Le Petit Chouchou


Como dar vida a uma sala neutra

Muita gente me pergunta como dar vida a uma sala neutra, então vamos lá em 3 passos rápidos e fáceis.

1. Inclua pitadas de cor

O primeiro passo é escolher a cor que você quer usar como destaque sobre a sua base neutra.

ponto

Minha sugestão é incluir alguns objetos decorativos como vasos, livros, almofadas e tapete coloridos, assim se enjoar ou não aprovar, é bem mais fácil trocar.

ponto1

ponto8

ponto2

ponto3

2. Adicione sinais de vida

São os detalhes que dão identidade e personalidade a sua casa. Objetos que contam um pouco da história dos moradores, seus tesouros particulares, exibidos de um jeito charmoso.

ponto5.

ponto6

Plantas também são uma forma bacana de demonstrar que a casa tem vida.

ponto7

3. Misture

Perfeito é chato! Um ambiente todo combinandinho, onde os móveis são todos do mesmo conjunto, as cores da mesma família, os acabamentos do mesmo material, é um ambiente entediante. Para criar interesse visual e fazer as pessoas se sentirem acolhidas, misture!

ponto11

ponto4

Misture móveis antigos com novos, madeira com metal, estampas e texturas. Sua casa vai ser única, uma expressão da sua personalidade e não um espaço saído de um catálogo de loja.

ponto11

O ideal é incluir texturas através de pequenas peças como uma mesa de centro, luminárias, para dar ponto de luz, e até uma manta no sofá.

ponto10

Decor para o fim de semana

Ainda em dúvida do que fazer no final de semana? Que tal transformar sua própria casa no melhor lugar para se estar – recebendo amigos com o simples propósito de celebrar amizades.

FIM

FIM1

Uma série de mesas para te inspirar nessa tarefa.

FIM2

FIM3

FIM4

FIM6

FIM7

FIM8

FIM9

Guia prático para decorar a mesa de centro

Decorar mesa de centro te enche de dúvidas? Pode ser que sim, afinal decorar a mesa de centro para que fique bonita e funcional não é tão simples quanto parece.

O que você quer é expor objetos bacanas que transmitam o seu estilo e ainda ter espaço para apoiar a pipoca, guardar o controle remoto e esticar os pés?

centro

Guia prático para decorar mesa de centro

1. Use bandeja

As bandejas ajudam a criar divisões e organizar a superfície da mesa de centro. Além disso é muito mais fácil tirar a bandeja para abrir espaço rapidamente na mesinha do que remover vários ítens separadamente. Bandejas também criam a sensação de grupo, de coleção, que tornam seu arranjo agradável aos olhos.

centro4

2. Escolha o ponto focal do arranjo

Escolha uma peça grande ou um grupo de peças menores para ser o centro de interesse, a estrela do seu arranjo. Pode ser um objeto com uma forma interessante ou uma cor chamativa que reflita a sua personalidade, ele irá ancorar a composição.

centro1

centro8

3. Crie um grupo 

Organizar os objetos em grupos e não linhas e variar suas alturas mantém o olhar circulando pela composição e cria interesse.

centro11

4. Use cor para criar unidade

Escolha 1 ou 2 cores e as repita em todos os objetos da composição. A repetição faz seu cérebro entender o grupo como um conjunto e deixa o arranjo harmônico.

centro9

5. Use texturas para criar contraste

Repetição sem contraste pode ficar entediante por isso não se esqueça de variar as texturas, os materiais dos objetos. Misture vasos de vidro liso e reflexivo com bandejas de fibras naturais, plantas e flores com objetos metálicos e brilhantes.

mesa8

centro5

Objetos para uma composição infalível

Bandeja mais livros, mais algo natural (planta, concha, pedra, osso) mais esculturas ou pequenos objetos decorativos e mais uma vela.

mesa2

Estes pequenos arranjos de objetos funcionam sobre qualquer superfície (aparadores, cômodas, prateleiras, estantes) e são fundamentais para dar personalidade aos espaços. Além disso são uma forma barata de decorar a sua casa com itens que você já tem.

