Categoria: Sem categoria

O que já era uma tendência, agora veio de vez e para ficar. Seis meses se passaram e o home office foi a grande saída para muitas pessoas. Um modelo de trabalho que já era realizado por algumas empresas e com pandemia do coronavírus passou a ser a aposta de muitas outras. E não é que deu certo! Mesmo com a flexibilização do isolamento, algumas multinacionais, por exemplo, adotaram esse esquema de forma permanente.

Mas com todo esse tempo trabalhando em casa, muitos profissionais já sentiram na pele que não dá mais para improvisar. Vendo a importância de um ambiente favorável e móveis adequados, cresceu a demanda pelo planejamento de um ambiente ideal.

pande

O primeiro passo é a escolha do espaço dentro da residência. Observe como é o funcionamento da sua casa, foque em um local mais silencioso. Observe a área, veja como é a incidência do sol e a luminosidade. Opte por um ambiente mais arejado. Se possível, busque um espaço que tenha uma vista mais agradável.

pande2
Existem recursos que podem nos ajudar a deixar o ambiente ainda mais preparado. Na falta de iluminação adequada use recursos como luminárias.

pande1
Passando mais tempo em casa nossos olhares passaram para aqueles ambientes que até então não estavam bem resolvidos. Uma vontade de mudar a sala, finalizar a varanda, reformar a cozinha… Difícil encontrar alguém que não sentiu vontade de modificar algo em casa durante a quarentena.

pande3
Diante deste novo momento que estamos enfrentando para combater o novo coronavírus, acredito que tem grandes chances de mudar alguns conceitos das construções, arquitetura e design de interiores. O ponto de partida dessas mudanças serão os novos comportamentos que se tornarão hábitos.

pande5
Os lavabos, por exemplo, que estavam sendo esquecidos passarão a ser ambientes mais valorizados, para facilitar a higienização, e lavar das mãos.

pande4

A criação de área suja e área limpa na entrada da casa, voltando aos antigos hábitos de tirar o sapato antes de entrar na residência, pode ser algo que veio para ficar.

pande6

pande7

Independente de simples ou não, procuramos por uma casa bem resolvida, para que tudo funcione com praticidade.

pande8

Além de facilitar a higiene, a ideia é aproveitar para ter tempo de curtir a família.

pande9

pande10

 

Existe uma forte predominância de revestimento antibacteriano nos projetos, com tecnologias que proporcionam uma higiene maior.

pande11

Como distribuir móveis nos ambientes depende de técnica, bom senso e criatividade!

As regras eu te ensino, a criatividade fica por sua conta.
Mas como distribuir móveis nos ambientes?
Ao distribuir os móveis em qualquer ambiente você deve buscar 2 coisas:

O melhor aproveitamento possível do espaço
Uma boa circulação (fácil acesso, sem zig-zags e canelas roxas)
Existem 2 jeitos de você testar a posição dos móveis para chegar ao layout ideal:

1. Mudando os móveis fisicamente de lugar.

Movimentar os móveis funciona porque fica mais fácil visualizar problemas como passagens muito estreitas.

regra

2. Desenhando uma planta baixa do ambiente. 

Eu recomendo sempre testar suas opções primeiro no papel porque te dá liberdade de experimentar arranjos pouco convencionais.
Quando você chegar a uma composição que sinta que está equilibrada, aí sim movimente fisicamente os móveis.

Se você ainda não tem todos os móveis, marque o espaço da peça que está faltando no chão com jornal e fita crepe.
Esse truque vai te ajudar a visualizar o espaço que a peça vai ocupar.

regra4

Cada casa é um caso,cada espaço tem o seu tamanho, formato e estilo.

Infelizmente não existe um tipo de arrumação de móveis, um tipo único de layout que funcione para qualquer ambiente.

Procure adaptar as regrinhas abaixo para o seu espaço e não tenha medo de quebrá-las.

Você vai “sentir” quando o layout estiver equilibrado. 
1. Posicione os móveis maiores primeiro
Posicione primeiro o maior móvel do ambiente.

Na sala o sofá, na sala de jantar a mesa e nos quartos as camas.

regra5

Quando possível esses móveis devem estar de frente para a entrada principal do ambiente. Nunca de costas.

