Le Petit Chouchou


Barzinho em casa: ideias práticas e charmosas para acomodar bebidas

É comum pensar que somente residências com muitos espaços podem se dar ao luxo de ter espaço para um bar ou adega. Como já mostrei aqui várias vezes, isso não é verdade: existem vários cantinhos da sua casa que podem servir para armazenar suas bebidas e serem também um espaço para receber. Mais prático ainda é utilizar um aparador e criar você mesmo o seu mini bar na sala, por exemplo.

E, para te inspirar, veja ideias de decoração para criar o seu espaço à sua maneira. Do delicado ao rústico, e do clássico ao moderno: separei inspirações e dicas para todos os estilos! Confira:

TENDER9

1. Carrinho de chá estilizado
Tem pouco espaço? A solução ideal é o carrinho de chá: o móvel ocupa muito pouco espaço e raramente exige reformas ou obras para ser acomodado.

 

Com diversos modelos disponíveis, escolha um que tenha o estilo do seu ambiente. Metais mais escuros combinam com um ambiente industrial, e o carrinho de chá em madeira é um modelo que vai do clássico ao moderno.

TENDER6

Para quem quer ousar de maneira fácil, uma boa ideia é optar por modelos em formatos diferentes, como este carrinho de chá circular na foto abaixo.

TENDER

2. Bandejas
Uma bandeja pode ser tudo o que você precisa para montar e decorar o bar na sua sala. A bandeja-bar é uma forma simples de receber e, da mesma forma que o carrinho de chá, o material da bandeja dará o tom da sua decoração.

TENDER8

3. Aproveite móveis antigos
Uma solução cheia de estilo e prática é adaptar um armário ou móvel antigo para criar o seu bar, e usar as próprias taças e garrafas como decoração. O resultado é elegante, criativo e clean.

TENDER3

TENDER7

4. Marcenaria
Uma marcenaria inteligente, às vezes, é o suficiente para destacar o seu bar ou adega.

TENDER4

Com um bom planejamento, as soluções de marcenaria tornam o espaço funcional, elegante e moderno.

TENDER1
5. Copos pendentes
Para quem não quer ousar muito, mas ainda assim quer dar um charme especial, taças e copos pendurados são um clássico. Eles funcionam bem em praticamente qualquer decoração, e são altamente funcionais também.

TENDER5
6. Estilo rústico
Tem uma parede de pedras? Crie um espaço rústico! Materiais naturais, como a madeira, e tons terrosos são a chave para integrar seu bar à decoração da sua sala.

TENDER2

Colocar suas bebidas em garrafas estilizadas é a maneira mais fácil de decorar. Usando copos de cores e tamanhos diferentes, você pode criar um mini bar de forma simples e prática.

CABECEIRAS ORIGINAIS

Com o uso cada vez maior de cama box, a cabeceira se tornou uma fonte de inúmeras dúvidas e infinitas possibilidades.

Elas são úteis para a fixação da cama em uma posição, delimitar os espaços, além de tornarem o ambiente convidativo e aconchegante.
Muitos arquitetos e designers tem optado em não utilizar cabeceiras nas camas, preferindo, por exemplo, papéis de parede, adesivos, portas e janelas antigas, tapetes e até bandeiras, é uma maneira de inovar, principalmente quando encontramos clientes mais abertos a novidades, além de muitas vezes ser mais econômico em comparação com cabeceiras tradicionais.

cab4

Quer fugir do tradicional? Então aposte em tapeçarias como cabeceira. Elas podem ser coloridas e se tornar o ponto focal do projeto, ou então ter as cores da paleta da decoração e compor o visual final.

cab

O mesmo vale para os tecidos.

cab1
Reaproveite madeiras já sem função.

cab2

Encaixe-as e utilize pequenos pedaços na face posterior para fixá-las.

SONY DSC
Ótima opção para reaproveitar janelas e portas antigas e já sem uso, demarque na parede com fita adesiva para posicionar corretamente as peças.

cab5

cab6

Utilizando um tecido adesivo, corte a cabeceira no tamanho e formato desejado.

cab7

Cole na parede cuidando para que não fique torto.

cab8
Quer deixar um momento eternizado? Faça um quadro daquela foto especial e pendure-o sobre sua cama. 

cab10
Tinta é forma rápida e fácil de transformar um ambiente.

cab13

Que tal dar um up com azulejos?
O principal ponto a favor desse tipo de cabeceira está na higienização. Isso porque a cerâmica tem acabamento esmaltado, o que faz com que sua superfície não apresente porosidades. Graças a essa condição, é muito mais simples limpar o revestimento e evitar o acúmulo de sujeira.

cab14
Bandejas também mudaram da copa para o quarto.

