Categoria: Tapetes

Alguns objetos e móveis são mais duráveis e não podem ser mudados com tanta frequência, outros, como os tapetes, podem ser trocados, se for o caso. Assim, eles podem ser apenas parte complementar da decoração, ou a peça coringa, que vai dar o toque especial que você tanto deseja.

tapete

Nem sempre o mais bonito é o melhor. Tenha em mente as medidas de onde o tapete será utilizado, as cores e estilos dos móveis utilizados nesse espaço também são fatores decisivos na escolha.

tapete2

tapete3

 

Quadrado ou redondo não é apenas uma questão de gosto pessoal, é preciso coerência na escolha. Formatos diferenciados do quadrado são ideais para ambientes descontraídos.

tapete4

tapete6

Por mais colorida que a casa seja, uma cor escolhida ao acaso pode destoar de todo o resto. Estampas ousadas demais, coloridos exagerados, tudo isso exige uma dose de bom senso. Mescle tudo de forma harmônica.

tapete9

tapetes5

Escolha pensando na função que o tapete poderá exercer. Em alguns ambientes ele pode ser deixado em um canto, apenas para descanso dos pés, em outros, é o tapete ampliará a sensação de conforto e, por isso, acabará ocupando lugar de maior visibilidade.

tapetes6

Se você tem muitos animais e crianças em casa pense bem antes de optar por um tapete. Escolha tons mais escuros, mais fáceis de serem limpos e retirados.

tapete1

Lembre-se, ao adquirir um tapete é importante informar-se sobre a forma de higienização do mesmo. Escolha matérias-primas de fácil manuseio, que não exijam tantos cuidados especiais, a não ser que você tenha tempo para dedicar a isso.
E se precisar de sofás, poltronas, almofadas e outros detalhes para combinar com o seu tapete, procure por mim. Será um prazer ajuda-lo a compor o seu ambiente.

tapetes8

Aficcionados por estilo e decoração provavelmente não abrem mão de um belo tapete, e assim eles adquirem cada vez mais fãs.

Vou dar algumas dicas se você tem dúvidas de como usa-los, elas podem te ajudar!

1. Ambiente grande = Tapete grande! Tapetes pequenos só se salvam quando são assimétricos ou propositalmente não têm a mesma forma que a sala, como os tapetes redondos ou as composições de tapetes.

tap

2. Deixe o tapete “respirar”. Procure deixar pelo menos 20cm de borda livre de piso ao redor do sofá, para que o tapete não passe a ideia de carpete. Isso traz leveza pro ambiente, além de valorizar seu piso.

3. Deixe o tapete ultrapassar os limites do sofá. É crucial que o sofá passe pelo menos 30cm de cada lado do sofá, pois as mesas laterais vão precisar desse apoio. Optar por um tapete do tamanho do sofá daria uma sensação de achatamento ao ambiente.

tap7

4. Pernas dos móveis devem ficar em cima do tapete. Essa não é uma regra fixa pra todas as pernas dos móveis, mas o ideal, certamente, é que pelo menos as pernas da frente de poltronas, cadeiras, pufes e sofás fiquem realmente em cima do tapete. O que acontece se não ficarem? Vai passar a sensação de que o tapete é pequeno demais pro ambiente.

tap5

5. Combine os tapetes. Em ambientes grandes e conjugados, como salas e sala de jantar, é comum utilizarmos diversos tapetes. Procure combinar esses tapetes entre si. Não precisam ser iguais, mas procure o diálogo estético entre eles.

tap4

6. Use e abuse dos tapetes nos halls e circulações. É comum percebermos corredores vazios e tediosos. Se não há espaço para um simpático aparador ou prateleira para quadros, abuse dos tapetes coloridos e geométricos para trazer personalidade, assim como na cozinha.

tap1

tap3

7. Não tenha medo de estampas. As estampas geométricas, animais e florais estão super em alta. Para uma decoração mais conservadora, abuse dos tapetes e almofadas e opte por tons como branco, cinza e offwhite para os móveis estofados. Para uma decoração ousada, não tenha medo de testar diferentes combinações. Testando é que a gente chega lá.

tap6

8. Resgate seu tapete pequeno e querido. Se você possui uma herança de família fantástica ou simplesmente um mimo de tapete que não quer se desfazer, não se desespere. Uma solução que pode enaltecer essa peça é utilizar um tapete maior e neutro que ocupe toda a sala e usar esse tapete menor para um canto de destaque. Opte pelos tapetes de sisal ou juta, por serem despojados e neutros.

tap2

Engana-se quem pensa que o tapete é um simples acessório. Ele é o responsável por dar conforto, personalidade e, acredite, aumentar ou diminuir os ambientes, já que é um delimitador de espaço.

tapete

Do mesmo jeito que não usamos quadros iguais nas paredes, não é legal usar tapetes iguais, ou sequer parecidos, lado a lado. Ouse com estampas, materiais e estilos diferentes. Para não errar, escolha um elemento em comum entre todos e as demais peças da decoração, como uma cor, por exemplo. Ou aposte em um tapete estampado ou de cor forte, combinado com outros tons neutros. Vale até mesmo a sobreposição. Use a criatividade.

tapete5

tapete2

Veja abaixo as indicações de tamanhos, posicionamentos e materiais para cada canto da casa.

