadeiras com braços ou poltronas confortáveis.
As cores claras favorecem a sensação de amplitude, aumentam a luminosidade do ambiente e  podem ser combinadas com uma decoração colorida.

dap9

dap11