Le Petit Chouchou


Como escolher o sofá certo para o seu espaço

Como escolher sofá tem pegadinha. Por isso, neste post eu te ensino como escolher sofá em 7 passos.

Para não errar na hora de escolher o sofá você tem que responder estas 7 perguntas:

1. Como eu vou usar o ambiente?
2. Quanto espaço eu tenho?
3. Qual é o tecido mais indicado pra mim?
4. Que cor devo escolher?
5. Quanto eu posso investir?
6. Qual modelo combina mais com as coisas que eu já tenho?
7. O modelo que eu escolhi é confortável?

Siga esse passo-a-passo:

1. Defina como o ambiente será usado. Você está escolhendo um sofá para que ambiente? Sala, sala de TV, quarto de hóspedes, de brinquedos?

O sofá perfeito para uma sala de TV, macio e profundo, vai ficar desconfortável em uma sala  voltada para a convivência e o bate-papo. O assento profundo e mole dificulta na hora de sentar e levantar e pode deixar as visitas constrangidas.

sofa

Se a sua sala é multifunção e o sofá será usado para receber e ver TV, você tem 3 opções:

Sofá retrátil
Não é a minha opção favorita já que geralmente estes modelos são do tipo “trambolho”, quer dizer, braços e encostos gigantes que comem mais da metade da sala.

Sofá com chaise
Esta alternativa é simpática se a sua sala for retangular e comportar um modelo de 3 lugares.

sofa2

Sofá “magrinho” com pufes
Minha alternativa preferida para ambientes pequenos. Use pufes no lugar da mesa de centro e quando for ver TV use-os para se espalhar. Não se esqueça das almofadas confortáveis.

sofa3

2. Descubra o tamanho ideal do sofá

O tamanho da sua sala que vai determinar o tamanho do sofá.

Meça sua sala e faça um esboço com os móveis que você quer usar.

Considere um mínimo de 60cm livres de cada lado do sofá para que sua sala não fique com aquela sensação de “peru no pires”.

Sofás de 2 lugares geralmente medem em torno de 160 cm e os de 3 lugares em torno de 200 cm.

Evite sofás com profundidade maior do que 100cm em ambientes pequenos, é desperdício de centímetros preciosos.

Sofás com pés aparentes dão maior leveza aos espaços e funcionam bem em ambientes pequenos.

Não se esqueça de medir a largura das portas, elevadores, escadas e outras passagens para não ter surpresas desagradáveis na hora da entrega.

sofa0

3. Escolha o tecido do estofado

Você mora sozinha? Tem filhos ou pets?

Não preciso nem falar que sofá branco ou de tecidos como seda, está fora de cogitação se você tem crianças ou pets, certo? Se este é o seu caso prefira tecidos duráveis (tipo lona ou jeans) em cores escuras, couro natural, tecidos para áreas externa tipo “acquablock” ou capas removíveis e laváveis.

Aqui em casa todos os meus sofás são da capa de sarja lavável e estão comigo há mais de treze anos, faço a conta pela idade da minha filha mais velha.

Se você não tem crianças, suas opções ficam mais interessantes:

– Sarja peletizada

É macia, 100% algodão portanto natural e pode ser encontrada em uma variedade incrível de cores. É o melhor tecido para capas de sofá.

sofa7

sofa8

– Linho

O linho sintético tem a vantagem de poder ser impermeabilizado e como não amassa como o linho natural dá um aspecto mais “comportado” ao móvel. Contudo o linho natural tem toque macio e textura “amassada” que dão um toque aconchegante e rústico aos móveis.

sofa10

– Chenille

É o campeão dos estofamentos, o tecido mais encontrado no revestimento de sofás. Ele é o mais popular revestimento de sofás por sua durabilidade e preço mas vamos combinar que não é dos mais bonitos.

sofa9

– Sued

Este tecido também é muito popular.

Se puder escolher entre chenille e sued, escolha o último. É um tecido resistente mas com um toque mais macio que o chenille. Cuidado com os sueds de aspecto “molhado” e brilhante.

Dica de Designer:

Peça amostras do tecido antes de comprar, muitas lojas online enviam uma pequena amostra pelos Correios se você pagar o valor do envio.

4. Escolha a cor do tecido

Se optar por um sofá de cor escura e seu piso também for escuro, use um tapete claro para criar contraste e destacar o sofá. Antes de se decidir por uma cor clara ou escura, avalie a “base” do ambiente, quais são as cores do piso e das paredes?

Se suas paredes e piso são claros e você decidir usar um sofá claro procure usar acessórios com texturas naturais ou cores vibrantes para a decoração não ficar sem graça.

sofa1

Posso usar sofá colorido ou estampado? Claro!

O sofá é um móvel que vai viver com você por muitos anos, assim, a aposta mais segura é optar por cores neutras como tons terrosos, preto, bege ou cinza. Algumas cores contudo podem funcionar como neutros, como alguns tons de azul, por exemplo.