Distribua os demais móveis em função deles.
2. Mantenha móveis volumosos afastados da entrada principal do ambiente
Móveis pesados posicionados logo na entrada dos ambientes funcionam como um bloqueio visual.

regra6

3. Procure criar grupos de móveis
Os móveis devem ser agrupados para atender uma função, uma atividade. Casa prática é aquela que funciona para o seu estilo de vida.

Se você usa a sua sala para receber, duas poltronas ou cadeiras confortáveis devem ser posicionadas em frente ao sofá criando um grupo de bate-papo.

regra1

Os assentos devem estar próximos para que você possa conversar sem precisar gritar.

Se você usa sua sala para ver TV, posicione pufes para esticar os pés e uma mesa de centro ou banquinhos para apoio próximos ao sofá.

Os apoios devem estar próximos o suficiente para você colocar seu copo sem precisar se levantar.

regra8
4. Evite encostar todos os móveis nas paredes
Quando você posiciona os móveis muito distantes uns dos outros, encostados nas paredes dos ambientes você deixa um buraco no meio.

Esse buraco, ao contrário do que você pensa, não dá a sensação que sua sala é maior.

regra7

5. Pense em como as pessoas vão se movimentar pelo espaço
Em uma sala, você deve facilitar o acesso ao grupo de assentos principal, garantindo que há mais de um jeito de se chegar até o sofá.

Assim, se uma pessoa estiver se levantando não vai bater com outra que esteja tentando se sentar.

Para uma circulação confortável, o ideal é manter um espaço livre de 90cm entre os móveis e entre paredes e móveis.

regra11

Na vida real, em apartamentos pequenos essa distância pode cair para 80cm.

Não se esqueça de considerar que portas e gavetas também precisam deste espaço livre para abrirem sem obstáculos.

Outro ponto crucial é garantir que não há nenhum móvel bloqueando as entradas do ambiente.

regra9
6. Procure equilibrar os volumes
Alterne peças grandes e volumosas com peças menores e mais leves.

Isso vai distribuir o peso visual harmonicamente pelo ambiente e criar um efeito natural de “paisagem”. Você pode conseguir um equilíbrio através de um arranjo simétrico ou assimétrico.

regra12
7. Crie um Ponto Focal
Se você tem uma janela com uma vista incrível, arrume os assentos para as pessoas ficarem de frente para ela, caso contrário invente um ponto focal.

regra14

regra13

E não, a TV não é um ponto-focal!

regra10

Se a única posição possível para o sofá é de frente para uma TV presa à uma parede vazia use a criatividade.

Instale prateleiras ao lado e sobre a televisão e faça um arranjo charmoso com livros e objetos decorativos ou crie uma parede-galeria ao redor da TV.

regra15

regra16

regra18

Cestas, peneiras, leques e outros objetos de palha vão para a parede e trocam o seu lado funcional pelo decorativo – texturas diferentes sempre deixam tudo mais interessante. Tem palha de milho, de bananeira, de coqueiro …

leque

leque8

 

Mais um ponto positivo: é uma boa solução para quem precisa de mais espaço nos armários. Penduradas na parede com pregos pequenos, as cestinhas de pães, por exemplo, ficam em espera para entrar em cena quando chegam os convidados, e aí fazem bonito na mesa.

leque10

O leque, objeto utilizado há mais de três mil anos em diversas culturas espalhadas pelo mundo todo, hoje, além de possuir caráter utilitário, ele se tornou uma maneira muito criativa de fazer parte da decoração.

leque1

leque3

Ele tem aparecido como destaque nas composições em diversos ambientes.

leque4

leque6

Além de belos e excêntricos os leques servem para guiar a energia de um ambiente na direção correta.

leque7

leque2

Na hora de decorar com o leque de parede dê preferência a variação de tamanhos, materiais e detalhes, criando um efeito bonito, diferente e criativo.

leque11

A pandemia tem impactado diversos segmentos do nosso cotidiano e a arquitetura, sem dúvidas, é um deles. Mais tempo em casa, ressignificação do morar, um olhar novo para o home office, reforço na limpeza dos ambientes, por exemplo. Com tantas mudanças, algumas tendências na arquitetura pós-pandemia prometem ganhar os imóveis nos próximos meses, assim como os projetos de interiores.