Recolha folhagens e flores dos jardins da vizinhança, use louça antiga como vaso, junte conchinhas da sua praia preferida em um vidro interessante. Depois é só partir pro styling.

centro7

Como escolher a mesa de jantar

Se eu pudesse dar só um conselho pra quem quer mudar a mesa de jantar seria este:

Escolha uma mesa de jantar que funcione para o seu estilo de vida HOJE e não para um estilo de vida que você gostaria de ter.

Você não precisa de uma mesa para 8 lugares se nunca recebe ninguém, não é mesmo?

Siga estes passos para não errar na hora de escolher sua.

1. Aceite o seu espaço

Se seu espaço é pequeno, abrace isso e prefira criar um cantinho aconchegante ao invés de tentar espremer nele uma mesa grande. Use um pendente baixo sobre a mesa ou uma luminária de piso e almofadas para acentuar o caráter de cantinho íntimo.

jantar9

2. Use o que você já tem

Antes de comprar, pergunte-se: Precisa mesmo trocar a mesa? Se trocar só as cadeiras, ou algumas cadeiras não resolve?

Lembre-se, mesas de jantar são móveis caros e ficam sempre meio escondidas pelas cadeiras. Muitas vezes trocar as cadeiras por modelos mais charmosos já muda a cara da decoração.

Sem contar que as cadeiras podem cumprir dupla função, servindo como assento no living.

jantar1

3. Decida qual formato é o mais adequado ao seu espaço

Se você decidiu que a mesa deve mesmo ser substituída, o primeiro passo é determinar qual é o formato mais adequado ao seu espaço.

Retangular

A mesa retangular é o tipo mais comum e mais usado. Também é o melhor formato quando se precisa acomodar mais do que 4 pessoas.

Uma mesa retangular funciona melhor se o seu espaço também é retangular.

jantar2

Redonda

Uma mesa redonda funciona bem em ambientes pequenos e espaços com formato quadrado.

A mesa redonda cria um ambiente mais aconchegante e intimista e aproxima as pessoas, por isso é o melhor formato para um grupo pequeno (até 6 pessoas). Uma mesa redonda muito grande, contudo, coloca uma distância muito grande entre as pessoas e dificulta na hora de se servir.

jantar5

Quadrada

A mesa quadrada, em moda recentemente por ser visualmente bonita, acomoda 8 pessoas mas só funciona em espaços generosos. Para 4 pessoas, uma mesa redonda funciona melhor.

Oval

A mesa oval é muito similar à mesa retangular, mas ocupa menos espaço por causa dos cantos arredondados. Na mesa oval, assim como no modelo redondo, fica fácil puxar uma cadeira e acomodar mais um convidado quando necessário.

4. Defina o tamanho da mesa considerando o conforto

Fazer as refeições espremida, batendo cotovelos com o vizinho ou esmagada entre a mesa e a parede ninguém merece, certo? Considere que uma pessoa ocupa 60 a 75 cm quando sentada à mesa.

Mesas redondas com tampos de 100 a 120cm de diâmetro são a melhor pedida para pequenos espaços e acomodam de 4 a 6 pessoas.

Uma mesa retangular pequena de 80×120 a 140cm também acomoda 6 pessoas mas precisa de um espaço maior de circulação ao seu redor.

Antes de comprar sua mesa, meça seu espaço assim; 

  • Recorte pedaços de jornal do tamanho da mesa que você considera comprar e posicione no chão na área de jantar.
  • Deixe de 70 a 90cm livres (90cm é o ideal, menos de 70cm nada recomendável) entre a mesa e outros móveis (como aparadores e buffets) e paredes.
  • Se a mesa ficar ao lado de uma passagem, o ideal é deixar no mínimo 100cm livres para permitir que uma pessoa passe confortavelmente enquanto outra estiver sentada.
  • Meça também o espaço ocupado pela cadeiras para ter certeza que o modelo que você escolheu não é muito volumoso para a mesa. Prefira economizar espaço com cadeiras “sequinhas” ou usando um banco de um dos lados da mesa.jantar4

5. Escolha o design

O design da mesa deve ser escolhido levando em consideração o design das cadeiras. Coloque a mesa ao lado das cadeiras antes de comprar para ter certeza que a combinação é harmônica.

