Le Petit Chouchou


Mesa de centro decorada em 6 passos e 5 minutos

Saber como decorar mesa de centro não é nenhuma habilidade sobrenatural. Qualquer pessoa pode e deve aprender.

Porque na sua casa você deveria estar rodeada de objetos que te trazem pensamentos felizes.

Neste post eu te ensino como decorar a mesa de centro em 5 minutos usando coisas que você já tem em casa. 

mesa00

Como Decorar Mesa de Centro em 5 Minutos

1. Você vai precisar de:

– 1 Bandeja

– 1 Caixa

– Livros

– Objetos decorativos

– 1 Vela

– 1 Planta

Garimpe os ítens da lista acima entre as coisas que você já tem em casa. Vale vasculhar os armários da cozinha, a estante do escritório e até os armários, sempre achamos um bowl bacana ou uma bandeja legal que a gente nem lembrava que tinha.

mesa0

2. Inclua uma caixa

Uma caixa pode ser fundamental para guardar e decorar

Imagine a superfície da mesa de centro como uma figura geométrica e divida ela em áreas menores. por exemplo, uma mesa retangular pode ser dividida em 3 “fatias” e uma mesa quadrada em 4 quadrados menores.

Posicione a bandeja em uma divisão e a caixa em outra.

mesa1

3. Empilhe alguns livros

Nada transmite mais personalidade do que decorar com livros. Escolha 2 ou 3 livros e empilhe-os do maior para o menor.

mesa2

4. Adicione objetos decorativos

Exiba seus tesouros particulares, aqueles objetos com história que tem significado pra você.

Use a cor para criar unidade.

Use a mesma cor das capas dos livros nos objetos. A repetição faz seu cérebro entender o grupo como um conjunto e deixa o arranjo harmônico.

Use diferentes materiais para criar contraste.

mesa5

Repetição sem contraste pode ficar entediante por isso não se esqueça de variar as texturas, os materiais dos objetos.

mesa4

Misture vasos de vidro e potes de cerâmica, lisos e reflexivos, com bandejas de fibras naturais, que são ásperas e opacas.

Procure incluir um objeto metálico e brilhante para dar um “tchau”.

mesa8

5. Uma plantinha é fundamental

Todo arranjo precisa de um elemento vivo.

Um vasinho de planta, com suas formas orgânicas, traz vida e textura ao conjunto.

mesa7

6. Finalize com uma vela

Habitue-se a acender uma vela na sala, mesmo sem ter visitas, e ganhe uma sala aconchegante e super cheirosa em segundos. Faz o teste e depois me conta.

mesa9

mesa6

 

Decoração de quarto: como arrumar os móveis no ambiente

1. Posição da cama

A cama é o maior e mais importante móvel do quarto e por isso deve ser a primeira peça a ser posicionada.

A posição “ideal” para a cama é com a cabeceira encostada na parede mais longa e preferencialmente “olhando” para a porta mas não alinhada com ela.

bed

Isto porque nos sentimos mais seguros e tranquilos se temos visão total da entrada do quarto.

O Feng-shui diz que quando alinhamos a cama à porta de entrada ela recebe muita energia e seu sono será agitado.

2. Posição do armário 

Em um ambiente retangular devemos ancorar os móveis mais profundos nas paredes menores para preencher melhor o espaço.

Assim, minha sugestão é apoia- los na parede oposta à janela e ao lado da cama.

bed3

3. Parede da janela

Para equilibrar o peso visual do armário, sugiro a colocação de uma mesa na parede oposta a ele, embaixo ou ao lado da janela.

Assim criando um canto de trabalho ou estudo e aproveitando a entrada de luz natural.

bed5

4. TV no quarto

Uma vez posicionada a cama, fica fácil definir a posição da TV. Para que a TV não fique “voando” pelo espaço, o ideal é apoiá-la sobre um móvel, como uma cômoda.

bed6

5. Acessórios

Em um quarto grande, um tapete é fundamental para ancorar a cama e dar aconchego, principalmente se o piso for frio (cerâmica).

bed7

Quadros nas paredes mais longas também é importante para não dar sensação de vazio, principalmente em cima da cabeceira da cama.

bed10

bed8

Uma persiana para vestir a janela e regular a entrada de luz.

bed9

E para completar e deixar o quarto mais aconchegante, luminárias de mesa sobre as mesas de cabeceira e de estudos.

bed11

 

13 Segredos dos Decoradores

O grande segredo dos decoradores é que eles sabem que os detalhes podem “fazer” ou destruir um ambiente.

Enquanto você está preocupada com a cor das paredes e com o tamanho da mesa de jantar, eles se preocupam com coisas que podem parecer besteira, como a altura das cortinas ou a escolha da luminária perfeita.