porc1

1 – Revestimentos de fácil limpeza está vindo em primeiro lugar.
A pandemia nos fez refletir sobre a importância da higienização dos ambientes. Revestimentos como cerâmicas e os porcelanatos são grandes destaques pela facilidade de limpeza, principalmente os polidos e acetinados. Prestar atenção na desinfecção dos revestimentos utilizados nos projetos dos imóveis e, agora, além de praticidade, questão de saúde.

porc

2 – Ressignificação do lar
A casa tem nos acolhido. Com mais tempo recluso, o período de quarentena nos fez olhar mais para cada detalhe da casa, aprendemos a olhar como ambiente de aconchego e que precisa de atenção.

porc3

Por isso, manutenções de pisos, paredes, revestimentos, além de investimentos em decoração prometem ser mais assíduos nos próximos meses.

porc5
3 – Tecnologia
A tecnologia promete ser aliada na hora de garantir espaços cada vez mais modernos, confortáveis e com produtos duráveis. 

porc4

4 – Escritório em casa
O Home Office parece ter sido uma experiência que veio para ficar. Muitas empresas já prometeram que vão passar a adotar o modelo de trabalho após a pandemia e, por isso, nosso local de trabalho em casa merece atenção.

porc6

Vale a pena adaptar o seu escritório doméstico com reformas pontuais e com o uso de equipamentos adequados, para garantir mais conforto na hora de trabalhar.

porc7
5 – Sustentabilidade
A sustentabilidade é uma das peças chaves na decoração dos próximos meses. Não só no uso de materiais com redução de impactos ambientais, mas no reaproveitamento de móveis, como a caso da imagem abaixo, que a porta antiga virou cabeceira de cama.

porc8

Ou ainda uma geladeira antiga pode ganhar um novo look com adesivos.

porc9

Em termos de arquitetura, o combo boa entrada de luz natural e ventilação cruzada passa a ser mais valorizado.

porc2

Neste friozinho, não há nada mais aconchegante do que esquecer do frio juntinho de uma lareira. Além do calor, o fogo proporciona um cenário perfeito, e melhor ainda se a lareira for linda e cheia de personalidade!

lareira

 

Por isso fiz uma seleção de vários tipos e estilos para se inspirar! 

1 – Clássica

Nesta seleção não poderíamos deixar de falar das lareiras clássicas, mas que ainda fazem muito sucesso. O formato pode se repetir, mas detalhes como madeira ou mármore podem trazer personalidade ao espaço.

lareira1

lareira2

 

2 – Coloridas

E por que não adicionar cor e transformá-la no centro das atenções? O toque de cor trará vida à decoração. Caso sua lareira seja de granito ou mármore, colora as paredes para dar destaque a ela.

lareira3
lareira4

 

3 – Lareira ecológica

A lareira ecológica é uma ótima opção, principalmente para quem mora em apartamento, mas não abre mão de se aquecer próximo ao fogo. 

lareira5

Ela permite ser encaixada em superfícies diversas como marcenaria, madeira, pedra, etc. O melhor de tudo é que ela não produz fumaça, odor ou fuligem, ou seja, nada de chaminé ou tubulações específicas, e funciona a base de etanol.

lareira6

4 – Minimalista

Para um visual mais minimalista, aposte em um mesmo revestimento em toda a frente da lareira, que deve ter linhas retas e sem detalhes. Pode ser combinada com uma decoração mais sóbria ou maximalista, já que esse modelo permite que se enquadre em ambas as situações.

lareira7

5 – Pedras

Casas no campo combinam muito bem com uma decoração mais rústica. Por isso, apostar no revestimento de pedras ou tijolos para a área da lareira são, sem dúvidas, escolhas perfeitas!

 
lareira7
Além do visual, graças às suas propriedade, o calor será preservado por muito mais tempo.
lareira13
 
lareira12

6 – Ponto focal da decoração

A lareira pode ser o elemento principal da decoração. Para isso, posicione-a no centro da sala para um destaque maior, e ouse no formato orgânico. Caso não seja possível, aposte em um revestimento cerâmico com cor marcante e com muitos detalhes. Com certeza ela não passará desapercebida.

lareira10
lareira14
 

7 – Tubos

Este último é para quem não quer as lareiras feitas de alvenaria, esse tipo já vem pronto, precisando somente ser instalado no local. Por ser feito em metal, a transferência de calor é bastante eficiente, além de ter um visual diferente e cheio de personalidade.

lareira17