A sacada é deixar o look conjuntinho pra lá, escolher 2 modelos diferentes de cadeira de jantar, sendo 1 com braços. Assim, estas cadeiras poderão ser levadas para a sala e posicionadas em frente ao sofá para criar uma área de bate-papo charmosa quando você estiver recebendo amigos.

Se você optar por cadeiras diferentes, a mesa de jantar pode ser um modelo simples.

jantar6

6. Priorize o conforto sempre

Escolha cadeiras lindas mas que deixem você e seus convidados totalmente confortáveis para aqueles longos almoços de domingo.

Verifique a altura dos assentos para que ninguém bata os joelhos no tampo da mesa ou fique com o tampo pelo pescoço ao sentar-se. Na média 45cm é uma boa altura de assento para um tampo de 75cm de altura. Certifique-se que ninguém será incomodado pelos pés da mesa. Em espaços pequenos uma mesa com pé central é mais confortável do que outra com 4 apoios.

A mesa de jantar certa pode ser o detalhe que faltava para você finalmente se tornar a grande anfitriã que sempre sonhou. Pronta para receber os elogios?

jantar7

jantar

jantar8

 

7 lições de decoração

Será que vai combinar? E se eu enjoar?

Eu sei que você já se perguntou isso milhares de vezes. E isso é natural, porque o seu cérebro está condicionado para evitar erros.

Mas na decoração da sua casa, se você não assumir alguns riscos, você vai acabar com uma casa sem graça e sem personalidade.

Aproveita esse post e adote uma destas lições de decoração. Eu garanto que faz diferença.

 

tapi2

1. Decoração não precisa ser complicada

Se você está se sentindo paralisada e um pouco em pânico com tantas decisões de decoração, simplifique.

O que dá vida à decoração são as “camadas” que você vai criando.

Comece com uma base neutra escolhendo cores ou materiais com cores neutras para as grandes superfícies como piso e paredes. Adicione pitadas de cores através de acessórios.

Se quiser um efeito dramático, use uma cortina ou tapete coloridos, se preferir um efeito mais sutil, use almofadas estampadas.

Iluminação é uma camada fundamental. Espalhe pelo menos 3 pontos de luz em cada ambiente.

tapi

2. Não tenha medo de se arriscar

Escolha 1 elemento para se arriscar, assim você testa seus limites e se não curtir não joga montanhas de dinheiro fora. Por exemplo, se você quer usar uma cor intensa, mas está insegura, ao invés de pintar uma parede inteira, pinte só uma demarcando um espaço.

tapi3

3. Um pouco de tinta pode fazer muita diferença

Pintar pequenas porções de parede é um truque coringa da decoração. Eu curto muito porque fica barato, você pode fazer sozinha em pouco tempo e se não gostar é fácil de desfazer.

tapi6

4. Espaço pequeno não é desculpa para decoração largada

Se você não se anima a arrumar sua casa porque ela é pequena, um lugar pequeno muitas vezes é mais fácil de organizar.

tapi4

tapi5

5. Texturas naturais deixam a sua casa aconchegante

Misturar cores e estampas pode ser intimidante, mas misturar texturas não tem erro. O segredo é escolher uma cor, se quiser risco zero, escolha uma cor neutra (branco, preto, bege, cinza) e explore nos materiais.

tapi7

Misture materiais com acabamentos e sensações diferentes: madeira, metal, tecidos rústicos, cerâmica, fibras naturais, vidro, espelhos, etc.

E não se esqueça das plantas!

tapi9

6. Conte sua história através da decoração

A escolha das cores, a iluminação e até como os móveis que estão distribuídos no ambiente, contribuem para criar o clima de um espaço.

tapi8

tapi10

tapi11

7. Você precisa de um plano

Criatividade não é uma coisa mágica ou um dom sobrenatural. Designers de todas as áreas colecionam referências para usar como inspiração quando vão criar. É assim que nasce um “conceito” de projeto.

Mas para garantir que o resultado vai ficar de acordo com o conceito é preciso seguir um plano, um roteiro. Em decoração também funciona assim. Primeiro você decide o clima que você quer que sua casa transmita.

Depois você cria um plano, um passo-a-passo para transformar em realidade. Assim, você garante que não vai se perder no caminho e que sua casa vai ficar do jeitinho que você imaginou.

tapi12