Se quiser ousar e optar por um sofá coloridão ou estampadão, escolha primeiro o sofá e defina o resto da decoração da sala em função dele.

sofa4

5. Defina uma faixa de preço e pesquise as opções

Use e abuse da internet, pesquise, pesquise.

E prepare-se para descobrir que talvez o sofá dos seus sonhos não caiba no seu orçamento. Esteja preparada para mudar a cor ou o tecido escolhido, não é nenhum fim do mundo.

Evite a todo custo a tentação de comprar o que eu chamo de “sofá genérico”, que o que parece barato agora pode sair caro.

sofa5

6. Avalie qual modelo combina com as coisas que você já tem.

A melhor forma de fazer isso é criar uma colagem. Imprima fotos de todas as peças e cole-as lado a lado em uma folha de papel. Observe qual dos sofás se encaixa melhor na decoração.

Você também pode fazer a colagem virtualmente usando um software como o Powerpoint.

7. Teste o conforto da peça

Agora que você já sabe o que está procurando é hora de bater perna. O objetivo aqui é testar o conforto e a qualidade da peça mas também conseguir uma boa negociação.

Conforto:

USE o sofá como se estivesse em casa, não tenha vergonha.

As almofadas são macias? O tecido tem um toque agradável? O assento é confortável? A profundidade funciona pra você? Os braços tem a altura certa?

sofa6

Qualidade:

FAÇA perguntas sobre a estrutura interna do sofá.

É de madeira? De que tipo? Usa molas e percintas elásticas? E a espuma, qual a densidade? Se o modelo for retrátil, o mecanismo funciona sem travas e barulhos?

Um sofá de qualidade tem estrutura de madeira sólida (nada de compensado), percintas elásticas no encosto, percintas e molas nos assentos, espuma com densidade mínima D-28 coberta com manta de espuma ou fibra.

Dica de Designer

Faça o teste: levante o sofá por uma das quinas, se o outro pé frontal não sair do chão é sinal de que a estrutura é muito fraca.

Pronto! Sofá escolhido só falta comprar.

Lembre-se que um sofá representa um investimento alto então não apresse a compra. Não se sinta na obrigação de comprar só porque você está na loja.

Peça um orçamento detalhado com valores, descontos, custos de entrega, prazos de pagamento e informações sobre a política de devolução. Negocie!

Como escolher sofá agora ficou mais fácil?
Curtiu? Que tal compartilhar?

Dicas de como decorar a mesa e servir almoço e jantar em casa

Receber bem é a mistura de vários ingredientes, como numa receita. Não importa onde. A primeira, e mais importante, é fazer com que os convidados se sintam à vontade; até mesmo dentro de grande formalidade tem que se ter um mínimo de descontração! Sem pretensão de querer ensinar nada, queria dar umas dicas simples que fazem, na minha opinião, uma pequena diferença!

sexta

sexta9

  • Velas

    São para serem usadas à noite, jamais de dia! Ou seja, nunca, em nenhuma hipótese, acenda velas em almoços e, de preferência, retire as velas da mesa durante a refeição do dia. Ponha flores, objetos ou mesmo nada! Durante o dia qualquer coisa é melhor do que velas.

    sexta2

sexta12

sexta7

  •  

    Jogos americanos e toalhas de mesa

    Use e abuse de palha, linho, algodão e afins para o dia. Os jogos americanos eu prefiro de dia também, mas nada impede de usa-los a noite.

    sexta5Deixe as coisas mais sofisticadas para a noite. Vale uma toalha imponente, guardanapos de linho, sousplats, velas e taças.

    sexta11

sexta13

 

  •  

    Arranjos de flores

    Capriche! Flores são uma alegria e enfeitam qualquer mesa. Só tome cuidado para usar buquês baixos em almoços e jantares sentados, para não atrapalhar a visão e, consequentemente, a conversa com quem está do outro lado da mesa.

    sexta4

sexta6

Arrase em arranjos altos se for fazer um jantar em pé para mais gente, ou ainda no aparador.

Cuidado com flores cheirosas na mesa, muitas vezes ofuscam o cheirinho gostosa da comida.

  •  

    Talheres

    Dentro da convenção social mundial, os talheres são dispostos sempre assim: garfos à esquerda, facas e colher de sopa à direita.

    sexta10

  • Quando os talheres de sobremesa ficam colocados na mesa, as posições são simples. É como se fizessem um balé com os talheres que estão ao lado, assim: primeiro “desliza” a faca, ela sai da direita e entra logo acima do prato; em seguida “desliza” o garfo, que entra acima da faca e, por fim, a colher, que entra acima do garfo. Se não for preciso usar faca para cortar nada, use só o garfo e a colher.

sexta3

sexta1

 

DE BANDEJA

Não sabe o que fazer com um pedaço de parede branco com espaço suficiente para receber uma obra de arte que não está dentro do seu orçamento? Quem sabe a solução não esteja entre aqueles objetos da casa que você anda subestimando? Olhe para as suas bandejas com a visão de um curador, afinal faz tempo que elas deixaram de servir um cafezinho somente.