SONY DSC

Deu bandeira por aqui também.

cab12

Um quadro importante para você pode trazer alegria.

cab9

Por fim, mas não menos importantes, as esteiras arrematam o décor.

cab15

Dicas de como aproveitar os vãos e cantos da casa

Áreas até então desperdiçadas transformam-se em espertas soluções para quem deseja ganhar espaço e fugir do óbvio. Otimize o ambiente e ganhe elementos de decoração.

1. DIVISÃO ABERTA
Para aproveitar a luminosidade vinda da janela, pode trocar uma parede entre as salas por uma estante vazada.

parte

Além de integrar os ambientes, o móvel exibe livros e acessórios.

parte1

2. GALERIA NA CIRCULAÇÃO
No meu caso, aproveitei os degraus da escada que leva aos quartos, para apoiar meus livros e alguns objetos sobre eles.

1CA97823-F7CB-4841-BF4B-9B79843F15E6

97A3791D-528B-4A69-9772-917E3E4D3203
3. ESCONDE-ESCONDE
Aquele espaço famoso ” debaixo da escada ” ganharam um nicho suspenso sob medida e quadros.

parte2

4. ITENS ESCONDIDOS

Móveis com mais de uma função são ótimos aliados para organizar objetos.

parte4

A cristaleira, além de abrigar os pratos de uso diário, ganhou status de bar acima, enquanto o móvel antigo de farmácia expõe objetos e livros.

parte5

5. ESTANTE NO VÃO
Aqui o espaço embaixo da escada foi transformado em home bar. A estrutura feita em madeira abriga garrafas, discos e taças.

parte6
6. APOIO ELEVADO
A disposição de prateleiras criaram um suporte extra para abrigar livros e objetos de valor sentimental.

parte7

parte10
7. SURPRESA CONTORNADA
Se ao demolir a parede que separava dois ambientes restar uma coluna estrutural, o ” incomodo ” pode ser contornado recebendo tinta de destaque e pratos.

parte11

8. LÁ NO ALTO
A área superior da parede, próxima ao teto, costuma ser esquecida, mas, por isso mesmo,
merece atenção especial.

parte12

 

Ou ainda instale um paneleiro, e tire proveito deste espaço que ajuda a organizar sem atrapalhar o uso da bancada.

parte13

Casas pós- pandemia

O que muda no morar após a pandemia do coronavírus? Não é exagero dizer que nunca passamos tanto tempo dentro de nossas casas. Neste período descobrimos novas necessidades, ambientes subaproveitados, e outros que carecem de mais conforto. Em termos de arquitetura, o combo boa entrada de luz natural e ventilação cruzada passa a ser mais valorizado.

pan7
Historicamente, estes momentos de crise mundial relacionados à saúde influenciam a arquitetura residencial. Na Idade Média, por exemplo, a peste bubônica transformou os ambientes. Na época, as casas quase não possuíam entrada da luz do sol, já que as ruas eram becos bem estreitos. Logo após a disseminação da doença, o espaço público mudou para que as residências pudessem receber melhor iluminação natural.

Desta vez, as mudanças acontecem na maneira como vivemos. Especialistas apontaram as novas demandas da casa pós-pandemia.

1. Espaço de higienização

As questões sanitárias estão sendo meticulosamente revisadas nas residências. Algumas pessoas já tratavam os espaços externo e interno como ambientes distintos, retirando os sapatos antes de entrar em casa, lavando as mãos logo ao chegar da rua, entre outros hábitos.

pan

Neste momento, esses hábitos estão sendo incorporados de forma ainda mais acentuada e os espaços domésticos vão sendo adaptados. A tendência é que surjam nas residências espaços pensados especificamente para essa transição do dentro e fora de casa.

pan1
2. Projetar a partir das atividades
Não devemos desenhar cômodos da casa, como quartos, sala ou cozinha. Algumas vezes faz mais sentido desenhar as atividades da casa, como trabalhar, comer, dormir, se divertir e pensar a partir das atividades, mais do que nunca, será revisto pelos arquitetos.

pan3

Por exemplo, trabalhar pode ser feito em diferentes ambientes, como varanda ou quarto. Então, teremos mais flexibilidade, como painéis que deslizam, móveis com rodízio, iluminação flexível.

pan2
3. Delivery
Deve vir um novo dinamismo de entregas externas nas construções – o acesso do entregador no futuro, virá em um espaço “passa prato”. Uma logística de entrega externapode ser criada visando o menor contato.