– Sala
Reserve seu melhor e maior tapete para este que é o principal espaço de convivência da casa. Mas tenha em vista o fluxo de pessoas no espaço para buscar materiais mais resistentes ou delicados.

tapete7

Peças grandes, que permitem posicionar todos os móveis do living em cima, trazem sensação de amplitude. Já os menores, restritos ao centro da sala, sem chegar ao sofá, dão efeito inverso. Existe também a opção de deixar alguns móveis para fora, como a mesa lateral. Mas sempre respeite a regra de que o tapete deve ultrapassar os pés do sofá pelo menos 10 cm. Só tome cuidado para não exagerar no tamanho e transformar o tapete em carpete, o que desvalorizaria a peça.

tapete6

– Sala de jantar
Duas funções primordiais justificam a presença de tapetes neste ambiente: criar uma moldura para a mesa de jantar e facilitar a movimentação das cadeiras. Para isso, escolha uma peça cujo tamanho ultrapasse o tampo da mesa de 70 cm a 1 m, para acomodar as cadeiras sem que nenhum dos pés fique fora do tapete mesmo quando forem usadas. Se a sala de jantar for integrada ao living, não se preocupe em combinar os tapetes.

dinner0

– Sala de TV
Conforto e acústica são palavras-chave na escolha do material do tapete para o home theater. A altura dos fios pode ficar entre 10 e 15 cm e os modelos sintéticos garantem maior durabilidade. Em relação ao tamanho, prefira aqueles que se encaixam debaixo do sofá, dando unidade ao ambiente.

tvr9

– Quarto
Este é o espaço do aconchego, então escolha um modelo com textura agradável ao tato, como os com fios de nylon de até 30 cm ou seda. Tapetes que calcem a cama e ultrapasse a largura em 70 cm cada lado são os ideais.

tapete4

tapete1

tapete9

Para compor uma decoração bacana, é muito importante que todos os elementos do ambiente se complementem e gerem harmonia. Escolher um estilo de décor, muitas vezes, é uma boa saída, porém, todos os elementos precisam ‘conversar’ entre si, gerando o efeito esperado. Os tapetes, por exemplo, podem se tornar um item complementar para criar um ambiente diferenciado.

tapetes

Eles dão um toque a mais no ambiente, porém, não devemos esquecer de suas variadas funcionalidades: podem abafar o ruído (principalmente no caso dos apartamentos), são fáceis de transportar e esconder algumas imperfeições contidas no chão, dão uma aquecida no ambiente e, sem dúvida, arrematam a decoração.

tapetes9

tapetes4

tapetes8

É por estas e por outras que este aliado no décor merece nossas considerações e algumas dicas para usá-los e escolhe-los de forma correta!

tapetes5

Coloridos, neutros, com diferentes texturas, formas e tamanhos. Por isso, é muito importante ter em mente que o mais bonito, nem sempre é o ideal para as necessidades do seu espaço. Os tapetes redondos, por exemplo, são mais usados em ambientes descontraídos e também acabam sendo uma boa saída para ambientes que não possuem muito espaço. Já os retangulares, mais retos, são ideais para a sala de jantar e living.

tapetes2

Podem ter estampas e cores diferenciadas, mas sempre se deve utilizar o bom senso, já que o item não deve ser encarado como um elemento à parte do espaço – pode se mesclar estampas, desde que elas estejam dentro do mesmo tom. Uma dica é dosar os móveis de cores mais neutras, caso os tapetes sejam mais coloridos e vice-versa.

tapetes10

Prefira os mais fofinhos para as áreas como a sala e quarto, e os mais simples e práticos para onde podem ser sujos com mais facilidade como a sala de jantar, banheiros e cozinha.

tapetes7

tapetes3

tapetes6

tapetes1

Para além do seu efeito decorativo, os tapetes também tem algumas funcionalidades: manter o chão aquecido, principalmente no inverno, não permitir que os móveis, como as mesas e cadeiras da sala de jantar, sejam arrastados diretamente no chão, o que para além de provocar um ruído desagradável, também pode, dependendo do tipo de material da superfície, causar arranhões no chão.

TAPO
Há no mercado vários tipos e modelos de tapetes: desde os artesanais passando pelos industrializados, de material, tamanho, formato, cor e texturas diferentes.
Este guia o vai ajudar a escolher o melhor tipo de tapete para a sua casa.

TAPO8

O tapete deve ser o último elemento de decoração a ser escolhido. É este elemento que deve combinar com toda a decoração e não o contrário.
Numa sala simples, para dar alguma sofisticação escolha um tapete numa cor forte com desenhos ou texturas extravagantes.

TAPO5
Para a sala de jantar, escolha um tapete sem pelos e que seja fácil de lavar e secar. Isso evita acúmulo de alimentos e, em casos de incidentes, é muito mais fácil de limpar.
Pode combinar mais de um tapete no mesmo ambiente, mas atenção, se um dos tapetes tiver estampa, os outros devem ser lisos.

TAPO4

TAPO7

TAPO6
Tapetes em tons escuros exigem decoração em tons suaves. Caso contrário, o ambiente fica com um ar pesado.
Os tapetes combinam com qualquer tipo de piso.

TAPO3

O tapete, na sala, deve ficar sempre com as pontas em baixo do sofá e com uma parte do piso a mostra, como uma moldura.

TAPO2

TAPO9

TAPO1