BANDEJA16

As bandejas deixaram de pertencer somente à cozinha e isto não é mais novidade. Todos os cantinhos da casa podem ser decorados com bandejas, que vão além da funcionalidade. Com criatividade e descontração elas podem deixar os ambientes muito mais bonitos e organizados.

BANDEJA0

BANDEJA2

As bandejas são muito versáteis e você pode usá-las de várias maneiras. Estão disponíveis nos mais variados modelos, desde os mais sofisticados até os mais modernos e ousados.

BANDEJA5

 

Já pensou em pendurá-las na parede? 

BANDEJA4

BANDEJA6

BANDEJA7

BANDEJA8

Além de desempenharem o papel de quadros, ainda ganham outras utilidades.

BANDEJA9

BANDEJA3

BANDEJA13

BANDEJA15

Você ainda pode usá-las como cabeceira de cama.

BANDEJA10

Apoiada em prateleiras.

BANDEJA14

E ainda podem ganhar um suporte e ser sua próxima mesa de centro.

 

bandeja1

Que tal tirar aquela bandeja que ficou esquecida no armário e dar novos ares a elas? 

5 dicas para montar um bar em casa

Se a ideia é receber bem, ter um espaço especial para as bebidas é sempre bem-vindo. Por isso, que tal criar um cantinho para bar em casa? Reuni algumas dicas e várias inspirações para você. Boas comemorações!

carro1

1. Defina o ambiente

A festa pode ser na sala, sala de jantar, na cozinha ou na área externa. Qualquer um destes ambientes consegue abrigar bem um espaço de bar dentro de casa. Não precisa ser grande. A prioridade é ser gostoso e estar, preferencialmente, na área de convívio.

carro2

carro6
2. Invista nas bandejas

Na hora de acomodar as bebidas, invista em bandejas para organizar e delimitar a área. Elas são uma excelente opção para quem não tem muito espaço dentro de casa para ter um móvel específico para o uso. Uma simples bandeja sobre um aparador já faz o bar acontecer.

carro4.
3. Aposte nas garrafas e nos copos com design

Além de escolher o espaço físico e o suporte, é necessário pensar no que dá bossa ao cantinho. É legal selecionar bebidas com garrafas especiais. Outro detalhe que faz a diferença é misturar objetos, como vasos, caixinhas, copos, taças, velas e até quadros.

carro3

carro7

4. O charme do carrinho de chá

Uma das maneiras de criar um bar versátil é investir nos carrinhos de chá. O carrinho é bem versátil, pode cumprir a função de bar, de mesa lateral para o sofá ou ainda ser levado para outro ambiente, considerando que possuem, na maioria das vezes, rodízios.

carro9

5. Aproveite o aparador

Um bom móvel para usar como bar é o aparador. Aparadores, armários e cômodas também servem como apoios em conjunto com bandejas e seus arranjos escolhidos.

carro5

carro

Acho interessante utilizar um item multifuncional, como é o caso destes móveis, que faz as vezes de bar e também pode ser usado para outras funções também.

carro8

carro10

Decoração descolada: ideias para ocupar as paredes de casa sem ser óbvias

Acabou de se mudar? Não tem aptidão natural para decoração de interiores? Qualquer que seja seu caso, existe uma enorme probabilidade de você fazer parte do grupo de pessoas normais possuidoras de uma – ou mais – paredes peladas em casa.

Mas não se aflija: a ausência de personalidade arquitetural pode ser contornada facilmente lançando mão de artimanhas decorativas que, além de preencher o espaço vazio, também deixam o ambiente muito mais aconchegante.
Pendurar quadros, fotos e posters de cinema e música de tamanhos diferentes e com molduras distintas, por exemplo, é uma opção descomplicada e bacana que entrega os gostos dos habitantes do local.

framo

Trabalho demais? Então aposte nestas ideias de mais fácil execução, já que não envolvem pregos, martelos e furadeiras: deixe as sugestões acima no chão ou passadeira e as apoie na parede, móvel ou canaletas e prateleiras.

framo4

framo3
Não quer pendurar nada? Apoiar objetos na parede é uma opção descolada!

framo6

framo5

Paredes decoradas com objetos apoiados no chão – fácil e cool!

framo7

Além de organizar, ganchos preenchem e dão charme.

framo8
Que tal uma luminária ou arandela com design arrojado?

framo9

framo10
Espelhos são hit.

framo11
Pintar as paredes com tons vivos é boa -e fácil – ideia!

framo12