pan4

4. Horta em casa

Acredito que o cuidado com a alimentação entra como um ponto crucial neste momento pós-pandemia. As pessoas passarão a optar por ter pequenas hortas em suas casas e apartamentos a fim de cuidar cada vez mais da sua alimentação diária.

pan6
5. Plantas dentro de casa
Já existia o urban jungle, e já dávamos valor ao alimento querendo saber a procedência do que consumíamos. Mas, agora, torna-se regra e também necessidade. Pois, vamos precisar cada vez mais do contato com a natureza e como o real/o táctil.

pan8
6. Home office
A volta do uso constante do home office que exigirá um local adequado na casa com privacidade e bom sinal de internet. Este é um quesito que tem aumentando a demanda nos projetos já.

pan10

Por isso, biombo, divisores, cortinas ou painéis dão mais privacidade para este ambiente. Assim como investir em uma cadeira mais confortável.

pan9

7. Vida ao ar livre
A casa como seu refúgio de lazer. Então, imóveis com varanda e boa entrada luz natural serão ainda mais valorizados. Acredito que as pessoas estão muito mais sensíveis ao uso de cada cantinho da casa. E a conexão com a área externa é cada vez mais a prioridade.

pan12

Os ambientes terão mais iluminação natural e serão mais ventilados. A combinação reduz o uso do ar-condicionado e melhora da qualidade do ar. Os ambientes serão mais integrados com a área externa. E o jardim ganha status de espaço para as família curtir. 

8. Revestimentos
A casa tem abraçado a gente. Materiais que são mais confortáveis ganham destaque: algodão, linho, mantas. Os tecidos e as tramas nos remetem ao aconchego, deixam a casa com carinha de gostosa.

pan14

Mesmo antes da pandemia e da quarentena, materiais e revestimentos de difícil limpeza e manutenção já estavam sendo questionados. Refletir sobre a assepsia dos materiais no projeto residencial agora é pré-requisito, não só por praticidade ou custo, mas por questão de saúde.

pan15
9. Limpeza
Vamos querer equipamentos de limpeza mais eficientes e que facilitem a faxina, assim como passaremos a valorizar mais móveis suspensos e fáceis de limpar.

pan16
10. Cantinho para relaxar
Buscaremos nos acalmar das formas mais alternativas possíveis. Portanto, teremos que reservar um espaço para isso. Teremos menos objetos, acumularemos menos, porém, os objetos que acumularmos terão um valor maior.

pan17
11. Consumo consciente e redução da produção de lixo
Acredito que as pessoas pensarão mais para comprar, consumir e descartar. O consumo desenfreado tende a cair. As pessoas passarão a comprar mais em função da necessidade. Assim como estão mudanças no estilo de vida serão realizadas para reduzir o impacto no meio ambiente.

pan18

Maneiras de decorar o aparador

Um bom aparador é item essencial para deixar o décor da casa ainda mais prático e descolado. A peça pode ser usada na sala de jantar, living, no hall de entrada e até no quarto. 

Uma das melhores funções do aparador é a sua facilidade para guardar objetos pequenos e os mais delicados, separados daqueles usados no dia a dia, que resultam em maior atrito e contato.

CONS2

Por isso, uma ideia boa é usar o móvel na cozinha ou na área do jantar, café da manhã, para, justamente, acolher itens culinários por trás das portas.

CONS3

Esculturas, vasos, livros e luminárias compõem a decoração.

CONS1
Ter plantas em casa virou quase uma religião, principalmente entre os que vivem em cidades agitadas como São Paulo. E se for o caso, nada melhor do que aproveitar o espaço do aparador para colocar as plantas e decorar algum ambiente de passagem da casa.

CONS5

CONS4

Brinque com quadros ou outros objetos, no quarto, para tirar a obviedade.

CONS
Muitos não sabem como decorar o hall de entrada, às vezes por falta de ideias ou por falta de espaço.

CONS6

Para ambientes menores, o aparador estreito é perfeito para não atravancar a passagem, serve de apoio para itens necessários e ainda dá as boas vindas para quem chega. 

CONS7

A sala é estreita, mas bem aproveitada, com poltronas e sofá distribuídos e o aparador ao fundo,  para guardar outros itens.

CONS8

Sobre ele, garrafas, quadros e vasos dão volume ao décor.

CONS9
Trabalhar com o que se tem em casa é, além de uma grande forma de exercitar o poder da decoração, uma maneira de renovar as energias e ressignificar algumas coisas.

CONS11

Neste cantinho, o aparador é o móvel transformador do espaço – sobre ele itens garimpados se misturam em harmonia.

CONS10