SEGREDO

13 Segredos dos Decoradores

1. Escolha luminárias simples + 1 peça de destaque

Opte por luminárias de modelos simples e procure uniformizar usando o mesmo tipo, se possível, nos quartos e na sala, assim você não precisa estocar modelos diferentes de lâmpadas e cria uma harmonia no todo.

Mas escolha “A LUMINÁRIA” de destaque, que pode ser um pendente sobre a mesa de jantar ou uma luminária de piso ao lado de uma poltroninha charmosa.

SEGREDO1

2. Pendure as cortinas o mais alto possível

Fixar o trilho ou varão da cortina próximo ao teto faz a parede e a janela parecerem maiores e o tecido deve tocar o chão para não ficar “pula-brejo”.

SEGREDO2

SEGREDO3

3. Crie um ponto focal

Ponto focal é o ponto de interesse de um ambiente.

Nas casas estrangeiras é sempre a lareira, mas aqui pode ser uma vista bacana, uma obra de arte, um móvel. É para este ponto focal que as atenções irão convergir quando o ambiente estiver em uso. Capriche.

 

SEGREDO5

SEGREDO6

4. Exponha objetos cotidianos como arte

A maneira como você expõe um objeto é tão importante quanto o objeto em si.

Se você tem uma parede vazia e não é a hora de gastar muito para comprar arte, garimpe sua casa por objetos utilitários bacanas e faça um arranjo inesperado.

SEGREDO7

SEGREDO8

SEGREDO15

5. Escolha peças multifuncionais

Pufe que vira mesa de centro, aparador que se transforma em home-office e estante usada como divisória. Com os espaços cada vez menores móveis versáteis são fundamentais.

SEGREDO10

6. A tv não é o centro das atenções na decoração

A TV é um ponto focal inevitável, mas isso não significa que o ambiente todo tenha que ficar subordinado à ela. Tente posicionar assentos soltos voltados para o sofá para encorajar o bate-papo.

SEGREDO11

7. Esconda a bagunça com estilo

Caixas e cestas são ótimas para esconder brinquedos em segundos e para guardar as chaves.

SEGREDO12

8. Use plantas e livros como objetos decorativos

Livros não precisam ficar confinados em estantes e plantas não precisam ficar só nos cantinhos. Use os livros como suporte para vasinhos pelas mesas de apoio e veja sua casa ganhar vida.

livro7

9. Misture

Mescle o que você herdou da sua avó, achados de brechó e aquele sofá que você comprou, isso é o que dá personalidade ao seu espaço.

SEGREDO13

10. Use suas bandejas

Objetos que precisam ficar à mão ficam muito mais bonitos quando organizados em bandejas.

SEGREDO14

11. Exponha seus tesouros particulares

Conchas, fósforos, os desenhos das crianças, um brinquedo da sua infância ou a sua coleção de bules de chá são os seus tesouros particulares.

Exibí-los com orgulho é a maneira mais rápida e barata para conseguir uma decoração estilosa e exclusiva.

SEGREDO16

12. Não tenha medo do vazio

Se a pintura sobre o sofá é pequena, não centralize ainda, alinhe pela esquerda e deixe o espaço vazio, assim o quadro não vai dar a impressão de estar “perdido” na parede e depois você completa sua galeria.

SEGREDO20

13. Use suas preciosidades no dia-a-dia

Use a louça que você herdou, e os cristais que ganhou de casamento no dia-a-dia … Se ficamos esperando o dia certo, pode ser que nunca ache que é o dia.

Transforme o cotidiano em um momento especial.

SEGREDO21

Os 3 maiores erros ao distribuir os móveis na sala

Quando uma cliente me fala que usa mais o seu quarto do que a sala é batata, pode contar que ela está cometendo um dos 3 maiores erros ao distribuir os móveis na sala.

É super comum o layout dos móveis ficar esquecido enquanto nos preocupamos com coisas mais divertidas como a cor do sofá ou a estampa das almofadas.

Acontece que a posição e a distribuição dos móveis em um ambiente é a chave da decoração para criar a sensação de aconchego que tanto queremos.

rosca

Não tem complicação. É só você desenhar seu espaço e ficar longe destes erros que dá tudo certo.

Os 3 Maiores Erros ao Distribuir Móveis na Sala

1. Efeito “rosquinha”

Não encoste todos os móveis nas paredes.

Ao contrário do que muita gente pensa, não “aumenta” o espaço, pelo contrário, o resultado é um espaço morto, um buraco sem utilidade no meio da sala que só dificulta a conversação e afasta as pessoas.

Se a sua sala é estreita e o sofá precisa ficar “ancorado” na parede, deixe que os outros assentos flutuem próximos a ele.

rosca2

Prefira posicionar assentos como poltronas ou cadeiras com braços em frente ao sofá.

Se não tiver espaço, posicione os assentos em diagonal ao sofá com um apoio ao lado.

Se a sua sala é grande, divida o espaço em “zonas” por tipo de atividade.

rosca3

Como um grupo de assentos para bater papo ou ver TV, uma poltrona com uma luminária de piso para leitura e uma área de trabalho com uma mesa, uma luminária e uma cadeira para trabalhar, pagar contas, fazer dever de casa.

rosca4

2. Não considerar a circulação

A circulação ou tráfego de um espaço é a maneira como as pessoas entram, saem e se movimentam dentro do ambiente.

Em uma sala, você deve facilitar o acesso ao grupo de assentos principal garantindo que há mais de um jeito de se chegar até o sofá, assim se uma pessoa estiver se levantando não vai trombar com outra que esteja tentando se sentar

Para uma circulação confortável, sem canelas roxas, o ideal é manter um espaço livre de 90cm entre os móveis e entre paredes e móveis.

Na vida real, em apartamentos pequenos essa distância pode cair para 80cm.

rosca7

Não se esqueça de considerar que portas e gavetas também precisam deste espaço livre para abrirem sem obstáculos.

Outro ponto crucial é garantir que não há nenhum móvel bloqueando as entradas do ambiente.

Dar de cara com as costas de um sofá quando se entra em uma casa, é uma barreira física e visual nada convidativa.

rosca6

rosca8

 

3. Ignorar a vista

Considere a vista do assento principal da sala, ou seja, considere a vista do sofá.

Se você tem uma janela com uma vista incrível, arrume os assentos para as pessoas ficarem de frente para ela, caso contrário invente um ponto focal.

rosca1

E não, a TV não é um ponto-focal!

Se a única posição possível para o sofá é de frente para uma TV presa à uma parede vazia use a criatividade.

rosca10

Instale prateleiras ao lado e sobre a televisão e faça um arranjo charmoso com livros e objetos decorativos ou crie uma ” Gallery wall “, galeria de quadros, junto com a televisão, ou ainda invista em outro revestimento para a parede.

rosca9

 

Como arrumar almofadas no sofá como um designer

Sabe como você está sempre à caça daquele truque de decoração baratinho que vai deixar sua casa incrível? Pois então caça encerrada. Eu vou te ensinar como arrumar almofadas no sofá como um designer.

O truque de styling mais barato e eficiente pra deixar sua sala aconchegante e cheia de charme.

almofadas1

 

Como arrumar almofadas no sofá como um designer

1. Defina a paleta de cores

Escolha uma paleta com 2 ou 3 cores, varie a tonalidade das cores e deixe espaço para os tons neutros.

Você pode escolher as cores a partir de uma almofada que você já tenha, isso barateia o custo com novas capas e você não se desfaz de nada que goste.

almofada0

almofada000

2. Varie o tamanho das almofadas

O tamanho padrão de 45x45cm é o mais fácil de encontrar mas procure incluir pelo menos 1 almofada redonda ou retangular para “quebrar” a previsibilidade do conjunto.

almofada3

3. Brinque com as estampas 

Misture a escala das estampas. Veja no exemplo como as almofadas se conversam, apesar das estampas serem diferentes.

almofada11

4. Inclua texturas

Usar cores sólidas em algumas almofadas é um jeito de não se arriscar muito e garantir que o conjunto ficará harmônico. O problema é que apesar de seguro, esse truque pode deixar o conjunto meio sem graça.

Se quiser economizar nas estampas, o antídoto é abusar das texturas. Pense em almofadas bordadas, de tricô ou crochê, tecidos opacos x brilhantes, tapeçarias e etc.

snova0

 

5. Decida a quantidade de almofadas

A quantidade de almofadas ideal para o seu sofá vai depender de 2 fatores:

– do tamanho do sofá

– do clima que você quer criar

Se você quer um clima formal e minimalista 1 ou 2 almofadas resolvem. Se seu objetivo é criar uma atmosfera mais informal e acolhedora, o céu é o limite.

Mas use o bom senso e sempre teste suas composições. Você vai saber se exagerou na quantidade de almofadas, se seus convidados hesitarem na hora de sentar no sofá com medo de “estragar” a arrumação.

Sofás muito grandes precisam de grupos de 2 ou 3 almofadas distribuídas ao longo de seu comprimento.

almofada8

almofadas

6. Arrume as almofadas

A palavra chave para arrumar as almofadas no sofá é equilíbrio.

Comece com as almofadas maiores e de cores lisas ou mais escuras no fundo. Depois vá sobrepondo as almofadas com tamanhos diferentes. O objetivo é atingir uma composição equilibrada, quer dizer, um lado do sofá não pode parecer mais “pesado” do que o outro.

Eu sei, soa meio exotérico mas confie no seu instinto e use a regra da tentativa e erro.

Posicione as almofadas, afaste-se e observe.

almofada7

almofada5

almofada6

almofada9